Os primeiros sintomas da pré-menopausa

22 de maio de 2020
A pré-menopausa é acompanhada por mudanças repentinas na vida das mulheres. Portanto, é conveniente conhecer seus sintomas e procurar atendimento médico e ginecológico se necessário. Saiba mais sobre o tema a seguir.

A menopausa não significa que a vida acabou, mas sim que uma nova etapa começou. No entanto, o que acontece quando ela chega antes do tempo? Hoje, queremos falar sobre os primeiros sintomas da pré-menopausa.

Antes de mais nada, é conveniente diferenciar a menopausa do climatério, pois muitas mulheres confundem esses processos. Embora tenham uma relação, esses termos são diferentes.

Menopausa e climatério

A menopausa refere-se ao desaparecimento definitivo da menstruação por um período de aproximadamente doze meses, como resultado da falha da função ovariana. Quando isso ocorre antes dos 40 anos, as pessoas começam a falar em menopausa precoce.

O climatério, por sua vez, é o tempo durante o qual a vida reprodutiva passa para a não reprodutiva, conforme indicado por pesquisa médicas. A literatura médica também destaca outras diretrizes para diferenciar esses momentos:

  • A menopausa ocorre quando a última menstruação acontece de forma espontânea, o que marca o fim da vida fértil da mulher. Ela é estabelecida após um ano sem menstruação.
  • O climatério é definido como o estágio na vida de uma mulher em que começa um declínio na função ovariana, e dura até a velhice.
Mulher na menopausa
A menopausa é o momento em que a vida fértil da mulher chega ao fim. Devido aos processos hormonais que envolve, é acompanhada por mudanças físicas e emocionais.

Menopausa precoce

As definições de menopausa precoce também costumam confundir algumas mulheres, já que a comunidade médica parece não concordar com um termo preciso. Alguns estudos usam os termos menopausa precoce e insuficiência ovariana como sinônimos, e os definem como:

“A cessação da ovulação e das funções endócrinas do ovário em mulheres com menos de 40 anos”.

Vale ressaltar que esse termo, insuficiência ovariana, foi proposto em 1942 por Fuller Albright, considerado o pai da endocrinologia. Foi a primeira vez que esse fenômeno foi mencionado. Outras revistas científicas também utilizam diferentes termos para se referir à perda ovariana.

De qualquer forma, seguindo a definição do especialista em saúde Muntané, chamaremos de pré-menopausa:

“A época da vida antes da menopausa, na qual as mulheres passam por mudanças biológicas que podem causar uma série de distúrbios. Externamente, uma das manifestações dessas alterações metabólicas é a ausência da própria menstruação e, internamente, a cessação da ovulação”.

Embora os termos não tenham precisão exata, é possível reconhecer alguns sintomas iniciais para determinar se você está enfrentando a pré-menopausa.

Você pode se interessar: Como usar a raiz da maca peruana para controlar os sintomas da menopausa

Primeiros sintomas da pré-menopausa

Se a menstruação não desaparecer por pelo menos 12 meses contínuos, não será possível estabelecer um diagnóstico de menopausa. No entanto, se você observar alguns dos sintomas abaixo, é provável que esteja na pré-menopausa. Nesse caso, a recomendação é ir ao médico.

  • Ciclos menstruais irregulares: se a menstruação estiver com mais de sete dias de atraso ou mais adiantada, considere consultar seu ginecologista.
  • Ondas de calor: insônia ou sudorese. Nesta fase, é comum haver desequilíbrios no sono, e isso pode ser uma consequência de um distúrbio hormonal.
  • Alterações físicas: como ganho de peso, sensação de inchaço no abdômen, dor no peito, dores de cabeça ou náusea. Você pode ter sintomas semelhantes aos da TPM.
  • Mudanças de humor: produto da mesma alteração hormonal; talvez você se sinta mais irritada do que o normal. Você também pode ver a vida a partir de uma perspectiva negativa, na qual pensa que tudo vai dar errado.
  • Vazamento de urina: pode ocorrer ao espirrar, por exemplo. Isso pode ser uma indicação de que o assoalho pélvico não está bom.
  • Perda do desejo sexual: também está relacionado ao desequilíbrio hormonal. É provável que haja secura vaginal, pouca lubrificação, prurido vaginal, entre outros.
Dificuldades da menopausa
Durante a menopausa, ocorrem alterações que comprometem o bem-estar físico e mental da mulher. Além das ondas de calor típicas, há mudanças de humor, ganho de peso e perda do desejo sexual.

Leia também: A encruzilhada física e emocional da menopausa

Como lidar com a pré-menopausa?

Pode ser difícil assimilar a entrada no período da pré-menopausa. No entanto, este é um processo natural que não precisamos temer. Em geral, inicia-se outra etapa da vida na qual você pode viver sem pressão. A partir dos 40 anos, existem outros riscos à saúde que merecem atenção, como:

  • Osteoartrite;
  • Câncer de ovário, de mama ou de útero;
  • Presença de fibromas;
  • Miomas.

Assim, a melhor coisa que você pode fazer neste momento de sua vida é procurar um médico, pois ele fará uma análise equilibrada do seu histórico familiar e determinará o que é melhor para você. Além disso, talvez ele indique algum tratamento para aliviar os desconfortos, e pode ser que ele crie uma dieta ideal para as suas particularidades.

De qualquer forma, evite fumar, tente manter hábitos saudáveis, tome suplementos de vitamina D e cálcio, e gaste alguns minutos por dia praticando alguma atividade física da sua escolha.

  • Baena Antequera, M. J., & Vázquez Ramos, F. J. (2003). La actividad física y la menopausia precoz. Lecturas: Educación Física y Deportes.
  • Gomez Fernandez, J. (2008). Hemorragia uterina disfuncional: diagnóstico y tratamiento. Clases de Residentes.
  • López Villaverde, V., Flores Aznar, E., & Romeu Sarrió, A. (2015). INSUFICIENCIA OVÁRICA PRIMARIA (IOP) E INSUFICIENCIA OVÁRICA OCULTA (IOO). Sociedad Española de Ginecología y Obstetricia.
  • Piñeiro Chousa, F., Donís Otero, M., Ramos Ruiz, P. (1999). Menopausia y Climaterio. Protocolos de Obstetricia y Ginecología Para Atención Primaria.
  • Rodríguez, R., Emilio, Z. D., Payá, B., & Obstetricia Y Ginecología, S. (2000). ASPECTOS PSICOLÓGICOS DEL CLIMATERIO. Jornadas Ginecologicas Del Levante Almeriense.