9 sinais de uma sobrecarga de toxinas

· 17 de novembro de 2016
Quando nosso corpo tem um excesso de toxinas, ele tenta depurá-las por diferentes vias e nos manda sinais para que o ajudemos a se desintoxicar.

Por vezes nosso corpo dá sinais de uma sobrecarga de toxinas. É aí precisamos entrar em ação para reverter o quadro.

Apesar de uma boa alimentação e a prática de hábitos saudáveis contribuírem para reduzir a sobrecarga de toxinas no corpo, todos estamos expostos de uma forma ou de outra a elas e a seus efeitos.

Além disso, o ambiente que habitamos está cheio de partículas. Estas podem entrar no organismo através do ar, da água, dos alimentos, e de muitas outras fontes com as quais temos contato direto.

Mesmo que tenhamos órgãos excretores que se encarregam de eliminá-las em sua maior parte, algumas vezes sofremos uma sobrecarga de toxinas e reduzimos sua capacidade de realizar este processo.

Como consequência gera-se um acúmulo. Este, por conseguinte, por não ser eliminado de imediato, conduz a uma série de reações na saúde física e emocional.

Em algumas situações é difícil saber que temos este problema. Mas, existe uma série de sinais que podem nos alertar antes que o caso se transforme em uma situação mais complicada.

Descubra-os a seguir!

Sintomas de uma sobrecarga de toxinas no corpo

1. Fadiga constante

fadiga constante

Quando o organismo trabalha excessivamente para eliminar a a sobrecarga de toxinas é comum que tenhamos uma sensação de fadiga. E isto mesmo que o sono seja de qualidade.

Além disso, o cansaço, as dificuldades de concentração e o desejo de dormir em horários não habituais são razões suficientes para considerar que o corpo precisa de apoio para lidar com a sobrecarga de resíduos.

2. Ganho de peso persistente

A perda de peso não é uma tarefa simples. E, quase sempre, requer contínuos esforços relacionados com a dieta e o exercício.

No entanto, se mesmo com estes hábitos o corpo continua ganhando quilos, é provável que seja um problema hormonal.

Este tipo de condição pode ser associada a muitos fatores (entre eles, os níveis altos de tóxicos provenientes dos alimentos e produtos de cuidado pessoal).

3. Prisão de ventre

prisao-de-ventre

Os intestinos desempenham um papel importante no processo de eliminação das toxinas.

A dificuldade para evacuar ou os episódios fortes de prisão de ventre são um sinal contundente da retenção de resíduos. 

Isso não só aumenta os níveis de intoxicação no corpo. Mas também pode provocar mal-estar estomacal, inflamação e dificuldade para absorver os nutrientes.

4. Problemas de pele

A pele é um dos órgãos que mais reflete a sobrecarga tóxica no sangue e nos tecidos. A aparição de acne, as erupções cutâneas e as reações alérgicas indicam que o corpo não está se desfazendo das toxinas de forma ótima.

Também podem aparecer olheiras e bolsas, eczema e psoríase.

5. Superaquecimento do corpo

superaquecimento do corpo

O superaquecimento do corpo é um sintoma muito comum do acúmulo de substâncias tóxicas que obrigam o fígado a trabalhar em excesso.

Isso causa um aumento na secreção de suor. Afinal, o corpo busca aumentar a liberação das toxinas através da pele.

E não perca: 5 receitas para limpar o fígado

6. Dores de cabeça constantes

As toxinas que ficam acumuladas no sangue afetam de forma direta o sistema nervoso. 

Assim, desencadeiam reações negativas, como as dores de cabeça contínuas.

O tecido nervoso é hipersensível aos resíduos, e por isso não é estranho que este tipo de dor seja gerada.

7. Acúmulo de gordura abdominal

acumulo de gordura abdominal

Uma das razões pelas quais a desintoxicação ajuda a perder peso é porque elimina as substâncias de resíduos que geram o acúmulo de gordura no ventre.

Isso se deve ao fato de que as toxinas afetam os níveis de glicose e colesterol no sangue, o que aumenta os depósitos na área abdominal.

8. Mau hálito

A halitose ou mau hálito que não se controla apesar dos bons hábitos de higiene pode ter sua origem em problemas digestivos e acúmulo de toxinas no fígado.

Assim, elas alteram o ambiente do trato digestivo e facilitam a proliferação de bactérias na boca, nos dentes e nas gengivas.

Além disso, devido ao excesso de toxinas no sangue, a língua se cobre com um revestimento amarelo que também origina o mau cheiro e as infecções.

9. Cálculos biliares

Cálculos biliares

Leia também: Limpeza do fígado e da vesícula biliar com azeite de oliva e toranja

A aparição de cálculos biliares pode estar sendo provocada por um excesso de substâncias de resíduos na bile. 

O fígado pode começar a liberar a bile espessa dentro da vesícula biliar, o que gera obstrução e pode causar o desenvolvimento de pedras.

Você se identificou com estes sintomas? Se sim, afaste-se dos alimentos industrializados e aumente o consumo de água, frutas e vegetais.

Para melhores resultados considere adotar uma dieta “detox”, ou mesmo, incorporar bebidas desintoxicantes em seu plano de alimentação.

Klein, A. V., & Kiat, H. (2015). Detox diets for toxin elimination and weight management: A critical review of the evidence. Journal of Human Nutrition and Dietetics. https://doi.org/10.1111/jhn.12286

Shriner, R. L. (2013). Food addiction: Detox and abstinence reinterpreted? Experimental Gerontology. https://doi.org/10.1016/j.exger.2012.12.005