Como tratar os olhos lacrimejantes em bebês

27 de agosto de 2019
Quando se trata de tratar olhos lacrimejantes em bebês, é essencial tomar medidas higiênicas para evitar o agravamento da condição e possíveis contágios.

Os olhos lacrimejantes em bebês podem ser o resultado de um bloqueio do canal lacrimal ou do desenvolvimento de conjuntivite. Ambas as condições podem ser incômodas, pois às vezes são acompanhadas de vermelhidão, excesso de remelas e outros desconfortos.

Geralmente não representam um problema sério, mas é essencial fazer algum tratamento, já que às vezes dura vários dias. Além disso, é necessário manter uma higiene rigorosa para evitar complicações de saúde em caso de infecções.

Você sabe o que fazer para combater esse sintoma? Embora a intervenção do pediatra seja necessária, quase sempre podemos aplicar algumas soluções caseiras para aliviar os incômodos. Por isso, nesta oportunidade, queremos compartilhar várias recomendações para você levar em consideração.

Principais causas de olhos lacrimejantes em bebês

Bebê com olhos lacrimejantes

Os olhos dos bebês, crianças e adultos sempre produzem lágrimas. As glândulas lacrimais liberam esse fluido para manter os olhos lubrificados e limpos. No entanto, quando ocorre uma obstrução ou infecção, as lágrimas não drenam e estagnam. Em detalhe, os olhos lacrimejantes podem ser resultado de:

  • Bloqueio do canal lacrimal: ocorre quando o canal é coberto por uma fina membrana que impede a passagem de lágrimas.
  • Conjuntivite: É a inflamação da conjuntiva do olho, quase sempre devido a uma infecção bacteriana ou viral. Às vezes também é devida a alergias ou contato com substâncias irritantes.
  • Gripe e resfriado: estas doenças respiratórias também podem causar irritação e excesso de lágrimas nos olhos do bebê.
  • Outras causas: alergias e arranhões acidentais podem desencadear o sintoma.

Leia este artigo: 5 doenças comuns em bebês

Dicas para tratar os olhos lacrimejantes em bebês

A primeira recomendação para o tratamento de olhos lacrimejantes em bebês é garantir uma boa higiene da criança e daqueles que têm contato com ela. Se for um caso de conjuntivite infecciosa, será necessário evitar que ele esfregue os olhos.

Da mesma forma, deve-se lavar bem as mãos antes e depois de aplicar qualquer remédio, pois há risco de infecção. Abaixo revisamos algumas medidas para o seu tratamento:

Use compressas

As compressas com água fria ou morna podem ajudar a reduzir o lacrimejamento excessivo do bebê. Seu leve efeito anti-inflamatório reduz a irritação dos olhos e proporciona uma ação calmante quando há desconforto.

O que fazer?

  • Primeiramente, umedeça um pano limpo com água e aplique por 5 minutos nos olhos da criança.
  • Por fim, para melhores resultados, alterne o uso de compressas frias e quentes.

Em caso de olhos lacrimejantes, lave com soro fisiológico

O soro fisiológico contém componentes que permitem limpar e desinfetar os olhos com segurança. Eles são recomendados para remover acúmulos de secreções e crostas que vão ficando grudadas às pálpebras.

O que fazer?

  • Umedeça um pano de algodão com soro fisiológico estéril e aplique-o cuidadosamente no contorno dos olhos irritados.
  • Por fim, repita o seu uso 2 ou 3 vezes por dia, se considerar necessário.

Aplique um colírio

É melhor consultar o pediatra antes de usar um colírio, é uma boa solução quando há obstrução ou conjuntivite. Essas soluções combatem infecções e regulam a lubrificação natural do olho do bebê.

O que fazer?

  • Visite o seu pediatra de confiança e pergunte-lhe sobre os colírios certos para o bebê.
  • Use-o seguindo suas recomendações. Evite a aplicação excessiva.

Descubra ademais: Olhos irritados: dicas naturais para tratar esse problema

Use camomila

Infusão de camomila para alergias.

Um dos melhores remédios naturais para os olhos lacrimejantes em bebês é infusão de camomila. Esta bebida anti-inflamatória e desinfetante pode ajudar a aliviar os sintomas da conjuntivite. Além disso, possui uma ação refrescante que diminui o desconforto.

O que fazer?

  • Prepare uma infusão concentrada de flores de camomila e coe-a.
  • Em seguida, mergulhe um pano limpo na bebida e aplique-o com massagens suaves nos olhos da criança.
  • Por fim, repita o seu uso 2 vezes ao dia.

Use erva-doce para aliviar os olhos lacrimejantes

As propriedades da erva-doce nos olhos lacrimejantes dos bebês são semelhantes às da camomila. Sua aplicação externa desinflama os tecidos irritados e reduz a obstrução que faz com que as lágrimas se acumulem.

O que fazer?

  • Primeiramente, faça uma bebida concentrada de sementes de erva-doce e filtre-a.
  • Em seguida, umedeça um pano macio no líquido e aplique nos olhos do bebê.
  • Se necessário, use duas vezes ao dia.

Quando ir ao pediatra?

Se os sintomas não melhorarem em poucos dias, é essencial consultar o pediatra. Um check-up também deve ser solicitado em caso de remelas amarelas e grossas, febre moderada e olhos notoriamente irritados.