12 alimentos bem saciantes

· 19 de dezembro de 2018
Muitas vezes nosso cérebro nos engana e nos pede comida quando, na realidade, o que temos é sede. Quando sentir fome, tome um copo de água.

Quando se está tentando perder peso, reduzir a quantidade de alimentos que se come é fundamental, mas a sensação de fome é uma das principais razões pelas quais as maiorias das dietas falham em uma semana.

Mesmo assim, é possível saciar o estômago sem consumir calorias adicionais. De fato, certos alimentos enviam um sinal ao cérebro avisando o término da refeição e “acalmam” o apetite.

Estes são os 12 alimentos que te manterão satisfeito(a) por mais tempo. Confira!

12 alimentos saciantes

1. Maçã

Coma uma maçã aproximadamente meia hora antes da refeição. A fibra e a água da maçã saciarão, portanto irá comer menos.

Leia mais: 10 alimentos saciantes para perder peso

2. Abacate

Alimentos como o abacate te ajudara a ficar saciado por mais tempo

Comer a metade de um abacate na hora do almoço pode ajudar a ficar saciado durante o resto da tarde, conforme um estudo publicado no Nutrition Journal.

As mulheres que participaram se sentiram 22% mais satisfeitas, e tinham um desejo 24% inferior de comer três horas mais tarde do que os outros dias que comeram uma refeição calórica equivalente, mas sem abacate.

3. Feijões, grão de bico e lentilhas

As leguminosas como o grão de bico, as lentilhas e os feijões são “super” alimentos ricos em proteínas que também contêm fibra, antioxidantes, vitaminas de complexo B e ferro.

Por isso, comer mais destes alimentos pode ajudar a controlar o apetite. Uma recente análise publicada na revista Obesity revela que as pessoas ficam 31% mais satisfeitas depois de uma refeição que os inclui.

Descubra as melhores infusões saciantes

4. Sopa

Alimentos que te deixaram satisfeitos por mais tempo

Em um estudo da Universidade Penn State, pessoas que comeram um prato com baixas calorias, à base de caldo como entrada da refeição, reduziram a ingestão total de calorias em 20%.

As sopas podem colocar o nosso apetite sob controle, pois ocupam muito volume no estômago, no entanto contêm poucas calorias.

5. Picles

Os pepinos e outros alimentos em conservas têm ácidos graxos de cadeia curta e a investigação recente nos Anais da Academia de Ciências de Nova Iorque descobriu que ajudam a fortalecer o vinculo entre o intestino e o cérebro.

Os alimentos fermentados também contam com probióticos; bactérias saudáveis que ajudam a digestão. Alguns especialistas acreditam que os probióticos podem reduzir o apetite e ajudar a perder peso, ainda que as pesquisas realizadas até agora não sejam conclusivas.

6. Pimenta

Alimentos apimentados podem te deixar satisfeito por mais tempo

A capsaicina, um composto das pimentas, dispara o nosso metabolismo. Uma pesquisa recente da Universidade de Maastricht nos Países Baixos mostra que a pimenta também pode controlar o apetite.

O estudo, que foi publicado na revista Appetite, descobriu que a adição de ¼ de colher de pimenta a cada refeição aumenta a saciedade e a plenitude.

Além disso, alguns dos participantes só foram permitidos consumir 75% de sua ingestão diária de calorias recomendadas, porém não sentiram vontade de continuar comendo depois do jantar.

7. Chocolate amargo

Quando tiver vontade de alguma coisa doce, coma o chocolate amargo. Ainda mais, pode ajudar a reduzir a pressão arterial e proteger o coração e o cérebro. T

Além disso, satisfaz mais do que o chocolate ao leite e pode ajudar a reduzir os desejos de alimentos doces e salgados.

8. Ovos

Ovos são bem nutritivos e podem te deixar saciado por bastante tempo

Começar o dia com ovos te deixará satisfeito até a hora do almoço.

Uma pesquisa da Universidade de Missouri em Columbia, sugere que comer um café da manhã de 300 calorias composto de 30 a 39 gramas de proteína, reduz a sensação de fome e aumenta a saciedade durante o tempo entre o café da manhã e o almoço.

Além disso, a pesquisa revelou que quem come um café da manhã rico em proteína consome menos calorias durante o dia.

9. Nozes

Os frutos secos são alimentos saciantes que podem ajudar a comer menos. Em um estudo da revista British Journal of Nutrition, as mulheres obesas que misturaram 3 colheres de manteiga de amendoim com creme de cereal de trigo e suco de laranja se sentiam satisfeitas por até 12 horas depois de terminar o café da manhã.

Ao contrário daqueles que não comeram produtos com frutos secos. As nozes são projetadas pela natureza para controlar o apetite, pois são ricas em gorduras insaturadas saudáveis, junto com as proteínas e a fibra.

10. Aveia

A farinha de aveia tem efeito saciante prolongado, sugere um estudo do Journal of the American College of Nutrition. Os participantes se serviram de 250 calorias de cereal ou aveia com 113 calorias de leite.

Quem consumiu aveia ficou saciado por mais tempo e experimentou uma maior redução na fome e diminuição do desejo de comer em comparação aos que consumiram cereais prontos para o consumo.

Por que essa diferença? A farinha de aveia é rica em fibra e proteína, assim como contém uma maior quantidade de beta-glucano.

Estes são os açúcares com propriedades saudáveis para o coração, a hidratação quando comparados aos cereais prontos para o consumo.

11. Água

água

Em síntese, tomar água pode enganar a fome. Por quê? Os sintomas da fome são similares ao da desidratação; baixo consumo de energia, redução da função cognitiva e falta de ânimo.

Portanto, na próxima vez que der vontade de um sanduíche, beba um copo de água e espere 10 minutos.

É provável que a sua sensação de fome passe e economize o consumo de centenas de calorias.

12. Proteína de soro de leite

Em suma, a proteína do soro de leite pode ser o tipo de proteína que mais satisfaz.

De acordo com um estudo publicado na revista Appetite, as pessoas que beberam proteína de soro comeram 18% menos que as que tinham bebido a de carboidratos; depois de duas horas de seu consumo.

  • Martínez-Álvarez, J. R. (2006). Obesidad y alimentos funcionales:¿ son efi caces los nuevos ingredientes y productos?. Revista de Medicina de la Universidad de Navarra50(4), 31.
  • Esteve, P. M. (2017). Diseño de alimentos lácteos con capacidad saciante. Relación entre estructura, procesamiento oral y percepción (Doctoral dissertation).
  • Rodríguez, J. M. M. (2015). Diseño de alimentos saciantes: estudio de las propiedades físicas, sensoriales y de la capacidad saciante esperada en un postre lácteo sólido tipo tarta de queso (Doctoral dissertation).
  • VIVAS PALENCIA, A. K. (2015). EVALUACIÓN DE LA INCORPORACIÓN DE GLUCOMANANO EN EL DISEÑO DE UN ALIMENTO CON CAPACIDAD SACIANTE. CARACTERIZACIÓN INSTRUMENTAL Y DIGESTIÓN” IN VITRO”.