8 razões para evitar a comida processada

· 27 de julho de 2018
O consumo excessivo de comida processada pode causar inflamação e excesso de toxinas no organismo. É primordial evitá-la para que não incida no surgimento de doenças crônicas.

Os perigos da comida processada não são um tema novo. Apesar de nos últimos anos terem surgido chamados para que os consumidores fiquem atentos a estes alimentos, o problema vem de décadas pelos interesses da indústria alimentar.

Ainda que pareçam apetitosos e possam ser adicionados de diversas formas à nossa alimentação, seu processo de fabricação pode implicar no uso de conservantes e aditivos químicos daninhos. Além disso, muitos carecem de nutrientes essenciais e contêm muitas calorias.

Quais são os perigos da comida processada?

Se conhece por comida processada a todos os produtos alimentares que foram submetidos a um tratamento industrial. Por meio de uma série de processos químicos lhes são adicionadas características atraentes para o consumir, como melhor sabor e textura.

Comida processada enlatada

As companhias que os fabricam os venderam como “a melhor opção” para uma alimentação rápida e saciante. Porém, por trás disso escondem que os compostos artificiais e processos de refino podem causar efeitos indesejados no organismo. Quais?

Leia também: Os 10 alimentos que não se deve comer antes de dormir

1. São viciantes

O interesse da indústria alimentícia está claro: produzir mais e mais dinheiro. Por isso, não lhes importa usar em seus produtos uma ampla variedade de aditivos químicos que produzem um efeito de vício que faz com que os consumamos de forma natural.

Na comida de origem orgânica os componentes desempenham a função de saciar a fome. Em contrapartida, os processados estimulam a liberação de dopamina, uma substância que faz com que as pessoas se sintam bem ainda que não estejam se nutrindo.

2. Causam obesidade

A obesidade é um dos grandes problemas de saúde públicos modernos. Muitos casos ocorrem devido a questões genéticas; porém, a maioria tem a ver com os hábitos alimentares e o consumo de produtos processados.

Esta variedade de comidas está cheia de açúcares, gorduras saturadas e carboidratos simples que elevam a tendência de acumular gorduras. Por outro lado, contêm químicos como o glutamato monossódico e o xarope de milho, ambos relacionados com o sobrepeso e obesidade.

3. Afetam ao pH do corpo

Um dos grandes perigos da comida processada é que não respeita aos princípios de combinação de alimentos. Devido a isso, não permite aproveitar os nutrientes que chegam ao corpo e produz uma acidez do sangue que expõe a saúde.

A comida processada pode provocar dor de cabeça

Ao causar um descontrole no pH o corpo, aumenta a presença de toxinas no sangue e se produzem diversas doenças relacionadas com a inflamação. Ainda, o metabolismo se vê alterado e aumenta o ganho de peso.

4. Alteram a flora intestinal

O excesso de ácidos que provêm destes produtos costuma alterar a atividade dos microrganismos saudáveis que habitam o intestino. Como consequência aumenta a suscetibilidade a doenças digestivas infecciosas.

5. Produzem depressão e irritabilidade

Enquanto que os alimentos de origem orgânica promovem o bem-estar emocional, a comida processada impacta de forma negativa no estado de humor. Seu consumo regular se relaciona com as crises de depressão, ansiedade e irritabilidade.

6. Aumentam o risco de desenvolvimento de doenças crônicas

As carnes embutidas e os alimentos refinados liberam substâncias inflamatórias no sangue que podem causar doenças crônicas. Visto que aceleram a deterioração celular, com o tempo podem incidir em patologias como a artrite reumatoide, osteoporose ou câncer.

7. Afetam à saúde cardíaca

O sistema cardiovascular pode sofrer graves sequelas por conta dos perigos da comida processada. Apesar de alguns passarem despercebidos, estes produtos são um coquetel de substâncias que prejudicam a saúde do coração e a circulação.

A comida processada pode provocar doenças cardiovasculares

A maioria dos produtos refinados contêm gorduras saturadas e excesso de sódio, dois responsáveis de transtornos como a hipertensão e hipercolesterolemia. Adicioná-los de forma regular na dieta pode causar aterosclerose ou ataque cardíaco.

8. Produzem envelhecimento precoce

Os químicos contidos na comida processada se identificam no organismo como toxinas. Graças ao funcionamento dos órgãos excretores, muitas destas são eliminadas, por exemplo, por meio do suor e da urina.

O inconveniente é que se produz uma acumulação excessiva no organismo, já que muitos produtos se comem de forma regular. Por conseguinte, estas partículas deterioram as células e aceleram o processo de envelhecimento.

Recomendamos ler: 7 recomendações para cuidar das mãos e prevenir o envelhecimento

Quais são as comidas processadas mais comuns?

Como já dissemos, o supermercado está invadido por este tipo de alimentos. Tendo claros os perigos de consumi-los, é fundamental identificá-los para limitar ao máximo sua ingesta. A seguir compartilhamos uma pequena lista com os mais comuns:

  • Carnes embutidas e curadas
  • Cereais de caixa
  • Pão e produtos de panificação industrial
  • Alimentos enlatados
  • Molhos e temperos industriais
  • Refrigerantes e bebidas gasosas
  • Salgadinhos e frituras de pacote
  • Pipocas

Conhecia a todos estes perigos da comida processada? Como pode notar, são muito prejudiciais para o organismo. Procure limitá-los ao máximo em sua dieta e opte por escolher alimentos de origem orgânica.