7 grandes benefícios do tofu, queijo de soja

Se quisermos tirar proveito de todos os benefícios do tofu sem que ele seja indigesto, é importante evitar comê-lo cru e cozinhá-lo ou grelhá-lo.
7 grandes benefícios do tofu, queijo de soja

Última atualização: 10 janeiro, 2022

O tofu é um alimento feito à base de soja, muito rico em proteínas vegetais e com baixo teor de gordura. Não contém glúten nem lactose. Além disso, é um ingrediente que nos proporciona muitos benefícios para a saúde, especialmente durante a menopausa.

Neste artigo partilhamos todas as suas propriedades, bem como as formas mais adequadas de o consumir nos nossos menus diários.

O tofu

O tofu é um alimento vegetal feito com o processamento da soja de maneira semelhante ao queijo de vaca. Esse alimento de nome japonês, que não contém leite, é muito comum nas dietas vegetarianas da culinária asiática.

Graças ao seu alto teor de proteína, o tofu é um bom substituto para a carne. Além disso, pode ser cozinhado da mesma forma. No entanto, devemos levar em conta como fazê-lo da maneira certa para que possamos digeri-lo bem.

Benefícios do tofu para a saúde

1. Excelente fonte de energia

Tofu, excelente fonte de energia

O tofu é um alimento vegetal muito rico em proteínas. Na verdade, ele contém os 8 aminoácidos essenciais para o nosso corpo.

Dá-nos assim energia e vitalidade e ajuda-nos a tonificar e modelar a silhueta. Portanto, é ideal para combater o cansaço e a fadiga.

2. Rico em cálcio

O tofu é uma fonte incrível de cálcio. Ele contém uma quantidade desse mineral superior à do leite de vaca (100 gramas de tofu contém 159 mg de cálcio). Isso porque é feito com sais de cálcio, na maioria das vezes com cloreto de sódio.

Graças a esta virtude, o tofu é um remédio ideal para combater problemas ósseos, osteoporose e cáries . Além disso, facilita a regeneração de fraturas ósseas.

3. Reduz o colesterol e triglicerídeos

Tofu reduz o colesterol e triglicerídeos

O tofu é ideal para prevenir e melhorar doenças cardiovasculares. Isso se deve ao seu conteúdo em vitamina E, lecitinas e ácidos graxos essenciais. Portanto, este queijo vegano ajuda a reduzir os níveis elevados de colesterol , triglicerídeos e pressão arterial.

Um estudo publicado na revista Nutrients mostrou que os elementos proteicos e não proteicos da soja têm efeitos cardioprotetores. Os produtos derivados deste cereal não são úteis apenas para reduzir o colesterol, mas também para diminuir a pressão arterial, a glicose sanguínea, a inflamação e a obesidade.

Também pode ser muito benéfico para quem sofre de arteriosclerose ou angina de peito. Por último, é eficaz para problemas gerais de circulação.

4. Não engorda

Este alimento vegetal contém apenas 4% de gordura e 70 calorias por 100 gramas. Graças a esses valores nutricionais, o tofu é ideal em qualquer dieta para emagrecer ou para manter o peso adequado. No entanto, devemos evitar comê-lo frito, pois isso multiplicaria sua ingestão calórica.

O tofu grelhado é uma porção de proteína vegetal que podemos adicionar a qualquer prato de salada, vegetais ou grãos integrais. Assim obteremos um menu equilibrado e saudável.

5. Aumenta suas defesas

Tofu aumenta suas defesas

Os fitoquímicos presentes no tofu, assim como vitaminas e minerais, favorecem a formação de anticorpos. São eles que aumentam as defesas do corpo e melhoram nosso sistema imunológico.

Portanto, comer tofu geralmente nos fortalece contra todos os tipos de infecções. É um alimento que não pode faltar na nossa alimentação.

6. Equilibra estrogênios

O tofu é um alimento muito adequado para mulheres na menopausa. Isso ocorre porque ele fornece proteínas e cálcio, dois nutrientes muito benéficos nessa fase.

Além disso, regula os níveis hormonais graças ao seu conteúdo de isoflavonas. Portanto, pode aliviar os sintomas desta fase nas mulheres.

Os estrogênios são essenciais na manutenção dos ossos e na prevenção da osteoporose. Nesse sentido, um estudo publicado na revista Nutrients estabelece que os derivados da soja ajudam a prevenir a diminuição da densidade óssea em mulheres na pós-menopausa.

7. É um alimento antioxidante

Tofu é um alimento antioxidante

Por último, o tofu contém nutrientes que o tornam um alimento altamente antioxidante. Além disso, devemos ter em mente que nossa dieta deve conter diariamente esses tipos de componentes.

Os antioxidantes nos dão uma melhor qualidade de vida e nos permitem retardar os danos causados pelos radicais livres. Pois eles aceleram o processo de envelhecimento.

Por outro lado, os antioxidantes da soja e produtos derivados dela, como o tofu, são benéficos para mulheres em tratamento para infertilidade. Esse fato foi demonstrado por estudo publicado no American Journal of Obstetrics and Gynecology.

Como consumir tofu?

Sua aparência é semelhante à do queijo fresco e em muitos lugares é conhecido como queijo de soja. No entanto, em nenhum caso devemos consumir este alimento cru.

Comer tofu sem cozinhar seria como comer leguminosas crus. Portanto, seria muito indigesto. O problema é que a rotulagem geralmente não informa como devemos consumir.

Uma forma deliciosa de consumir é tofu é grelhado.

Por fim, é importante observar que grande parte da soja que hoje é cultivada em todo o mundo é transgênica. Por isso devemos sempre optar pelo tofu orgânico e de boa qualidade.

This might interest you...
2 receitas com tofu que você deveria experimentar
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
2 receitas com tofu que você deveria experimentar

Ensinamos a você duas deliciosas receitas com tofu porque além de saudável seu sabor permite incluí-lo em inúmeras preparações.



  • Pilsková, L., Riecanský, I., & Jagla, F. (2010). The physiological actions of isoflavone phytoestrogens. Physiological Research. https://doi.org/931902 [pii]
  • Sacks, F. M., Lichtenstein, A., Van Horn, L., Harris, W., Kris-Etherton, P., & Winston, M. (2006). Soy protein, isoflavones, and cardiovascular health: An American Heart Association Science Advisory for professionals from the Nutrition Committee. Circulation. https://doi.org/10.1161/CIRCULATIONAHA.106.171052
  • Messina, M. (2014). Soy foods, isoflavones, and the health of postmenopausal women. In American Journal of Clinical Nutrition. https://doi.org/10.3945/ajcn.113.071464