3 gatilhos que nos fazem comer por ansiedade

12 de novembro de 2019
Para ter uma boa saúde, é importante saber diferenciar se o desejo de comer está relacionado à fome ou à ansiedade. Também é possível que, em vez de fome, estejamos com sede.

O corpo humano precisa de macronutrientes essenciais para ser alimentado, mantendo a saúde e o bem-estar de cada pessoa. Comer por ansiedade é um indicador de que algo está faltando no corpo. Por isso, escute-o!

Aprender a ouvir os sinais que o corpo lhe envia é primordial para controlar comer por ansiedade.

Mesmo que você coma muito, se sua alimentação não for adequada, seu organismo pedirá que você lhe forneça nutrientes de qualidade. A maneira de expressar isso é causar um estado de inquietação e muita vontade de comer.

Aqui, explicaremos as três causas mais comuns pelas quais, muitas vezes, você come por ansiedade. Se a primeira coisa que te provoca é um bolo, sorvete, algumas batatas fritas crocantes e muito chocolate, não é fome: é ansiedade.

Gatilhos que nos fazem comer por ansiedade

1. Comer carboidratos ruins

O excesso de carboidratos nos faz comer por ansiedade

Quais são os bons e quais são os maus? Você deve consumir bons carboidratos e ter cuidado com a quantidade que consome, mas o que isso significa? Muitos dos alimentos que consumimos são processados.

Isso significa que a maioria de seus nutrientes (minerais, vitaminas e enzimas) é eliminada no momento de seu processamento. Isso pode fazer com que nosso corpo sofra um déficit de nutrientes e, portanto, exija mais comida.

Cereais refinados como, por exemplo, arroz e trigo, com os quais são feitos pão, sobremesas e massas, são um exemplo do que devemos evitar em nossa dieta diária.

Quando você come farinha refinada e açúcar, seu corpo pede mais. Isso ocorre porque esse tipo de alimento é processado mais rapidamente e o corpo secreta mais insulina.

É por isso que, quando escolhemos carboidratos, devemos optar pelos mais naturais e ricos em fibras. Por exemplo: aveia, alimentos integrais, frutas, legumes, verduras. É disso que o corpo precisa.

Os carboidratos não devem ser eliminados, porque são os maiores fornecedores de energia em termos de atividade física e mental. Você tem que comer os certos e nas quantidades necessárias.

Leia este artigo: Carboidratos bons versus carboidratos ruins: quebrando mitos

2. Passar muitas horas sem comer

A comida é o combustível do corpo. Comer faz com que as pessoas se sintam mais ativas e saudáveis. Passar mais de quatro horas sem comer faz com que o hormônio que estimula o apetite aumente e faça com que você coma demais.

Tente dividir as refeições em cinco por dia e coma a cada três a quatro horas. Isso mantém os níveis de glicose no sangue estáveis ​​e, portanto, ajuda a controlar seu desejo de comer.

Você precisa saber como comer e fazê-lo de maneira equilibrada. É fundamental aprender a combinar alimentos entre proteínas, carboidratos e vegetais. Essa mistura fornecerá tudo o que o corpo precisa: nutrientes, energia e minerais.

3. O estresse frequentemente nos faz comer por ansiedade

Estresse provoca ansiedade por comida

As emoções têm um papel fundamental na maneira como nos alimentamos. Muitas pessoas comem sem ter fome. Eles fazem isso para preencher lacunas emocionais, porque se sentem sozinhas, entediadas ou sofrem de estresse.

Outras vezes, o estresse é causado por cargas de trabalho. As pessoas precisam se recompensar após um intenso dia de trabalho. Nesses casos, o melhor troféu é um doce de chocolate, cheio de creme e coberto com merengue suíço ou qualquer outro doce.

Você precisa saber que carências, insatisfação ou problemas pessoais não são resolvidos com comida.

Nenhum doce pode aliviar a fome emocional. Cultivar a mente, preparar-se no campo profissional, nutrir sua espiritualidade e exercitar seu corpo é uma forma de nutrição.

O segredo para controlar a ansiedade é melhorar a qualidade da sua alimentação. Sua dieta diária deve incluir alimentos com alto valor nutricional, pois fornecem mais nutrientes e menos calorias.

É importante aumentar o consumo de fibra e beber muita água. Às vezes, a sede costuma ser confundida com o desejo de comer. Quando tiver ansiedade, beba água e aguarde a sensação desaparecer.

Você pode controlar a ansiedade por comida naturalmente, com infusões que ajudam a controlar o apetite, como chá verde ou mate, por exemplo.

Você também pode praticar outras atividades que não estão relacionadas à comida e ajudam a evitar a compulsão alimentar. Meditar, caminhar, ioga ou ouvir música são perfeitas para esse fim.