6 falsas crenças sobre o exercício que lhe impedem de atingir bons resultados

Praticar exercício sempre é benéfico para nosso organismo. Não obstante, não devemos cair em ideias infundadas que podem fazer com que a prática do mesmo não seja realizada da maneira correta

O exercício físico é um dos hábitos mais recomendados para se ter um peso corporal adequado e, aliás, melhorar muitos aspectos da saúde. Sua prática regular combate os efeitos negativos do sedentarismo e constitui uma forma efetiva de dizer adeus ao excesso de peso.

De fato, dedicando-se somente 30 minutos por dia, aprimora-se as funções mais importantes do nosso corpo e melhora a saúde mental.

Muitos esperam que seus efeitos sejam imediatos e, após não os notar nos primeiros dias, preferem desistir e continuar com um estilo de vida pouco saudável.

Isto se deve a uma série de falsas crenças às quais se compartilharam durante muitos anos, que os impedem de chegar ao objetivo por mais esforços que se realizem.

Visto que muitos desconhecem, a seguir revelaremos em detalhes os 6 principais.

Descubra-os!

1. “O melhor momento do dia para se fazer exercícios é…”Mulher fazendo exercício com bola

Uma grande quantidade de pessoas recomenda fazer exercícios na parte da manhã ou à noite porque afirmam que são os melhores horários para assimilar seus efeitos no organismo.

O certo é que não há estudos suficientes para determinar qual é o momento ideal para praticá-los ou afirmar que em certos momentos proporciona mais benefícios que em outros.

O mais importante é praticá-los todos os dias, em um lugar confortável e durante o tempo que se tenha livre para fazê-lo.

Se não houver a possibilidade de cumprir com um cronograma rigoroso, pode-se praticá-los em qualquer momento do dia, durante um mínimo de 20 ou 30 minutos.

2. “Se não dói, provavelmente você está fazendo algo errado”

Falso! A dor física não é sinônimo de progresso com a rotina de exercícios e, em alguns casos, pode ser indício de uma lesão.

Se bem que é normal sentir dor depois de uma rotina de alta exigência, nem todas as pessoas o percebem da mesma maneira.

Por seguir esta crença, muitos começam a se exercitar mais do que o normal e sobrecarregam seus músculos até sofrer uma lesão.

Por conta disso, é recomendável sempre iniciar com uma rotina de baixo impacto, 20 ou 30 minutos e, lentamente, incrementar a exigência até que o corpo se acostume.

3. “Para uma barriga ‘tanquinho’ você só precisa fazer abdominais”Mulher fazendo exercício abdominais

Os exercícios abdominais estão focados em tonificar a barriga e, mesmo que complementem a rotina, não são suficientes para combater a gordura que se acumula nesta área do corpo.

Em primeiro lugar, é necessário realizar um plano de treinamento cardiovascular, no qual inclui atividades para estimular o metabolismo e reduzir o excesso de gordura.

Também é primordial revisar os hábitos alimentares, visto que as refeições mal preparadas, geralmente, são a razão pela qual não se consegue reduzir as medidas nessa área.

4. “Quanto mais você suar, mais peso irá perder”

Um grande número de pessoas pensa que quanto mais suor liberar durante sua rotina, mais gordura corporal estará eliminando.

A verdade é que esta reação do corpo não tem nada a ver com a perda de peso e, de fato, varia em cada pessoa.

O suor é uma resposta natural do corpo para manter sob controle a temperatura interna quando se realizam essas atividades.

5. “Os halteres fazem com que as mulheres sejam mais musculosas”Mulher fazendo exercício com pesos

Claro que não! Os exercícios com halteres são excelentes para tonificar e melhorar o aspecto da parte superior do corpo.

Sua prática elimina a flacidez dos braços, melhora a saúde das costas e incrementa o gasto energético durante o treinamento.

Para desenvolver músculos grandes como os que exibem os fisiculturistas requer um volume de testosterona que, usualmente, as mulheres não têm.

Em vez disso, praticá-los incrementa a força muscular, acelera o metabolismo e reduz o risco de lesões nas articulações e nos ossos.

Visite este artigo: Como preparar um xarope para diminuir o colesterol e desinflamar as articulações

6. “Os alongamentos fazem com que o corpo se recupere mais rápido”

Depois de cumprir com uma rotina de treinamento físico, muitas pessoas fazem exercícios de alongamento para que seu corpo se recupere mais rápido.

Embora seja relaxante e alivie a tensão gerada por cada atividade, não há evidências suficientes para afirmar que sua prática acelere a recuperação do corpo.

No entanto, o que poderia ajudar pelo menos a aumentar a flexibilidade, são os exercícios de preaquecimento.

Você já havia escutado alguns destes mitos alguma vez? Agora você já sabe a verdade sobre cada um, refaça seu plano de treinamento e obtenha muito mais benefícios com sua prática.

Recomendados para você