5 conselhos para eliminar líquidos retidos em seu organismo

8 de janeiro de 2019
É importante reduzir o consumo de sal, bem como de alimentos processados que podem contê-lo em excesso, já que favorecem a retenção de líquidos.

O organismo é um compêndio complexo de vários sistemas. Caso não cuidemos dele da maneira adequada, as possibilidades de sofrer algum tipo de problema aumentam. É assim que acontece com os líquidos retidos, uma condição comum em muitas pessoas.

Esse problema pode chegar a se manter por tempo muito prolongado. Visto que seu aparecimento é um indicador de outras doenças, é fundamental procurar uma solução rápida.

O que são os líquidos retidos?

líquidos retidos

Assim como seu nome indica, a retenção de líquidos, também conhecida como edema, faz referência a um grupo de substâncias acumuladas em diferentes partes do organismo.

Em geral, costuma ocorrer devido a uma drenagem deficiente da água dos tecidos. As regiões mais afetadas costumam ser as pernas e o abdômen.

Em termos normais, o sistema linfático se encarrega de drenar estes componentes. Entretanto, quando este apresenta alguma incapacidade, os líquidos tomam o controle.

Causas da retenção de líquidos

São várias as causas associadas ao aparecimento do edema. As principais são as seguintes:

  • Doenças hepáticas
  • Insuficiência renal
  • Hipertensão
  • Problemas cardíacos
  • Período de gestação
  • Menopausa

Apesar de tais fatores costumarem apresentar diversos quadros sintomatológicos específicos, a sensação de estômago pesado, a dor e a inflamação são comuns.

Conselhos para eliminar os líquidos retidos

Alguns hábitos costumam ser muito eficazes na hora de enfrentar este problema. A seguir, vamos expor os mais relevantes.

Caso você sofra de retenção de líquidos, não hesite em recorrer a algum deles para amenizar a situação.

1. Consumir alimentos diuréticos

líquidos retidos

Eles se encarregam de eliminar os excessos de água presentes no organismo. Assim, são perfeitos para acabar com a retenção de líquidos, bem como outros elementos tóxicos.

Esses tipos de alimentos também costumam estar presentes em diferentes dietas com fins de perda de peso.

Procure aumentar o consumo de ingredientes tais como:

  • Tomate
  • Aspargo
  • Abacaxi
  • Alcachofra

Leia também: 6 benefícios da alcachofra para a saúde

2. Seguir uma dieta saudável

Não se trata unicamente de consumir alimentos diuréticos. A ideia para tratar a retenção de líquidos gira em torno de alterar por completo nossa concepção da alimentação.

Preparar e seguir uma dieta balanceada é indispensável para o bem-estar do organismo. Assim, ela deve se basear no consumo de frutas, verduras, peixes e alguns cereais integrais.

Por outro lado, profissionais na área da nutrição sugerem dividir o consumo em 6 refeições ao longo do dia. Assim, conseguiremos evitar a ansiedade ou o desejo intenso de comer sem controle.

3. Evitar alimentos ricos em sódio

líquidos retidos

Outro conselho relativo aos hábitos alimentares para eliminar ou reduzir a retenção de líquidos é não incluir alimentos ricos em sódio na dieta.

Um dos mais conhecidos é o sal. A desvantagem dele é o excesso com o qual se usa para temperar os alimentos, além de já estar incluído em muitos alimentos industrializados. Assim, fica muito mais complexo não consumir sódio em excesso.

Pelo que foi dito anteriormente, é recomendável procurar outras alternativas para dar sabor a cada prato, como as especiarias.

Se não for possível, pelo menos devemos procurar diminuir o consumo atual de sal.

4. Beber água

Ainda que ler isso seja um pouco contraditório, tendo em conta que o objetivo é eliminar líquidos, beber água favorece a expulsão dos mesmos.

Essa prática estimula o sistema urinário e os rins. Ajuda a filtrá-los, libera o organismo de toxinas e de outro tipos de elementos prejudiciais.

A ideia é ingerir, pelo menos, de cinco a seis copos de água durante o dia.

Leia também: Descubra como melhorar sua saúde ao beber mais água a cada dia

5. Fazer exercícios

líquidos retidos

O esforço físico contribui para o bem-estar geral do organismo. Este não só ajuda a hipertrofiar o tônus muscular ou evitar o sedentarismo, mas também se encarrega de expulsar todo tipo de elementos nocivos por meio do suor.

Dentro desse esforço, o mais recomendado é o exercício físico aeróbico. Esse tipo de atividade fomenta a sudoração excessiva, motivo pelo qual os líquidos retidos nos tecidos começam a sair de forma paulatina.

Também podemos planejar a possibilidade de começar a praticar algum esporte, já que sua grande maioria requer esforço aeróbico.

Dentre os mais efetivos encontramos o ciclismo, a natação e o atletismo. Além disso, também podem nos ajudar a perder peso de forma saudável e um pouco mais rápida.

  • Maclellan, R. A. (2015). The lymphatic system. In Lymphedema: Presentation, Diagnosis, and Treatment. https://doi.org/10.1007/978-3-319-14493-1_1