Como tratar o zumbido no ouvido (Acufeno)

· 20 de novembro de 2013
Estes zumbidos ou sussurros podem ter várias causas, mas temos alguns conselhos e medicamentos a nosso alcance que podem ajudar.

O tinido ou acufeno é um fenômeno perceptivo que consiste em notar sons no ouvido que não provem de nenhuma fonte externa.

Encontrar a causa

Os acufenos podem aparecer e desaparecer pontualmente. Na maioria dos casos aparecem por causas leves como uma exposição a ruídos intensos, depois de realizar muito esforço físico ou por questões naturais, como uma variação na pressão atmosférica.

Mas se os zumbidos aparecem somente por questões naturais, você pode descartar outras origens como problemas no ouvido (otite, excesso de cera, lesões, infecções) ou outras doenças (cardíacas, diabetes, tireóideas, alergias).

Por fim, também temos que levar em conta o fato de que alguns medicamentos podem causar acufenos.

O estresse, um dos grandes males de nosso tempo, também pode causar os zumbidos.

Se esse for o seu caso, busque extratos de plantas relaxantes, como a passiflora (maracujá), a valeriana ou a melissa (erva-cidreira) e tente dedicar um tempo de cada dia para realizar exercícios, desfrutar da natureza (parques, bosques, praia), tomar sol, descansar à noite, etc.

O alho

no ouvido

Alguns casos de acufenos podem estar relacionados à alta pressão arterial. Se esse for o seu caso, recomendamos incluir alho cru em sua dieta diária.

O alho também será muito benéfico se a origem dos acufenos for infecciosa. Neste caso, além de consumi-lo, você pode cortar meio alho e colocar sobre o ouvido externo durante alguns minutos, e repetir várias vezes ao dia.

Utilize o gergelim para combater o zumbido no ouvido

no ouvido

As sementes de gergelim são muito ricas em cálcio e eram usadas na antiga China para combater os acufenos e reduzir sua intensidade. Podemos consumi-las diariamente em várias formas:

  • Cruas ou tostadas
  • Óleo de primeira pressão a frio, natural (não cozinhe com ele)
  • Tahine (gergelim em pasta)
  • Gomásio (sal de gergelim)
  • Halva (doce do Oriente Médio feito de sementes de gergelim torradas, moídas e misturadas com açúcar derretido)

O gerânio

O gerânio ajuda a reduzir a frequência dos zumbidos e, em alguns casos, os elimina por completo.

Aplique-o topicamente. Macere um pedaço da planta em 250 mL de álcool 40%. E aplique com um conta-gotas no interior do ouvido, pelo menos três vezes ao dia.

Alecrim

no ouvido

O alecrim é uma das melhores plantas que temos para melhorar a circulação em geral. Recomendamos tomar duas ou três infusões diárias ou mesmo o extrato, que terá um efeito mais potente.

As tensões musculares

Hoje em dia problemas musculares são muito comuns, sobretudo devido à quantidade de trabalho que nos obriga a ficar  horas sentados ou em pé ou realizar esforços excessivos.

As tensões na zona cervical podem ser uma das origens dos acufenos. Para melhorar os sintomas, recomendamos procurar a ajuda de um bom osteopata ou fisioterapeuta, assim como realizar exercícios diários para relaxar toda a região superior das costas.

Outras tensões, que também podem influenciar na saúde do ouvido são as mandibulares.

As pessoas que sofrem de bruxismo, que apertam a mandíbula continuamente, durante o dia e a noite, deveriam descartar essa opção e procurar um osteopata craniossacral para ajudar no caso de não saberem a origem dos acufenos.

Leia também: 3 soluções para combater o bruxismo em casa

O ginkgo biloba

O ginkgo biloba é uma planta excelente para tratar os zumbidos, pois é um grande oxigenador de toda a região da cabeça (e também das pernas).

O ginkgo é recomendado também para pessoas que sofrem de problemas de concentração, memória, dores de cabeça, má circulação, varizes, etc.

As velas auriculares

no ouvido

As velas Hopi ou velas auriculares são um antigo remédio, surpreendente e muito efetivo. Os nativos americanos desenvolveram estes elaborados cones artesanais com cera de abelha, ervas e extratos medicinais.

Leia também: Como preparar 5 chás medicinais para limpar o cólon naturalmente

As velas são colocadas no ouvido, em posição vertical, e são acesas na sua extremidade superior. À medida que queima, a vela aspira e extrai tampões de cera e outras toxinas que estão acumuladas.

Não devem ser utilizadas no caso de perfuração do tímpano, alergias ou problemas na pele no ouvido exterior, além de casos de otites ou infecções no ouvido.

É possível encontrar as velas em algumas farmácias, ervanários e centros de saúde natural.

Imagens por cortesia de sweetbeetandgreenbean, net-efekt e welovepandas

  • Chari, D. A., & Limb, C. J. (2018). Tinnitus. Medical Clinics of North America. https://doi.org/10.1016/j.mcna.2018.06.014

  • Langguth, B., Kreuzer, P. M., Kleinjung, T., & De Ridder, D. (2013). Tinnitus: Causes and clinical management. The Lancet Neurology. https://doi.org/10.1016/S1474-4422(13)70160-1