10 hábitos que beneficiam seu coração e cérebro

27 Outubro, 2019
Seu corpo é constituído por muitos órgãos que se relacionam e necessitam um do outro. Conheça alguns hábitos para beneficiar a relação entre cérebro e coração. 

O corpo humano é um sistema formado por partes que cumprem sua função e, por sua vez, atuam interconectadas para que o sistema como um todo sobreviva. Nesse caso, coração e cérebro são dois órgãos que se complementam e precisam um do outro. 

Quando os vasos sanguíneos que conectam o coração e o cérebro estão “limpos” e o sangue flui livremente para o cérebro, as chances de derrames diminuem. Por sua vez, o cérebro, juntamente com o resto do sistema nervoso, é o que controla para que tudo trabalhe coordenadamente. Inclusive o coração. 

Por sua vez, a pressão arterial alta afeta as artérias coronárias, o ventrículo esquerdo se dilata, e a insuficiência cardíaca é gerada. Simultaneamente, são causados ​​acidentes isquêmicos transitórios e cerebrovasculares, demência e comprometimento cognitivo leve. 

Ou seja, cada um tem sua função e se necessitam mutuamente. 

Aqui sugerimos 10 hábitos que ajudarão você a manter saudável o relacionamento entre coração e cérebro, bem como a conexão entre os outros componentes do nosso corpo. 

Leia também 7 alimentos que toda mulher deve consumir para proteger a saúde do coração

10 hábitos que beneficiam seu coração e cérebro 

Cérebro e coração

1. Dieta, coração e cérebro 

Uma dieta pobre em sódio, mas rica em frutas, carne branca, peixe, legumes, laticínios desnatados e grãos integrais fortalece o coração e o cérebro. Além disso, este tipo de dieta ajuda a manter um bom nível de pressão sanguínea, o colesterol e o açúcar no sangue. 

Também, se for possível manter um peso adequado e for realizada uma atividade física moderada de forma regular, conforme indicado abaixo, ambos os órgãos funcionarão da maneira ideal.  

2. Exercício moderado, mas permanente 

As funções cerebrais e cardíacas aumentam quando nos exercitamos. Por exemplo, a falta de atividade física contribui para o envelhecimento cerebral. Por outro lado, o coração também sofre porque seus processos se tronam mais lentos. 

Na hora de fazer exercício, basta uma boa caminhada, exercícios moderados ou ioga por 30 minutos por dia é suficiente para melhorar o funcionamento de ambos os órgãos. 

3. O milagroso Ômega 3 para o cérebro e coração

Este ácido poli-insaturado reduz o colesterol e favorece a memória. O salmão, as sardinhas e o atum são os peixes com a maior quantidade desses ácidos graxos. Também os encontramos em algas, ovos, nozes e nas sementes de linhaça. Definitivamente, comer esses alimentos diariamente será muito saudável para o coração, o cérebro, e o organismo em geral. 

Alimentos com omega 3

4. Rir, a melhor terapia 

Para o coração e o cérebro o ato de rir traz enormes benefícios: melhora a circulação, a pressão arterial, e reduz o estresse. É um dos hábitos com os resultados mais imediatos, no que diz respeito aos benefícios.  

5. Meditar, uma prática apropriada 

A meditação é outro hábito que beneficia o coração e o cérebro. Além disso, é uma forma de relaxamento que reduz os níveis de cortisol, o hormônio que gera o estresse, melhora o humor e aumenta o otimismo. Ao mesmo tempo, é reduzida a atenção arterial e o bem estar geral é gerado. 

6. Olhar a vida de maneira positiva 

Moça adotando bons hábitos

Uma atitude positiva em relação à vida só traz benefícios ao organismo: o coração e o cérebro não são uma exceção. Excluem-se os pensamentos negativos que geram ansiedade, estresse e até depressão. Além disso, a sensação de bem-estar e otimismo alivia as tensões. 

7. Brincadeira, todo um prazer para cuidar do cérebro e coração

Poucas coisas são mais agradáveis ​​do que brincar. Se essas brincadeiras também exercitarem o cérebro, o benefício será maior; as brincadeiras de palavras aumentam a capacidade cerebral e o quociente intelectual. Enquanto brincamos, relaxamos, a pressão diminui e o coração é aliviado. 

8. Música, passatempos e outras coisas 

O hábito de ouvir música ou ter um hobby estimula o bem-estar geral. Certamente, essas atividades influenciam o relaxamento como um aspecto determinante para melhorar a saúde e o funcionamento dos órgãos. Como consequência, o coração funciona corretamente e o cérebro é oxigenado. 

Sabia? Jaxon Buell, o bebê que nasceu sem uma parte do cérebro e hoje desafia a ciência 

9. Durma o suficiente 

O sono aumenta a formação de mielina, necessária para melhorar a função cerebral, fortalece as conexões neurais e transforma a memória de curto e longo prazo. Ao contrário disso, não dormir aumenta a pressão sanguínea, a frequência cardíaca, o colesterol e os riscos de insuficiência cardíaca. 

Descansar bem ajuda o cérebro e coração

10. Evitar tabaco 

Certamente, os efeitos da exposição ao cigarro prejudicam todos os órgãos. Sem dúvida alguma, o coração e o cérebro não são exceção. Fumar endurece as artérias e aumenta o risco de sofrer de aterosclerose, aumenta a pressão arterial e diminui a oxigenação sanguínea. 

Em conclusão, esses 10 hábitos que beneficiam seu coração e o cérebro não apenas melhorarão seu funcionamento, como também aumentarão o bem estar geral da pessoa. Vale a pena colocá-los em prática como forma de alcançar uma melhor qualidade de vida. 

 

* Verplanken, B., & Faes, S. (1999). Good intentions, bad habits, and effects of forming implementation intentions on healthy eating. European Journal of Social Psychology. https://doi.org/10.1002/(SICI)1099-0992(199908/09)29:5/6<591::AID-EJSP948>3.0.CO;2-H
* Matheson, E. M., King, D. E., & Everett, C. J. (2012). Healthy Lifestyle Habits and Mortality in Overweight and Obese Individuals. The Journal of the American Board of Family Medicine. https://doi.org/10.3122/jabfm.2012.01.110164
* Robertson, R. (2008). Using information to promote healthy behaviours. Kicking Bad Habits Report, King’s Fund, London.
* Los 8 pasos de una dieta saludable para el corazón. (2019). Retrieved 12 June 2020, from https://www.mayoclinic.org/es-es/diseases-conditions/heart-disease/in-depth/heart-healthy-diet/art-20047702
* Carnethon, M. R. (2009). Physical activity and cardiovascular disease: how much is enough?. American journal of lifestyle medicine, 3(1_suppl), 44S-49S.
* Leaf, A. (2008). Historical overview of n− 3 fatty acids and coronary heart disease. The American journal of clinical nutrition, 87(6), 1978S-1980S.
* Dewailly, É., Blanchet, C., Gingras, S., Lemieux, S., & Holub, B. J. (2003). Fish consumption and blood lipids in three ethinic groups of Québec (canada). Lipids, 38(4), 359-365.
* Takeda, M., Hashimoto, R., Kudo, T., Okochi, M., Tagami, S., Morihara, T., … & Tanaka, T. (2010). Laughter and humor as complementary and alternative medicines for dementia patients. BMC complementary and alternative medicine, 10(1), 28.
* Horowitz, S. (2010). Health benefits of meditation: What the newest research shows. Alternative and Complementary Therapies, 16(4), 223-228.
* Steptoe, A., Wright, C., Kunz‐Ebrecht, S. R., & Iliffe, S. (2006). Dispositional optimism and health behaviour in community‐dwelling older people: Associations with healthy ageing. British journal of health psychology, 11(1), 71-84.
* Mehra, R., Benjamin, E. J., Shahar, E., Gottlieb, D. J., Nawabit, R., Kirchner, H. L., … & Redline, S. (2006). Association of nocturnal arrhythmias with sleep-disordered breathing: The Sleep Heart Health Study. American journal of respiratory and critical care medicine, 173(8), 910-916.
* ¿Cómo influye el sueño en tu salud cardiovascular? – Fundación Española del Corazón. (2020). Retrieved 12 June 2020, from https://fundaciondelcorazon.com/blog-impulso-vital/3337-como-influye-el-sueno-en-tu-salud-cardiovascular.html
* Arterioesclerosis/ateroesclerosis – Síntomas y causas – Mayo Clinic. (2018). Retrieved 12 June 2020, from https://www.mayoclinic.org/es-es/diseases-conditions/arteriosclerosis-atherosclerosis/symptoms-causes/syc-20350569