Você conhece as vantagens da dança?

Esta é uma das vantagens da dança mais procurada. Goste ou não, a imagem importa muito, especialmente a questão do peso. Como dissemos, nos livramos dessa gordura que nos leva a lutar com a balança.

Quando você aproveita as vantagens da dança, você aprende a trabalhar em equipe. Você sabe que seu sucesso só é possível se o outro estiver brilhando com você.

Dançar, independentemente da técnica, responde ao instinto. Você já sentiu como se solta quando sente o ritmo da música? Como a bem conhecida dançarina, Isadora Duncan, disse: “A dança não é apenas a transmissão de uma técnica, mas também de um impulso vital profundo”.

Não se trata de ser perfeito, trata-se de se divertir, se sentir bem e aprender a conhecer seu corpo. Se você for daqueles que não se atreve a dançar por vergonha ou medo, não desanime. Na dança você sempre pode encontrar alternativas. E todas trazem uma série de benefícios importantes.

Descubra as vantagens da dança

Melhora a circulação e reduz o colesterol

A dança melhora a circulação

Dançar é um exercício de resistência. Assim, nosso coração trabalha com uma intensidade maior do que o habitual. Isso permite que nosso sangue circule mais fluidamente.

Ao mesmo tempo, essa facilidade de movimento favorece a queima de gordura e com isso, o colesterol que entope nossas artérias é eliminado. Desta forma, reduzimos o risco de doenças coronarianas ou cerebrovasculares.

Veja também: 4 sinais de uma má circulação sanguínea

Nos ajuda a perder peso

Esta é uma das vantagens da dança mais procurada. Goste ou não, a imagem importa muito, especialmente a questão do peso. Como dissemos, nos livramos dessa gordura que nos leva a lutar com a balança.

No entanto, movendo todo o corpo, perdemos peso ao tonificar. Isso significa que evitamos o excesso de massa e flacidezTeremos, portanto, um aspecto saudável, além de conseguirmos ficar esbeltos.

Fortalece os ossos

A dança favorece as articulações

Quando dançamos, usamos toda a nossa estrutura óssea. Fora da academia e do esporte, é impossível encontrar outra atividade tão útil para o nosso corpo como a dança.

É altamente recomendada para todos, mas especialmente para pessoas de meia-idade que correm o risco de osteoporose.

Desenvolve a criatividade

A dança implica equilíbrio e movimento. A dança inclui mover e mexer diferentes partes do corpo, e de forma diferente, ao mesmo tempo. Assim, exige que o dominemos com uma precisão que poucas disciplinas exigem.

Por outro lado, nos obriga a pensar de uma maneira muito incomum. Quando você dança, você agita seu corpo ao ritmo da música, para que suas oscilações correspondam ao seu ritmo, mas como fazemos isso?

Nós nos deixamos guiar pela intuição e é ela que nos leva ao sucesso. Assim, nos desinibimos e nos familiarizamos com o pensamento criativo. Quando nosso cérebro se acostuma, extrapola esse aprendizado e aplica-o a outras áreas.

“Dançar significa ser você mesmo, maior, mais bonito, mais poderoso. Isso é poder na terra, e é seu para que o use. “- Agnes De Miller.

Maximiza a memória

A dança melhora as funções cerebrais

As aulas de dança giram em torno de uma coreografia. Pouco a pouco, você aprende passos que são incorporados em sua linguagem corporal.

Os benefícios de sua prática surgem no curto prazo. Não só porque melhora o humor e o sono, você descansa muito melhor, mas porque, no médio prazo, você já pode memorizar uma rotina depois de observá-la e praticá-la algumas vezes ou um pouco mais.

Diminui o estresse

Estamos falando de uma atividade divertida. Consequentemente, quando a praticamos, nosso cérebro lança endorfinas e serotonina. Os hormônios do bem-estar e da felicidade.

Neste sentido, a dança é muito eficaz para combater a depressão e a solidão. Além das substâncias mencionadas acima, podemos desfrutar dançando com outras pessoas. Assim, evitamos o sentimento de isolamento que as pessoas estressadas e deprimidas têm.

Ensina o trabalho em equipe

Amigos estudando

Em geral, você dança com outras pessoas, as quais você deve entender apenas com um olhar. Os corpos devem estar completamente sincronizados e que só pode ser alcançado através do trabalho conjunto e do consenso.

Embora existam alguns que carregam mais peso na coreografia, deve se basear em um acordo. Caso contrário, se houver lutas de poder, desejos de se destacar do outro, a dança falha.

Desta forma, aprendemos que, ao dançar, o resultado nos transcende apesar do nosso desejo de nos destacarmos. E entendemos que somos parte de um todo e que dependemos uns dos outros. Se alguém cai, o outro também. Se o seu parceiro estiver errado, o erro afeta você, e vice-versa.

Considerando as vantagens da dança, se o esporte não quer nada com você, poderia lhe dar uma chance? Você poderia nos dizer se você o faria? Nós adoraríamos!

Recomendados para você