4 sinais de uma má circulação sanguínea

Você não deve ignorar os sinais de uma má circulação sanguínea. Trata-se de um problema que pode ser minimizado se você tratá-lo a tempo e com as medidas adequadas.

Você sabe quais são os sinais de uma má circulação sanguínea? Ela se encarrega de que nossos órgãos, músculos e ossos estejam bem alimentados. Porém, quando o sangue não flui como deveria, nosso corpo começa a se ressentir.

Quando o problema se agrava, podem surgir problemas importantes, acompanhados inclusive de acidentes cardiovasculares, como derrames, ataques cardíacos, úlceras ou gangrenas.

A boa notícia é que não aparece de repente, mas se trata de um processo gradual no qual se apresentam uma série de sintomas fáceis de detectar.

Porém, muita gente desconhece quais são. Por outro lado, na maioria dos casos as pessoas acreditam que esses indícios são pequenos detalhes sem importância.

Esse raciocínio não é totalmente correto, tendo em conta que se prestarmos atenção, conseguiremos melhorar a má circulação sanguínea e impedir que as dificuldades citadas acima comprometam a saúde.

Assim, a seguir mostraremos quais são os principais sinais de uma má circulação sanguínea para que você saiba identificá-los.

Sinais de uma má circulação sanguínea

1. Formigamento nas extremidades

Este formigamento é mais comum quando passamos um tempo considerável na mesma postura.

  • É comum que se apresente nas pernas, mas com o aumento do uso do telefone celular, cada dia é mais usual sentir formigamentos nas mãos e nos braços.
  • O movimento estimula o fluxo, por isso a imobilidade se torna um obstáculo.

Em consequência, as pessoas que adoecem de má circulação sanguínea se deparam com formigamentos e mal-estar nestas situações.

Para evitar que isto aconteça, o ideal é caminhar todos os dias, pelo menos durante meia hora. Este simples exercício permite que os músculos se ativem e daremos mais dinamismo ao nosso fluxo sanguíneo.

2. Pernas inchadas

Pernas inchadas

As pernas incham porque o corpo tenta alcançar o equilíbrio, já que percebe que não tem sangue suficiente na região.

Assim, trata de compensar a falta com a retenção de líquidos na área em que o problema ocorre.

Este fenômeno é tão intenso que as extremidades se inflamam a ponto de sentirmos dor, dormência, e inclusive podem chegar até a contundir. Não deixe de consultar o médico se perceber este tipo de complicação.

Enquanto isso, trate de beber muita água para favorecer a eliminação dos líquidos, assim como descansar com os pés para o alto para aproveitar a força da gravidade.

Graças a ela, o sangue se distribuirá melhor pelas áreas que estavam sem água.

3. Fadiga

Como dizíamos, o sangue proporciona o sustento de todo o nosso organismo, o que se traduz em energia.

Isso significa que no instante em que não chega aonde tem que chegar, os elementos com déficit têm que fazer um esforço extra, por isso se cansam antes do que deveriam.

O resultado é um estado de fadiga generalizada que nos impede de trabalhar com agilidade e com o ímpeto que gostaríamos.

Neste caso, além de consultar o médico, podemos incluir complementos energéticos em nossa alimentação.

O ideal é começarmos a manhã com uma boa vitamina energética. Existem muitas possibilidades, todas muito saborosas.

4. Queda de cabelo

Queda de cabelo

Não pense que a alopecia é um problema só dos homens. Ainda que seja verdade que é mais frequente no caso deles, a má circulação sanguínea pode trazer este problema para qualquer pessoa.

Para que o cabelo fique forte, ele também precisa de nutrientes. Em consequência, o cabelo é prejudicado neste caso.

Além de cair, resseca e quebra. Para paliar isso, aconselhamos que use máscaras naturais: são muito eficazes, econômicas e mais saudáveis do que aqueles que contêm substâncias artificiais.

Além disso, seria maravilhoso se tomasse algumas infusões que podem ajudar a melhorar a circulação sem muito esforço.

Estes são os principais sinais de uma má circulação sanguínea. Porém, apesar das alternativas que propusemos, sempre sugerimos que, ao perceber os sintomas, você consulte um médico.

Ele informará em que estado você se encontra, o que é imprescindível para superar qualquer dificuldade.

Recomendados para você