Pressão arterial baixa: como proceder?

Algumas alterações na pressão arterial são normais, uma vez que ela sobe quando praticamos algum tipo de exercícios e cai quando descansamos
Pressão arterial baixa: como proceder?

Última atualização: 09 março, 2019

Algumas alterações na pressão sanguínea são normais, uma vez que ela sobe quando praticamos exercícios e cai quando descansamos.

Mas algumas vezes, a pressão pode cair demais, produzindo enjoos, palidez, fatiga e desmaios; esses efeitos são conhecidos como hipotensão ou pressão arterial baixa.

O coração envia sangue para as artérias exercendo pressão nas mesmas para que o sangue circule pelo organismo.

O sangue por sua vez transporta o oxigênio e os nutrientes pelo corpo, e neste momento, quando medimos a pressão, encontramos a tensão arterial maior ou sistólica, que nos indica a força com a qual o sangue passa pelas artérias durante as contrações cardíacas, e a menor, ou diastólica, é a fase de repouso entre cada batimento cardíaco.

Os tipos de pressão são medidos em milímetros de mercúrio, sendo normais valores entre 105-130 máximo e de 60-80 mínimo. 

Quando essa última cai de maneira considerável, é quando sentimos enjoos e desmaios, pois as células deixam de ser alimentadas.

O que deve ser esclarecido é que a hipotensão não é uma doença, é uma característica pessoal que oferece certas vantagens, como a de ter menores riscos de sofrermos doenças cardiovasculares à medida que a idade avança.

Mas essa característica também pode alterar a vida e a saúde se não soubermos como controlá-la.

pressão arterial

 

Como regular a pressão arterial?

Nosso organismo possui alguns sensores que estão localizados no pescoço e no tórax e se encarregam de controlar de maneira constante a pressão arterial.

Quando detectam um bombeamento muito lento e uma quantidade de sangue baixa, realizam as mudanças convenientes para que a pressão se mantenha estável. Os nervos também levam sinais por meio desses mecanismos e por meio do cérebro até os seguintes órgãos:

CORAÇÃO

É indicado a regular a frequência e a força de seus batimentos para controlar a quantidade de sangue bombeada.

RINS

Devem nivelar a quantidade de água para que aumente a quantidade de fluido sanguíneo na circulação, visto que a pouca quantidade de água diminui a quantidade de sangue.

VASOS SANGUÍNEOS

Devem ser estabilizados para aumentar a frequência das pulsações, o que permite que aumente a expulsão de sangue.

Dessa maneira, a pressão arterial sofre poucas mudanças, mas quando existem enjoos, vertigem ou desmaio, desidratação ou hemorragias, é impossível que esses sinais de alerta se sincronizem e façam o corpo trabalhar adequadamente.

pressãoarterial.amandaholst1

Hipotensão ortostática

É um tipo de pressão arterial baixa, que costuma ocorrer quando nos levantamos muito rápido após longo tempo de repouso, pois diminui o fluxo sanguíneo até o cérebro.

É importante lembrar que a hipotensão não se caracteriza como doença, mas sim como uma incapacidade de regular a pressão de forma rápida, o que por fim produz vertigem, leves enjoos, visão turva ou desmaios.

Indicamos também a leitura: Febre amarela. Como aliviar os sintomas

O que fazer quando a pressão arterial cai?

– Tomar entre dois e três litros d’água por dia, incluindo caldos, sucos e bebidas reidratantes.

Incluir hidratos de carbono no café da manhã, tais como cereais, pão de leite, iogurte.

Nunca começar o dia sem comer.

– Comer bem e incluir frutas entre as refeições.

– Escolher alimentos nutritivos, como frutas, verduras, cereais, lácteos, macarrão, arroz, ovos e carnes magras.

Jamais fazer dietas sem consultar um especialista antes.

Evitar bebidas alcoólicas, pois dilatam os vasos sanguíneos fazendo com que a pressão arterial caia.

– Recorrer a complementos alimentares, sobretudo os que contenham ginseng, que ajuda a evitar a fadiga física e mental.

– No momento em que sentir enjoos e fatiga, umedeça a testa com água fria, repouse um pouco e tome qualquer bebida reidratante.

working lunch fruit platter

A pressão arterial baixa não deve limitar sua vida, nem tirá-la da normalidade, já que é possível controlá-la de maneiras muito simples. Basta seguir as recomendações anteriores e poderá levar uma rotina normal e sem contratempos.

Pode interessar a você...

Sobremesas para celíacos que deveria provar
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Sobremesas para celíacos que deveria provar

Sabemos que para celíacos não é fácil escolher certos alimentos devido à intolerância ao glúten. Mas oferecemos aqui 2 receitas incríveis de sobrem...



  • Vara González L, Domínguez Rollán R, Fernández Ruiz M, Josa Fernández B, et al. Prevalencia de hipotensión ortostática en ancianos hipertensos tratados en atención primaria. Atención Primaria. 2001;28(3):151-157.
  • Sánchez Villar I, Cabello González O, Marín Morejón A, Miranda Marrero E, et al. La hipotensión en pacientes inestables: factores predictores y medidas preventivas. Enfermería Nefrológica. 2005; 8 (3): 193-197.
  • Juraschek SP, Taylor AA, Wright JT Jr, Evans GW, et al . Orthostatic Hypotension, Cardiovascular Outcomes, and Adverse Events: Results From SPRINT. Hypertension. 2020 Mar;75(3):660-667.
  • Hatib F, Jian Z, Buddi S, Lee C, et al. Machine-learning Algorithm to Predict Hypotension Based on High-fidelity Arterial Pressure Waveform Analysis. Anesthesiology. 2018 Oct;129(4):663-674.