Tossir para frear um ataque cardíaco?

A manobra conhecida como 'Cough CPR' (ressuscitação cardiopulmonar pela tosse) não conta com o apoio dos médicos.
Tossir para frear um ataque cardíaco?

Última atualização: 03 maio, 2022

Durante anos, espalhou-se a alegação de que tossir com força ajuda a frear um ataque cardíaco. Principalmente pelo fato de que a grande maioria das pessoas deseja encontrar uma forma de evitar consequências que possam afetar sua qualidade de vida a longo prazo.

Existem vários sinais de alerta de que algo está errado, e que pode ocorrer um ataque cardíaco; o órgão começa a bater de forma irregular, sem ritmo e, de repente, a pessoa sente uma grande fraqueza, como se estivesse prestes a desmaiar.

Diante desses sintomas, muitas vezes as pessoas se apressam em procurar ajuda médica; no entanto, o que pode ser feito nesse meio tempo? Ainda mais quando o pânico começa a tomar conta da situação.

A eficácia da tosse

A ressuscitação cardiopulmonar pela tosse tem sido uma manobra bastante popular. Nesses casos, os pacientes fazem um esforço para tossir com força, a fim de buscar alívio e retomar o controle da situação, pelo menos até a chegada do médico. Mas, será que esse procedimento funciona?

Apesar de até ter sido considerada como uma técnica de primeiros socorros, até o momento não existem evidências conclusivas que permitam à comunidade científica afirmar que, de fato, ela seja.

Um estudo recente afirma que o Cough CPR só pode ser usado em pacientes hospitalizados e monitorados com arritmias com risco de vida. Ao mesmo tempo, destaca que essa é uma medida ineficaz no caso de paradas cardíacas estabelecidas.

E por que tossir poderia ser eficaz para frear um ataque cardíaco? Porque acredita-se que as inspirações profundas podem levar oxigênio aos pulmões mais facilmente.

Além disso, os movimentos que o corpo faz ao tossir comprimem o coração, o que mantém o sangue circulando. Em outras palavras, a tosse ajudaria a realizar algo como uma massagem cardíaca e, portanto, interromperia um enfarto.

Ataque cardíaco e parada cardíaca

Existe uma tendência a confundir os dois conceitos. A realidade é que uma coisa não é a mesma que a outra. No entanto, o fato é que ambas as situações podem ter causas muito semelhantes (normalmente relacionadas a problemas de circulação sanguínea e de fornecimento de sangue ao coração).

Parada cardíaca

Parada cardíaca.

A parada cardíaca ocorre quando o fluxo de circulação do sangue no corpo diminui. O que acontece, neste caso, é que as contrações do coração ficam mais fracas e irregulares.

Desta forma, as diferentes partes do nosso corpo começarão a receber um suprimento insuficiente de oxigênio. Devido a essa diminuição na quantidade desse gás, a pessoa perderá a consciência.

Ataque cardíaco

Um ataque cardíaco, mais conhecido como derrame, ocorre quando o fluxo sanguíneo é interrompido em um ponto específico do coração, geralmente como resultado de artérias entupidas. Por sua vez, isso faz com que as células do local morram.

Sem um tratamento imediato, com o tempo essas alterações no suprimento de sangue e oxigênio no coração causarão sérios danos ao músculo e aos tecidos cardíacos.

Os sintomas associados a um ataque cardíaco que devemos reconhecer para agir rapidamente incluem:

  • Fadiga.
  • Tontura.
  • Náusea.
  • Falta de ar.
  • Dor no peito.
  • Hiperidrose (transpiração excessiva).

Como frear um ataque cardíaco?

  • Vá para um pronto-socorro ou solicite ajuda médica em casa se a dor no peito não desaparecer em 3 minutos.
  • Não importa o que se está fazendo no momento. No caso de estarmos dirigindo, é preciso parar o veículo o mais rápido possível e chamar os serviços de saúde.
  • Fique parado para que seu músculo cardíaco exausto não trabalhe demais.
  • Afrouxe qualquer roupa apertada.
  • Bater com força na área do peito também ajuda a frear um ataque cardíaco.
  • É importante evitar ao máximo se movimentar, pois a qualquer momento você pode perder a consciência; ao dirigir isso pode ter consequências fatais (não apenas para quem sofre um ataque cardíaco, mas também para os pedestres na rua, outros veículos, etc.).
  • Se é a primeira vez que você sofre um ataque cardíaco, tomar aspirina é uma boa ajuda para melhorar o fluxo sanguíneo e relaxar as artérias.
  • Se você já está recebendo tratamento médico, certamente haverá algum tipo de medicamento betabloqueador que pode ajudar a frear e controlar o ataque cardíaco.
  • Se você estiver com alguém que está tendo um ataque cardíaco, ficando inconsciente, sem respirar e sem pulso, deve iniciar a RCP se conhecer a técnica. Caso contrário, ligue para o serviço de emergência local e eles lhe ensinarão a executá-la.

Dicas para cuidar do seu coração

Cuide do seu coração.
  • A prática de exercício físico é essencial, na academia ou fazendo uma caminhada todos os dias pela manhã ou à tarde.
  • Os ecocardiogramas determinam a regularidade do ritmo cardíaco. Recomenda-se realizar o exame a cada seis meses.
  • O alho cru contém uma substância chamada alicina, que é muito positiva para a saúde do coração.
  • Durma bem. É importante ter um bom hábito de sono e descansar adequadamente.
  • As vitaminas do complexo B podem alargar os vasos sanguíneos e tornar a circulação sanguínea mais suave.
  • Uma vida sexual plena ajuda a manter o seu coração saudável.
  • A pressão arterial deve ser verificada regularmente. Você precisa mantê-la estável para evitar um ataque cardíaco súbito.
  • É necessário evitar o tabagismo e o alcoolismo para ter uma boa saúde cardiovascular. Se você fuma, será necessário eliminar esse hábito o quanto antes.

Como você pode ver, tossir não é um método eficaz para frear um ataque cardíaco. No entanto, a rápida identificação dos sintomas permitirá que sejam tomadas as medidas adequadas para evitar danos irreversíveis. Além disso, a prática de hábitos saudáveis promoverá a saúde cardiovascular e prevenirá patologias que acometem este importante órgão.

This might interest you...
6 alimentos com baixo teor de sódio que ajudam a manter a saúde do coração
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
6 alimentos com baixo teor de sódio que ajudam a manter a saúde do coração

Mantenha uma dieta saudável com alimentos com baixo teor de sódio. Saiba quais são e inclua-os na sua alimentação para cuidar do coração.