Tratamento da cólera

· 21 de setembro de 2018
Os homens geralmente constituem os primeiros casos da cólera, porque estão mais expostos aos diversos fatores de risco. As mulheres adoecem em segundo lugar por serem as que manipulam os alimentos e contagiam os outros membros da família. Crianças que são amamentadas são mais resistentes a adoecer e a sofrer de diarreia grave - Hertorivski Woldenberg.

O tratamento da cólera deve ser realizado imediatamente para garantir a melhora do paciente e evitar um desfecho fatal. Para isso é importante conhecer algumas informações relevantes sobre esta doença, e saber por que ela é tão perigosa para os seres humanos.

Fatos sobre a cólera

Os primeiros casos de cólera apareceram na ilha de Sulawesi, na Indonésia e, posteriormente, se espalhou para outros continentes. A cólera é uma doença epidêmica causada pela bactéria Vibrio cholerae, que se aloja no intestino das pessoas.

A bactéria Vibrio cholerae é classificada em dois biótipos: clássica e Tor. Que por sua vez são subdivididos em dois sorotipos: Ogawa e Inaba. Esta bactéria é capaz de produzir enterotoxina termolábil e ácido lábil. Causa, sobretudo, vômitos e diarreia aquosa.

A bactéria cresce em muitos meios de cultura no sangue. Portanto, o meio seletivo TCBS é o mais utilizado para identificar as colônias. Por sua vez, a Tor sobrevive na água, fezes humanas, águas estagnadas e drenos. No entanto, também se aloja de forma independente em plantas e animais aquáticos.

Visite este artigo: O número de infectados pelo Zikavírus na Colômbia pode chegar a 600.000

Transmissão

Transmissão da cólera pela bactéria

A forma mais comum é através da ingestão de um alto número de microrganismos (em líquidos ou em alimentos). E já que a cólera não é facilmente transmitida; ou seja, de pessoa para pessoa, é necessária uma quantidade elevada para superar a barreira da acidez estomacal.

É importante ressaltar que as bactérias têm uma preferência especial pela água, já que as mantêm vivas. Da mesma forma, a comida também é uma rota de transmissão quando lavada com água contaminada. Os alimentos mais suscetíveis são:

  • Peixe e frutos do mar de águas contaminadas.
  • Vegetais folhosos cultivados / lavados com água contaminada.
  • Alimentos manipulados que não são desinfetados ou refrigerados.

Método de ataque

A partir do momento em que a pessoa ingere as bactérias, a Vibrio cholerea vai para o intestino delgado e adere à superfície epitelial, onde se multiplica e libera a enterotoxina. Que é composto de uma substância chamada subunidade B, e outra de subunidade chamada A.

A subunidade B ativa o mecanismo secretor do cloro e, portanto, bloqueia a absorção de sódio. Isso causa um acúmulo de um excesso isosmótico de água, combinado com sódio, cloro, bicarbonato e potássio.

Em outras palavras, a evacuação diarreica pode ser de até 2 litros por hora. No entanto, apesar dessas alterações, o intestino delgado continua a absorver a glicose, o sódio e a água. Por isso no tratamento da cólera, é recomendado beber uma solução contendo glicose para se reidratar.

Tratamento da cólera

Beber muita água ajuda com o tratamento da cólera

A primeira coisa a fazer para combater os sintomas da cólera é beber água e eletrólitos que contenham: sódio, potássio, cloro ou bicarbonato. Estes podem ser administrados por via oral ou intravenosa, dependendo das condições dos infectados

Muita atenção, caso você tenha sinais de desidratação grave e os seguintes sintomas:

No tratamento da cólera, uma infusão de solução salina fisiológica por via intravenosa é indispensável. Pelo menos de dois litros em um intervalo de 30 minutos. Posteriormente, uma infusão da solução de polieletrólito é aplicada, até que sejam alcançados 4 litros nas próximas três horas.

O requisito para indicar medicação oral é que o paciente esteja consciente; isto é, que se recupere rapidamente do estado de choque. Em caso de náusea, a sonda nasogástrica é utilizada.

No momento em que o paciente tolera o soro oral sem vomitar por pelo menos uma hora, é possível hidratar oralmente. O objetivo do tratamento é que a hidratação intravenosa não seja necessária por não mais do que 3 horas, e posteriormente se continua por via oral.

Outro aspecto a ser considerado no tratamento da cólera é que o paciente pode ingerir alimentos moles assim que sentir apetite. Da mesma forma, mães que amamentam podem fazê-lo desde que tenham uma higiene adequada no mamilo.

Saiba Como preparar um soro caseiro para aliviar a desidratação

Drogas não recomendadas

  • Antibióticos parenterais.
  • Antiespasmódicos
  • Corticosteroides
  • Antidiarreicos
  • Diuréticos

Tratamento não farmacológico

Tratamento da cólera com antibióticos

O uso de antibióticos pode reduzir o volume e a duração da diarreia, bem como encurtar o período durante o qual os vibriões são excretados nas fezes. A escolha do antibiótico depende da resistência local da bactéria Vibrio. Deve-se suspeitar de resistência se a diarreia persistir por 8 horas após o início do tratamento

-García-Lázaro-

Reidratação

  • Hidratação oral com soluções ricas em eletrólitos e glicose.
  • Soluções salinas isotônicas intravenosas.

Dieta

  • Coma pequenas quantidades de comida várias vezes ao dia.
  • Dieta adstringente para promover o funcionamento do trato intestinal.
    • Evite alimentos com lactose: leite, queijo, creme. Bem como aqueles que contêm cafeína.

Referências

Dr. Eduardo Salazar. Manual del tratamiento clínico del cólera. México: UNICEF, 1991.

  1. García-Lázaro. Cólera y otras infecciones del género Vibrio. España: Unidad de Gestión Clínica de Enfermedades Infecciosas, 2010

Consejo de salubridad general. Prevención, diagnóstico y tratamiento de diarrea aguda en adultos en el primer nivel de atención. México: IMSS.