Tumores hipofisários: causas e sintomas

A maioria dos tumores hipofisários são benignos e de crescimento lento. Caracterizam-se porque permanecem na glândula ou nos tecidos adjacentes.
Tumores hipofisários: causas e sintomas

Última atualização: 08 Fevereiro, 2021

Os tumores hipofisários são crescimentos anormais das células da glândula pituitária. Esta glândula é conhecida pelo nome de hipófise e está unida ao hipotálamo por um fio de nervos e vasos sanguíneos.

A maioria dos tumores hipofisários são benignos e de crescimento lento. Caracterizam-se porque permanecem na glândula ou nos tecidos adjacentes. Por isso, não se disseminam para outras partes do corpo.

Alguns dos tumores hipofisários podem levar a glândula pituitária a produzir um excesso de hormônios. No entanto, outros fazem com que a glândula produza poucos hormônios.

Tipos de tumores hipofisários

Os hormônios produzidos pela glândula pituitária regulam funções muito importantes para o organismo. Estas funções são o crescimento, o metabolismo, a resposta ao estresse e as funções dos órgãos sexuais através das tireoides, das glândulas suprarrenais, dos ovários e dos testículos.

Localização
A glândula pituitária está localizada dentro do sistema nervoso central e regula muitas funções básicas do corpo.

As causas dos tumores hipofisários são desconhecidas, ainda que algumas tenham componentes hereditários. Assim sendo, são classificadas em função de sua funcionalidade:

  • Tumores funcionais: são aqueles que produzem muitos hormônios. Dessa forma, pode chegar a gerar problemas no organismo. Os sintomas variam em função do hormônio afetado.
  • Tumores não funcionais: são os que não produzem hormônios. Seus sintomas estão diretamente relacionados com seu crescimento.

Quais doenças esses tumores causam?

Algumas das doenças relacionadas com os níveis anormais dos hormônios são:

  • Síndrome de Cushing: nestes pacientes observa-se um acúmulo de gordura no rosto, costas e peito. No entanto, as pernas e os braços se afinam.
  • Acromegalia: é uma doença na qual as mãos, os pés e o rosto são maiores do que o normal.
  • Hormônios sexuais: os hormônios da glândula pituitária afetam os estrogênios e a testosterona. O que pode fazer com que uma mulher produza leite ainda que não esteja lactando ou fazer com que perca o desejo sexual.

Os tumores da glândula pituitária não têm causa esclarecida. Com frequência não são diagnosticados, visto que seus sintomas são similares aos de muitas outras doenças que são mais frequentes.

Leia também: Sinais de um alto nível de cortisol

Sintomas dos tumores hipofisários funcionais

Exame da glândula tireoide
Os tumores funcionais produzem uma alteração hormonal no corpo dependendo da área da hipófise afetada.

Para tumores funcionais, os sintomas dependem do hormônio concreto que está sendo produzido em excesso. Alguns dos hormônios que podem ser produzidos em excesso são:

Prolactina

Um excesso desse hormônio pode produzir sintomas como alterações nos ciclos menstruaisfluxo de leite nas mamas sem estar lactando, impotência masculina, dor de cabeça e perda de visão.

Hormônio corticotropina (ACTH)

Quando há muito hormônio corticotropina podem aparecer sintomas como aumento de peso, nódulo de gordura na nuca, estrias violáceas na pele, fragilidade óssea, mudanças de humor, bem como menstruações irregulares, entre outros.

Hormônio do crescimento

Os níveis elevados do crescimento podem causar sintomas como um crescimento excessivo do corpo ou adormecimento nas mãos e nos dedos. Além disso, pode aparecer dor nas articulações e dor de cabeça.

Pode te interessar ler ademais: Regular os hormônios através dos exercícios

Hormônio estimulante da tireoide (TSH)

Se o que há é um excesso de TSH, este dará lugar a sintomas como um ritmo cardíaco irregular, tremores, perda de peso, dificuldade para dormir, assim como transpiração.

Sintomas dos tumores não funcionais

Sintomas dos tumores não funcionais

Os sintomas mais comuns dos tumores não funcionais são:

  • Perda de pelos do corpo.
  • Diminuição do desejo sexual.
  • Dor de cabeça e perda de visão.
  • Períodos menstruais menos frequentes ou ausentes.
  • Crescimento e desenvolvimento sexual em crianças mais lento.
  • Nos homens, pode haver perda de pelos faciais, impotência e crescimento do tecido mamário.

Existe tratamento para tumores hipofisários?

Existem várias opções de tratamento para os tumores hipofisários que incluem extirpar o tumor, controlar seu crescimento e tratar os níveis de hormônios com tratamentos farmacológicos.

Geralmente os tumores pituitários podem ser extirpados cirurgicamente através do nariz. No entanto, caso não possa ser assim, é feito através do crânio.

O tamanho do tumor pode ser reduzido com tratamento farmacológico ou usando radioterapia. O tratamento com radioterapia é utilizado em pacientes que não podem se submeter à cirurgia.

Pode interessar a você...
5 remédios para regular os hormônios naturalmente
Mejor con SaludLeerlo en Mejor con Salud
5 remédios para regular os hormônios naturalmente

Hoje oferecemos cinco opções naturais para regular os hormônios naturalmente e sem efeitos secundários. Isso pode melhorar a sua qualidade de vida.



  • Rojas, D. (2017). MANEJO DE LOS TUMORES DE HIPÓFISIS. Revista Médica Clínica Las Condes. https://doi.org/10.1016/j.rmclc.2017.01.008

  • Witte, F. (2005). Trastornos de la hipófisis. In Mente y cerebro. https://doi.org/10.1017/CBO9781107415324.004

  • Nieman, L., & Swearingen, B. (2010). Síndrome De Cushing Y Enfermedad De Cushing. Bioscientifica.

  • García-Guzmán B, Portocarrero-Ortiz L, Dorantes-Argandar AA, Mercado M. HEREDITARY PITUITARY TUMOR SYNDROMES: GENETIC AND CLINICAL ASPECTS. Rev Invest Clin. 2020;72(1):8-18. doi:10.24875/RIC.19003186