Por que vale a pena ter um desumidificador em casa?

15 Maio, 2020
Instalar um desumidificador em casa não é um luxo ou uma questão de estética. Devido às funções que ele executa, pode ser útil para evitar alergias.

Na maioria dos lares para não dizer em todos –  existem algumas áreas mais suscetíveis a apresentar problemas de umidade. Se há pouca ventilação, contato contínuo com a água ou a presença de certos materiais, estes acumulam umidade e odores desagradáveis gradualmente. Você sabe quais são as vantagens de ter um desumidificador em casa?

Enquanto muitos pensam que um desumidificador é um aparelho de luxo, a verdade é que ter um em casa oferece benefícios que vão além de evitar as manchas de umidade nas paredes. Como eles permitem eliminar o mofo e os ácaros que se proliferam nesses ambientes, sua instalação também contribui diretamente para a nossa saúde.

Conforme um estudo publicado na Environmental Health Perspectives, o mofo e a umidade estão associados a um risco aumentado de alergias e problemas respiratórios. Considerando tudo isso, devemos saber que ter um desumidificador é sinônimo de bem-estar. É por isso que, a seguir, vamos detalhar seus benefícios e dizer quais são as melhores opções desse aparelho presentes no mercado.

O que é um desumidificador?

Um desumidificador é um dispositivo que tem a função de controlar a umidade que está sendo retida em vários espaços da casa, especialmente aqueles que têm pouca ventilação. Funciona a partir de um evaporador, cuja temperatura é menor que o ponto de orvalho, através do qual um fluxo de ar transita e faz com que a umidade se condense e se acumule em um reservatório.

Então, quando o ar seca  e esfria, ele passa por um condensador que permite recuperar a temperatura ambiente para reduzir o nível de umidade. Tudo isso, como mencionamos, tem vantagens importantes. Por um lado, evita que espaços, móveis e eletrodomésticos se deteriorem precocemente pela umidade e, por outro, contribui para a manutenção do bem-estar da família.

Hoje em dia podemos encontrá-los no mercado em diferentes apresentações e marcas. No entanto, se a qualidade e os benefícios estiverem em jogo, nós recomendamos os desumidificadores De’Longhi, a marca número um em vendas desses dispositivos, que também são certificados pela Allergy Standard Foundation. Esta certificação indica que se trata de um produto endossado para pessoas com asma ou alergias.

Desumidificador na sala de casa

Benefícios de ter um desumidificador em casa

Neste ponto, já temos algumas ideias dos benefícios de ter um desumidificador em casa. No entanto, para que não restem dúvidas, vamos detalhá-los a seguir.

1. Melhorar a qualidade do ar

Ter um desumidificador em casa tornou-se uma questão de saúde. O acúmulo de poeira, alérgenos e pelos de animais de estimação são alguns dos gatilhos para alergias e desconfortos respiratórios. Inclusive, como aponta uma publicação do Centro de Controle e Prevenção de Doenças, eles também podem causar desconforto na pele e nos olhos.

Felizmente, graças aos desumidificadores, como a gama DEX ou DDSX da De’Longhi, que são certificados (exceto o modelo DEX210), podemos limpar o ar de alérgenos e poeira e, assim, garantir um ambiente mais saudável para toda a família. Dessa forma, reduzimos o risco de problemas de pele e respiratórios, além de eliminar ácaros, mofo e maus odores.

Você  pode se interessar: Você sabe quantos ácaros vivem na sua cama? Descubra como eliminá-los

2. Facilitar a secagem das roupas

Há muitas casas que têm pouco espaço arejado para secar roupas. É por isso que muitas vezes a umidade aumenta e as roupas ficam com mau cheiro. Nesse sentido, um desumidificador também é ideal, pois eles servem como secadores de roupas. A linha DDSX da De’Longhi ajuda a secar as roupas na metade do tempo em comparação com a secagem natural.

3. Resolver até mesmo grandes problemas de umidade

Outra grande vantagem oferecida pelos desumidificadores modernos, como os da De’Longhi, é que eles têm a capacidade de resolver até mesmo grandes problemas de umidade em casa, como a gama DDSX. Com isso, evitamos tanto suas consequências na estética da casa, quanto o mau cheiro e possíveis problemas de saúde que possam surgir.

Desumidificadores

4. Ajudar a cuidar dos móveis e eletrodomésticos

Quando os ambientes estão muito úmidos, os móveis e eletrodomésticos tendem a se deteriorar mais rapidamente. A umidade gradualmente causa corrosão em peças metálicas e altera as cores de tintas, madeira e tecidos. Removendo a umidade com um desumidificador de alta qualidade como os que mencionamos, tudo isso se torna coisa do passado.

Descubra: Calefação muito alta: como afeta nossa saúde?

5. Alguns são super silenciosos

O barulho de alguns desumidificadores pode ser irritante para algumas pessoas quando usados à noite. Assim, com isso em mente, a De’Longhi oferece alternativas como os desumidificadores da gama DNS, que são muito silenciosos. Uma ótima escolha para quem aposta no conforto.

Conclusão

Como vimos, comprar um desumidificador é um grande investimento se você considerar a relevância dos seus benefícios. Além disso, ele não é apenas uma questão de estética para o lar, mas também um bom aliado da saúde e do bem-estar. 

  • Mendell MJ, Mirer AG, Cheung K, Tong M, Douwes J. Respiratory and allergic health effects of dampness, mold, and dampness-related agents: a review of the epidemiologic evidence. Environ Health Perspect. 2011;119(6):748–756. doi:10.1289/ehp.1002410
  • Milne, Richard & Hockey, Hans & Rea, Harry. (2014). Long-Term Air Humidification Therapy Is Cost-Effective for Patients with Moderate or Severe Chronic Obstructive Pulmonary Disease or Bronchiectasis. Value in Health. 17. 320–327. 10.1016/j.jval.2014.01.007.
  • Humidifiers and indoor allergies. (n.d.)
    aaaai.org/conditions-and-treatments/library/allergy-library/humidifiers-and-indoor-allergies
  • Noti, J. D., Blachere, F. M., McMillen, C. M., Lindsley, W. G., Kashon, M. L., Slaughter, D. R., & Beezhold, D. H. (2013). High Humidity Leads to Loss of Infectious Influenza Virus from Simulated Coughs. PLoS ONE. https://doi.org/10.1371/journal.pone.0057485