5 benefícios do hissopo e como usá-lo em remédios

24 de outubro de 2019
Graças às suas múltiplas propriedades medicinais, o hissopo pode nos ajudar a combater diferentes problemas de saúde. No entanto, se tivermos alguma condição específica, é importante consultar o especialista antes de consumi-lo.

O hissopo (Hyssopus officinalis) é uma planta medicinal pouco conhecida, mas com muitas virtudes curativas. É um antibiótico e remédio digestivo, que podemos consumir ou também usar topicamente para aliviar diferentes distúrbios leves.

Descubra seus benefícios para a saúde.

Benefícios do hissopo para a saúde

1. Antibiótico natural

Hoje sabemos que temos ao nosso alcance muitos antibióticos naturais que nos ajudam a elevar as defesas e fortalecer o sistema imunológico. Entre eles estão o alho, a cebola, a equinácea ou o própolis. Neste caso, apresentamos o hissopo, um ótimo remédio antimicrobiano.

A infusão que podemos preparar com as flores do hissopo é um bom método para prevenir infecções e também quando sofremos os primeiros sintomas. Além disso, os antibióticos naturais não alteram a flora intestinal, por isso nosso corpo se mantém fortalecido para combater micro-organismos.

Prefere remédios naturais? Então leia: Antibióticos naturais para combater infecções leves

2. Remédio para doenças respiratórias

O hissopo alivia problemas respiratórios

Uma das grandes virtudes desta planta mediterrânea é sua capacidade de tratar os sintomas de muitas doenças que afetam o sistema respiratório. É capaz de fluidificar o muco e promover sua eliminação, o que aumenta sua propriedade antibiótica.

Além de seu poder mucolítico e expectorante, o hissopo também é anti-inflamatório e antitussígeno. Desta forma, torna-se um remédio muito completo para tratar todos os tipos de doenças respiratórias: anginas, resfriados, gripe, etc. No entanto, não é recomendado em casos de faringite ou bronquite.

3. Hissopo para problemas digestivos

O hissopo é uma planta com propriedades digestivas, embora seja muito menos conhecida do que outros remédios. Principalmente, nos ajuda a combater gases e flatulências se o tomarmos depois do almoço.

Por outro lado, se tomarmos a infusão meia hora antes da refeição, ela favorecerá a secreção de sucos gástricos. Dessa forma, podemos melhorar os casos de digestão lenta ou pesada.

4. Remédio para parasitas intestinais

Os parasitas intestinais são um problema de saúde que afeta muitas pessoas. O problema é que seus sintomas costumam ser confundidos com outros distúrbios, por isso é difícil detectar essa afecção para tratá-la adequadamente.

Entre os sintomas da infecção por parasita intestinal estão:

  • Nervosismo
  • Irritabilidade
  • Desconforto digestivo
  • Inchaço
  • Cansaço
  • Excesso ou falta de apetite
  • Mudanças repentinas e inexplicáveis ​​no peso
  • Dores de cabeça frequentes

O consumo de infusão de hissopo em jejum por duas semanas pode nos ajudar a eliminar esses parasitas, desde que sigamos uma dieta equilibrada, sem açúcares ou farinhas refinadas, até superarmos esse problema. Também podemos tomar outros remédios eficazes, como as sementes de mamão ou de abóbora.

Leia também: 7 benefícios do consumo de sementes do mamão

5. Para a falta de menstruação

Ervas medicinais para problemas menstruais

O Hissopo também possui uma propriedade menos conhecida, que é sua capacidade emenagoga. Ou seja, favorece a descida da menstruação para as mulheres que deixaram de menstruar devido a problemas como dietas desequilibradas, estresse ou distúrbios hormonais leves.

Para esse fim, é aconselhável tomar uma xícara de infusão de hissopo todos os dias, em jejum, por pelo menos três meses. Por outro lado, não é recomendável tomar este remédio em casos de menstruação intensa, endometriose, gravidez ou amamentação.

Modos de consumo do hissopo

A seguir, detalhamos como podemos consumir o hissopo:

  • Infusão: É o método mais comum para tratar os distúrbios leves que mencionamos.
  • Culinária: o hissopo, além de ter propriedades medicinais, também é uma deliciosa erva aromática. Aliás, podemos usar suas folhas e flores em nossas receitas para temperar todos os tipos de saladas, ensopados, massas, arroz, etc. Seu sabor é semelhante ao da hortelã, alecrim ou sálvia.
  • Entretanto, não é recomendado o consumo de hissopo às pessoas que sofrem de epilepsia ou esquizofrenia, pois possui certas contraindicações.

Métodos de aplicação externa

Para aplicação tópica, podemos usar o hissopo de várias maneiras:

  • Banhos e cataplasmas: banhos ou aplicação por cataplasmas de infusão concentrada de hissopo são um bom tratamento para acelerar a cicatrização de feridas e, além disso, favorecer a circulação.
  • Óleo: Muito adequado para massagens, o que nos ajudará a melhorar a circulação e a prevenir varizes. É importante destacar que o óleo de hissopo é apenas para uso externo. Em nenhum caso devemos consumi-lo, pois apresenta um alto risco de toxicidade para o nosso organismo.

Você conhecia as propriedades dessa erva? Então, continue conosco porque temos mais dicas para a sua saúde e bem-estar.

  • Fernández-López, J., Sevilla, L., Sayas-Barberá, E., Navarro, C., Marín, F., & Pérez-Alvarez, J. A. (2003). Evaluation of the antioxidant potential of hyssop (Hyssopus officinalis L.) and rosemary (Rosmarinus officinalis L.) extracts in cooked pork meat. Journal of Food Science. https://doi.org/10.1111/j.1365-2621.2003.tb05727.x
  • Attokaran, M. (2011). Hyssop. In Natural Food Flavors and Colorants. https://doi.org/10.1002/9780470959152.ch61
  • Chrpová, D., Kourimská, L., Gordon, M. H., Hermanová, V., Roubícková, I., & Pánek, J. (2010). Antioxidant activity of selected phenols and herbs used in diets for medical conditions. Czech Journal of Food Sciences. https://doi.org/10.1038/nature.2015.18703