Tipos de amnésia

A amnésia é uma doença que pode ter diversas causas, desde o uso de drogas até traumas, passando por traumatismos cranianos ou até o abuso de álcool. Vamos ver os tipos mais comuns.
Tipos de amnésia

Última atualização: 03 Março, 2021

Os tipos de amnésia ou síndromes amnésicas são diversos, bem como as suas classificações. Este é um transtorno que se caracteriza pela perda parcial ou total da memória da pessoa afetada. Segundo livros de diagnóstico, estima-se que a amnésia dissociativa – uma forma específica – esteja presente em até 2,6% de algumas populações.

A amnésia pode ser classificada em vários tipos, divididos em dois grupos principais. O primeiro se refere à cronologia da perda de memória, ou seja, de qual tipo de informação o paciente não consegue se lembrar. O segundo grupo os reúne de acordo com a etiologia, ou seja, a causa básica da doença.

Em geral, as origens da amnésia podem ser orgânicas ou funcionais. Alguns dos eventos desencadeantes mais comuns são o traumatismo cranioencefálico e o uso de certas drogas, por exemplo.

Tipos de amnésia de acordo com a sua cronologia

De acordo com a cronologia, dois tipos de amnésia podem ser distinguidos: retrógrada e anterógrada. Deve-se ressaltar que um paciente pode apresentar os dois tipos de amnésia ao mesmo tempo, portanto estes são dois transtornos complementares.

Por outro lado, essa categorização não se refere às causas, mas aos seus sintomas. O portal Memory Health Check nos fornece as definições desses termos.

Amnésia anterógrada

Nesse caso, os novos eventos não são transferidos para a memória de longo prazo do paciente. Isso significa que o indivíduo só se lembra do que aconteceu antes.

Esse tipo de amnésia supõe uma grave perda de autonomia no dia a dia, uma vez que não poder fabricar novas memórias e experiências acarreta diversos transtornos do ponto de vista emocional. Isso também traz riscos à saúde na forma de acidente. Você pode esquecer que ligou o fogão logo depois de fazê-lo, por exemplo.

Amnésia retrógrada

Aqui estamos do outro lado da moeda, pois na amnésia retrógrada o paciente não se lembra de nada do que aconteceu antes do aparecimento da doença. De acordo com a Universidade Internacional de Valência, todas as informações que foram coletadas ao longo da vida antes da lesão cerebral ou evento desencadeador podem ser esquecidas.

Deterioração da memória
As amnésias podem ser anterógradas ou retrógradas, dependendo do fato das memórias perdidas serem as antigas ou as atuais.

Tipos de amnésia de acordo com a sua etiologia

A Cleveland Clinic indica que os tipos de amnésia também podem ser categorizados de acordo com a sua etiologia, ou seja, com base no agente causador da doença. Vamos ver cada um deles em detalhes.

Amnésia pós-traumática

De acordo com estudos neurológicos, o traumatismo cranioencefálico (TCE) é uma das causas mais comuns de invalidez e mortalidade no mundo. Os dados mostram que há mais de 2,5 milhões de internações por esse tipo de lesão nos Estados Unidos, o que corresponde a 16% das internações por quedas e pancadas.

A amnésia pós-traumática é causada por lesões que danificam o cérebro, mas não penetram no crânioEste tipo de distúrbio costuma ser acompanhado por perda de consciência e até coma. Felizmente, a perda de memória é temporária na maioria dos casos.

Amnésia global transitória (AGT)

De acordo com a Mayo Clinic, a amnésia global transitória é uma perda temporária de memória que não pode ser atribuída às doenças neurológicas mais comuns, como epilepsia ou derrame. A incidência da doença – ou seja, o número de novos casos em um determinado local – é de cerca de 2,9 a 10 casos por 100.000 pessoas.

Portanto, é considerado um distúrbio muito raro. Embora o desencadeador da doença não seja conhecido, suspeita-se que possa estar relacionado à presença de enxaquecas ou doenças de origem vascular.

Amnésia diencefálica medial

Como o próprio nome sugere, é um tipo de amnésia caracterizada por lesões no diencéfalo medial. As principais funções dessa estrutura são conectar os sistemas nervoso e endócrino, bem como controlar a secreção de certas glândulas.

Um exemplo desse tipo de doença é a síndrome de Korsakoff. Neste caso específico, a perda de memória e de faculdades é determinada por uma deficiência na absorção de vitaminas – geralmente de vitamina B1 – devido a danos gástricos causados ​​pelo consumo excessivo de álcool.

Infantil

A amnésia infantil é comum em todos os seres humanos, pois se refere à incapacidade do adulto de se lembrar dos primeiros 3 a 4 anos de sua infânciaPesquisas indicam que o limite dessa perda de memória é variável e é influenciado por fatores individuais e culturais.

Amnésia induzida por Alzheimer

Embora nem todas as causas do Alzheimer sejam conhecidas, sociedades como a Elalzheimer.com apontam que a amnésia é um dos primeiros sintomas desta doença. Este quadro clínico faz com que o paciente perca a memória de curto prazo e a memória de eventos imediatos.

Amnésia induzida por drogas

De acordo com o Hospital San Diego, alguns medicamentos, como o flunitrazepam, causam amnésia anterógrada, o que, como já dissemos, torna o paciente incapaz de se lembrar de tudo o que aconteceu sob a influência do medicamento.

Infelizmente, o flunitrazepam é conhecido como a droga do estupro. Isso porque geralmente é a substância colocada em forma de comprimido nas bebidas das mulheres para que elas não se lembrem do que aconteceu e não consigam reconhecer o rosto do agressor em questão.

Amnésia dissociativa

Nesse caso, estamos diante de um tipo de amnésia que é um mecanismo de autoproteção inconsciente. O paciente que sofre dessa forma bloqueia informações pessoais que se referem a um evento traumático.

De acordo com o portal MSDmanuals, essas lacunas de memória podem abranger desde alguns minutos a décadas inteiras de vida. A hipnose e as entrevistas facilitadas por medicamentos podem ajudar os pacientes a se lembrarem das características do evento traumático.

Amnésias ou paramnésias qualitativas

Segundo o portal do Dicionário Médico, a paramnésia é um distúrbio caracterizado pela distorção das memórias. Nele, eventos fictícios substituem as situações reais, que não podem ser lembradas.

Esse tipo de amnésia aparece com frequência em casos de alcoolismo crônico e síndromes cerebrais orgânicas. Eles compreendem os termos deja vú e jamais vú. A primeira expressão se refere a uma situação em que uma nova experiência é sentida como já vivida antes. Por outro lado, a segunda descreve quando uma pessoa não se lembra explicitamente de ter visto algo antes.

Idoso sofrendo de amnésia
Doenças como o mal de Alzheimer estão associadas à perda de memória.

Quando procurar um médico?

Depois de uma contusão grave que cause perda de consciência, mesmo que por alguns segundos, é obrigatória uma visita ao pronto-socorro. Algumas lesões cerebrais não aparecem imediatamente, então um check-up rápido é sempre a melhor ideia.

Por outro lado, é necessário enfatizar que a perda de memória de curto prazo é comum na população geral. Vivemos em um ritmo agitado, e os transtornos de ansiedade às vezes nos fazem sentir dissociados e confusos. Portanto, não é necessário ficar alarmado em primeira instância se não nos lembrarmos de algo perfeitamente.

Você pode se interessar: Perdas de memória: o que é normal?

Os tipos de amnésia são muitos e variados

Como pudemos ver, a amnésia é um distúrbio de definição simples, mas esconde muitos tipos diferentes dependendo da cronologia e do agente causador. Em geral, essa condição surge após um traumatismo craniano, e a perda de memória é transitória.

Por mais que ser esquecido seja comum em uma sociedade repleta de estímulos, quando a pessoa esquece coisas integrais do seu dia a dia, se sente confusa dentro de sua própria casa ou não consegue identificar sua localização no espaço físico, é necessário consultar um médico com urgência.

Pode interessar a você...
Como estimular a memória do bebê
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Como estimular a memória do bebê

Os dois primeiros anos de vida são decisivos para o bom desenvolvimento da capacidade de memorização. Aprenda sobre os recursos que estimulam a mem...