O que acontece no corpo durante a menopausa?

20 Agosto, 2020
As mudanças no corpo durante a menopausa ficam menos intensas e visíveis se você adotar um estilo de vida mais saudável e condizente com essas transformações. Atualmente, a menopausa não é a porta de entrada para a velhice, e sim para a meia-idade.

Muitas mudanças ocorrem no corpo durante a menopausa, embora não sejam as mesmas em todas as mulheres. Um estudo publicado pela revista britânica Climateric afirma que há diferenças entre latinas e asiáticas em comparação com mulheres europeias e norte-americanas.

De acordo com essa publicação, a menopausa ocorre aos 48,6 anos, em média, entre as latinas. Em mulheres asiáticas, geralmente ocorre entre 42,1 e 49,5 anos. Para as mulheres norte-americanas, a idade média é de 50,5 a 51,4 anos. Por fim, a menopausa das mulheres europeias costuma começar entre 50,1 e 52,8 anos.

O que acontece com muita frequência em todas elas é que as mudanças no corpo durante a menopausa provocam instabilidade e, em muitos casos, apreensão. Mas não deveria haver motivos para isso. Com a atual expectativa de vida, a menopausa não é mais uma entrada para a velhice, e sim para a metade da vida.

O que é a menopausa?

Consulta médica após a menopausa
A menopausa é o fim da idade reprodutiva da mulher. É uma fase de transição hormonal que surge acompanhada por várias mudanças no corpo.

A menopausa é simplesmente a passagem do estágio fértil para o infértil na vida de uma mulher. Durante essa transição, ocorre uma significativa modificação hormonal. Essa é a principal razão pela qual tantas mudanças ocorrem no corpo durante a menopausa.

O fato central desse processo é o desaparecimento do ciclo menstrual. Em geral, isso não acontece subitamente. O período começa a ser irregular e um tanto caótico: desaparece e depois volta, sem nenhum padrão particular. Isso acontece por um tempo, até que é interrompido definitivamente.

Apenas 12 meses após a interrupção da menstruação é que se considera que a mulher entrou na menopausa. Às vezes essa mudança é causada por fatores externos, como a retirada dos ovários ou do útero, e também como consequência de algumas doenças.

Durante a puberdade, com o primeiro ciclo menstrual, ocorrem grandes mudanças na anatomia da mulher. O mesmo acontece com o corpo durante a menopausa. Tanto um momento quanto o outro envolvem transformações físicas e psicológicas que são determinadas pelos hormônios.

Você também pode se interessar: Olho seco na menopausa

Mudanças no corpo durante a menopausa

As modificações hormonais levam a grandes mudanças no corpo durante a menopausa. É muito comum que os primeiros sinais dessas alterações comecem a ser percebidos antes da interrupção do ciclo menstrual. Estes incluem sintomas típicos, como as ondas de calor e os suores noturnos.

Da mesma forma, começam a aparecer efeitos no cérebro, nos ossos, nos músculos e na pele. Quando a produção de estrogênio cessa completamente, o impacto nos ossos é ainda maior, pois eles tendem a enfraquecer visivelmente, o que deixa as mulheres mais vulneráveis ​​a fraturas.

Na pele, ocorre uma diminuição do colágeno e isso causa ressecamento e perda de maciez. A distribuição da gordura corporal também é modificada. Nessa fase, é comum que a silhueta fique um pouco mais densa. É comum que a gordura se acumule mais na barriga e nas pernas, especialmente em mulheres sedentárias.

Outra das mudanças no corpo durante a menopausa tem a ver com a diminuição da lubrificação, o que leva à secura vaginal. Por esse motivo, as relações sexuais podem se tornar desconfortáveis. Também são comuns alterações no funcionamento da bexiga.

Leia também: Os primeiros sintomas da pré-menopausa

Outros dados interessantes

Mulher tomando água
Inevitavelmente, a menopausa surge acompanhada por muitas mudanças no corpo da mulher. No entanto, manter um estilo de vida saudável pode ajudar a combater qualquer problema.

A maioria das fêmeas do reino animal não apresenta esses tipos de alterações. Elas são férteis por toda a vida. Apenas as humanas e as orcas, além de alguns outros cetáceos, passam por essa mudança. É um fato evolutivo. Após uma certa idade, o risco de produzir óvulos defeituosos aumenta e a natureza impede que isso aconteça.

Durante a menopausa, as mulheres também têm um maior risco de desenvolver problemas circulatórios e cardiovasculares. No entanto, essa e outras mudanças podem ser adequadamente contornadas com a adoção de um estilo de vida mais saudável. Isso inclui uma alimentação saudável e a prática regular de exercícios.

Embora todas essas mudanças no corpo durante a menopausa possam causar algum nível de inquietação, a verdade é que também podem representar mudanças benéficas para a vida da mulher. Depois de se adaptar e aprender a controlar os sintomas, as coisas podem ser positivas.

A menopausa é um chamado para se cuidar melhor, o que é muito positivo. Também elimina as instabilidades que acompanham a menstruação e a síndrome pré-menstrual. Além disso, a ausência de fertilidade proporciona uma maior liberdade sexual, se a mulher assim desejar. É uma nova etapa que pode ser interessante e enriquecedora.

  • Im EO. Ethnic differences in symptoms experienced during the menopausal transition. Health Care Women Int. 2009;30(4):339–355. doi:10.1080/07399330802695002
  • Capote Bueno, M. I., Segredo Pérez, A. M., & Gómez Zayas, O. (2011). Climaterio y menopausia. Revista cubana de medicina general integral, 27(4), 543-557.
  • Kołodyńska G, Zalewski M, Rożek-Piechura K. Urinary incontinence in postmenopausal women – causes, symptoms, treatment. Prz Menopauzalny. 2019;18(1):46–50. doi:10.5114/pm.2019.84157
  • Santoro N, Epperson CN, Mathews SB. Menopausal Symptoms and Their Management. Endocrinol Metab Clin North Am. 2015;44(3):497–515. doi:10.1016/j.ecl.2015.05.001
  • Peacock K, Ketvertis KM. Menopause. [Updated 2019 Jun 4]. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2019 Jan-. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK507826/