6 efeitos raros da ansiedade

6 de julho de 2016
Cada pessoa reage de maneira diferente, então os efeitos da ansiedade também diferem segundo o indivíduo. Por isso, é preciso utilizar diferentes técnicas para aliviar os sintomas.

Os efeitos raros da ansiedade, você os conhece? Talvez não, mas o que você certamente sabe é que a ansiedade já fez parte da nossa vida em algumas ocasiões.

Antes de falar em público ou quando passamos por alguma necessidade financeira, por exemplo, podemos nos sentir especialmente preocupados e ansiosos.

Esses sentimentos de ansiedade podem ter um efeito profundo na saúde física e mental de quem os sofre.

Podem causar sintomas estranhos que ultrapassam os tradicionais, como as dores de cabeça ou o suor excessivo.

Como saber se seu estado de estresse ultrapassou os limites e pode desencadear os efeitos raros da ansiedade? Aqui mencionamos alguns sintomas frequentes, mas que talvez você nem imagine.

Descubra quais são e, se estiverem presentes em sua vida, busque ajuda.

1. Confusões e alterações da percepção visual

Ansiedade e alucinações

As alucinações podem variar de pessoa para pessoa dependendo da quantidade de estresse a que estejam sujeitas.

Algumas pessoas podem relatar ver apenas um borrão de cor e forma passageira. Outros falam sobre uma figura sombria que lhes causa até terror.

Se você está lidando com muito estresse, pode ter problemas com a identificação do espaço, altura e dimensões ao redor.

Isso também pode interessar você: 7 coisas que é melhor evitar quando sofre de ansiedade

Pode ocorrer uma diminuição ou sensação de distorção do tempo e do espaço, sobretudo durante os graves ataques de ansiedade.

O sistema autônomo pode desencadear respostas primitivas aos estímulos de medo ou preocupação, como por exemplo, a dilatação da pupila, para deixar entrar mais luz.

Assim, se alguém sofre com esses sintomas raros de ansiedade, esta resposta será ativada em momentos inapropriados. Isso inundará os olhos com luz, o que dificultará a visão e a concentração.

2. A ansiedade provoca gases e inchaço

Gases - um dos efeitos raros da ansiedade

Como você sabe, a flatulência é uma das sensações mais constrangedoras e incômodas que podemos experimentar. Também é um dos efeitos raros da ansiedade.

Apesar de que nem todo inchaço e gases serem causados pela ansiedade, há muitos casos relacionados.

Muitas vezes, problemas de digestão e respiração problemáticos são causados pelo transtorno. É um indício muito comum para aqueles que sofrem de ataques constantes.

3. Problemas hormonais

A ansiedade pode afetar vários sistemas do corpo, e um deles é o sistema endócrino. Ele é responsável por equilibrar as glândulas que fabricam hormônios no corpo.

Estas glândulas produzem hormônios necessários para o organismo. No entanto, não controlam os níveis desses produtos químicos: esse é trabalho do cérebro.

As mensagens de distúrbios no cérebro devido ao estresse e às preocupações podem causar irregularidades no sistema nervoso e, obviamente, na secreção desses hormônios.

3. Erupções cutâneas

Erupções- um dos efeitos raros da ansiedade

As manchas ou erupções cutâneas são sintomas muito comuns da ansiedade.

É bastante frequente o aparecimento de acne ao redor do nariz, na testa e nas bochechas. Este problema desaparece quando a pessoa se sente melhor e o episódio de estresse passa. Se, ao contrário, o estresse piorar, pode levar ao aparecimento de alergias e irritações na pele.

Leve em conta que não importa o tratamento que você fizer para diminuir as erupções cutâneas, porque ele não terá efeito se você não diminuir a ansiedade e o estresse.

5. A ansiedade pode causar queda de cabelos

Talvez você não acredite, mas a ansiedade tem um impacto sobre a sua aparência e, ainda que a queda de cabelo não seja um sinal típico, é um dos possíveis efeitos raros da ansiedade.

Quando a mente está ansiosa, as proteínas das glândulas linfáticas são convertidas em açúcar para obter uma energia instantânea. Consequentemente, a preocupação faz com que o corpo gere novos nutrientes para compensar os que foram consumidos.

Esse processo libera radicais livres, que necessitam de uma maior oferta de energia para serem combatidos. Isso se traduz numa redução de nutrientes essenciais necessários para o crescimento dos cabelos.

6. Problemas do sono e outros efeitos raros da ansiedade

Insônia, efeito raro da ansiedade

A dificuldade para dormir e manter o sono está associada a uma ampla gama de condições de saúde, tanto a nível físico quanto psicológico.

E, claro, não lhe parecerá estranho ficar se virando na cama se no dia seguinte você tem uma entrevista de emprego ou apresentação importante.

No entanto, se você se encontra sem sono frequentemente, todas as noites, preocupado ou agitado por problemas específicos ou por nada em particular, isso pode ser um transtorno de ansiedade.

E com este transtorno vem associado um sinal de fobia ou medo irracional que pode ocorrer durante as noites, medo de voar ou de multidões.

Muitas vezes ele é acompanhado de tensões musculares nos punhos, mandíbula ou em outros músculos do corpo.

Recomendamos ler: Meu grande segredo: sofro de ansiedade

Identifique sua reação à ansiedade e aprenda a lidar com ela

Os indivíduos têm diferentes reações à ansiedade. Por isso, pode parecer que algumas pessoas lidam com altos níveis de angústia sem muita dificuldade, enquanto há outras que parecem desmoronar com níveis menores de estresse.

Por essa razão, os mesmos níveis de preocupação podem causar distintos efeitos raros da ansiedade em cada indivíduo. Se você nunca experimentou algum desses sintomas estranhos, então você é o tipo de pessoa que pode lutar contra a ansiedade.

No caso de você estar lidando com um ou mais desses sintomas, é o momento de buscar alternativas para combater o problema.

Você pode optar por fazer terapia, incorporar atividades relaxantes à sua rotina ou fazer exercícios. Mas é muito importante consultar o médico e seguir suas indicações.

As informações foram úteis pra você? Sendo assim, continue lendo nossos artigos com mais dicas para seu bem estar.

Hagman, G. (2011). Trastorno de ansiedad generalizada. Salud(i)Ciencia. https://doi.org/10.1344/1.000000116