4 tratamentos alternativos para controlar os roncos

24 de junho de 2019
Os roncos podem ser causados por inúmeros problemas de saúde ou hábitos de vida. Por isso, alguns tratamentos alternativos podem ajudar a controlar as suas causas.

Controlar os roncos de maneira natural é o objetivo, não só de quem sofre com eles, mas também de quem dorme ao lado daqueles que roncam. Além disso, roncar diariamente se relaciona com outros problemas de saúde, como os transtornos cardiovasculares ou respiratórios.

O tratamento dos roncos

O ronco é o resultado de uma resistência à passagem do ar aos pulmões e também é um sintoma de problemas respiratórios. Quando os roncos são intensos e frequentes se considera um transtorno do sono.

Durante muitos anos, o tratamento definitivo era a cirurgia. Esta consistia na estimulação elétrica dos músculos dilatadores das vias respiratórias superiores.

O CPAP para controlar os roncos

Técnicas para controlar os roncos

O método CPAP (Continuous Positive Airway Pressure – pressão positiva contínua nas vias aéreas) está indicado para casos de apneia obstrutiva do sono porque favorece um fluxo de ar adequado durante o descanso noturno.

A CPAP é um dispositivo de pressão positiva contínua nas vias aéreas. O médico é quem prescreve este dispositivo para tratar a apneia do sono e, como consequência, também controlar os roncos.

Este dispositivo utiliza a pressão do ar para pressionar a língua e abrir a garganta, de modo que o ar possa passar com mais facilidade. Entretanto, este sistema também pode apresentar alguns efeitos secundários.

Quer saber mais? Então leia: Sintomas e tratamento da apneia do sono

Tratamentos alternativos para controlar os roncos

1. Dieta com baixo teor de sódio

Para começar, apesar de que ainda faltam investigações a esse respeito, parece que uma dieta com baixo teor de sódio e rica em alimentos diuréticos pode ser eficaz. Isto poderia ser muito benéfico para controlar os roncos porque reduziria o conteúdo dos líquidos corporais que se relacionam com o agravamento da apneia do sono.

Quando deitamos, estes líquidos se transladam das pernas ao pescoço. Portanto, eliminar a retenção de líquidos pode trazer um alívio aos roncos. E para isso, propomos as seguintes orientações:

  • Eliminar o sal da dieta.
  • Temperar com especiarias, ervas aromáticas, alho, cebola, limão, etc.
  • Não consumir alimentos processados, como molhos, sopas, embutidos, enlatados, molho de soja, queijo, etc.
  • Aumentar o consumo de frutas, saladas e verduras em geral.

2. Gengibre, cúrcuma e alho

O gengibre pode ajudar os transtornos do sono

A utilização de substâncias naturais com efeito anti-inflamatório pode ajudar a desinflamar as vias respiratórias e reduzir assim, os roncos.

Propomos então, 3 alimentos medicinais que se destacam por suas propriedades anti-inflamatórias: o gengibre, a cúrcuma e o alho. Quando os consumimos de maneira habitual, seria possível reduzir a inflamação das vias respiratórias que ocasiona os roncos.

Podemos incorporar estes alimentos à nossa dieta ou ingeri-los em forma de suplementos. Aliás, são também potentes remédios antioxidantes e depurativos que nos ajudarão a melhorar a nossa saúde em geral.

3. Magnésio

O terceiro tratamento alternativo para controlar os roncos seria um suplemento de magnésio. Este mineral demonstrou a sua eficácia para equilibrar o sistema nervoso, reduzir as inflamações e melhorar a qualidade do sono, entre outros benefícios.

Entretanto, este suplemento deverá estar acompanhado de outras mudanças em nossa dieta e estilo de vida para notar uma melhoria. Além disso, sempre recomendamos tomar os suplementos sob supervisão e controle médico.

Não deixe de ler também: 3 razões para incluir o magnésio na alimentação

4. Hipnoterapia

Mulher fazendo terapia

Algumas terapias como a hipnose têm sido estudadas como possíveis tratamentos aos roncos e às suas causas.

A hipnoterapia é um tipo de psicoterapia que utiliza métodos guiados de relaxação e concentração intensa. Até pouco tempo atrás, esta técnica era usada como tratamento alternativo para o alcoolismo e para a redução de peso.

Entretanto, uma investigação mostra como esta técnica de hipnose poderia ajudar a que a pessoa virasse de lado quando começasse a roncar. Isto seria conseguido através da prática de auto-hipnose e, com o tempo, reduziria a intensidade e a duração dos roncos.

Tratamentos que não funcionam para controlar os roncos

Hoje em dia podemos encontrar muitos aparelhos ou produtos que prometem ajudar a controlar os roncos de maneira simples e natural. São muito tentadores porque prometem resultados quase imediatos e, em geral, a um bom preço. Entretanto, na maioria dos casos não foi provada a sua eficácia.

Alguns desses produtos são:

  • Pulseira eletrônica anti-ronco com eletrodos.
  • Sprays para eliminar o excesso de fluxo nasal que pode funcionar mas somente se os roncos forem ocasionados por congestão nasal em processos gripais.
  • Tiras nasais para abrir as fossas que somente agem a nível superficial, mas não no palato mole, portanto também estão indicadas para os casos de congestão nasal.

Agora você já conhece algumas opções naturais para controlar os roncos. Fazer algumas mudanças em nossa dieta pode ser de grande ajuda, assim também como a possibilidade de provar a hipnoterapia e o magnésio como suplemento. Aliás, não devemos nos esquecer também da importância de combater o sobrepeso e evitar o tabagismo.

  • Kraft, T. (2003). Treatment options for snoring [5]. Journal of the Royal Society of Medicine. https://doi.org/10.1258/jrsm.96.9.473
  • Fiori, C. Z., Martinez, D., Gonçalves, S. C., Montanari, C. C., & Fuchs, F. D. (2015). Effect of diuretics and sodium-restricted diet on sleep apnea severity: Study protocol for a randomized controlled trial. Trials. https://doi.org/10.1186/s13063-015-0699-9
  • Gala, T. R., & Seaman, D. R. (2011). Lifestyle modifications and the resolution of obstructive sleep apnea syndrome: A case report. Journal of Chiropractic Medicine. https://doi.org/10.1016/j.jcm.2010.12.003