Solidão no relacionamento: principais causas e como superá-las

O vínculo de um casal deve ser fonte de amor e proteção. Se a solidão se instalou em seu relacionamento, nós iremos ajudá-lo a identificar as causas e como resolvê-las.
Solidão no relacionamento: principais causas e como superá-las

Última atualização: 04 Setembro, 2021

Os relacionamentos proporcionam afeto e segurança, ajudam a aumentar a autoestima e o humor e proporcionam uma agradável sensação de pertencimento. Ao lado do companheiro ou companheira você se sente amado, valorizado e compreendido; ou, pelo menos, deveria se sentir. Infelizmente, às vezes a solidão se instala em um relacionamento…

Ninguém se envolve em um caso de amor com a expectativa de se sentir solitário, vazio e insatisfeito. Na verdade, geralmente o início dos relacionamentos é marcado pela paixão, pela intimidade e pelo desejo constante de compartilhar com o outro.

No entanto, é comum que a dinâmica mude com o tempo e a conexão emocional se deteriore. Se este for o seu caso, mostraremos quais podem ser as causas e o que fazer para resolvê-las.

Por que você pode sentir solidão no relacionamento?

Mulher olhando pela janela
Sentir-se sozinho em um relacionamento é mais normal do que você pensa.

As razões pelas quais você pode se sentir solitário em um relacionamento são muito diversas. Algumas delas podem estar diretamente relacionadas ao comportamento do seu parceiro, mas outras provavelmente estão relacionados às suas crenças e expectativas, ou simplesmente à dinâmica do relacionamento. Nós iremos ajudá-lo a reconhecê-las para que você possa começar a trabalhar nelas.

Estilos de apego

O estilo de apego é a forma de vínculo que cada ser humano possui. Está relacionada à formação recebida na infância e ao grau em que seus cuidadores souberam atender às suas necessidades. Assim, quando um ou ambos os membros do casal têm um apego inseguro, podem surgir dificuldades.

Se você se sente solitário em seu relacionamento, provavelmente tem um estilo de apego ambivalente. Este é caracterizado por uma fome emocional insaciável, por uma necessidade constante do parceiro estar presente e reafirmar seus sentimentos e seu compromisso. No entanto, nenhuma manifestação de afeto parece suficiente para acalmar a sensação de ansiedade.

Apresentar esse estilo de vínculo é especialmente doloroso quando a outra pessoa demonstra um apego evitativo; isto é, ela é fria e evasiva, finge ser independente e relutante em se comprometer.

Paradoxalmente, essa pessoa também pode se sentir solitária por causa das paredes que constrói ao seu redor; no entanto, o relacionamento acaba sendo prejudicial e insatisfatório para ambos.

Evolução do amor

Às vezes, o sentimento de solidão em um relacionamento vem simplesmente da incompreensão do processo de evolução do amor. Naturalmente, os relacionamentos se transformam e a paixão inicial dá lugar a um amor mais maduro baseado no companheirismo e no compromisso. Para algumas pessoas, essa transição é chocante e é experimentada de forma negativa.

Deficiências emocionais próprias

Quando você inicia um relacionamento com a intenção de que o outro preencha seus vazios e cure suas carências emocionais, o sofrimento é quase inevitável. Se você se recusa a explorar seu interior e a fazer um trabalho pessoal, e projeta no outro a responsabilidade de te fazer feliz, é provável que ele não consiga cumprir a tarefa. Na verdade, ninguém pode lhe dar o que você precisa encontrar sozinho.

Falta de tempo

Em outros casos, o sentimento de solidão pode ter uma base importante de realidade. Obrigações profissionais, familiares e pessoais podem não dar tempo para vocês compartilharem como casal. Se você não cultivar o vínculo diariamente, é lógico e esperado que ele se deteriore e você acabe sentindo os efeitos.

Desinteresse e desconexão emocional

Por fim, não é possível ignorar o fato de que, às vezes, um dos integrantes do relacionamento, ou ambos, perdem o interesse. Nesse momento, não há tópicos de conversa com o parceiro, sua companhia é vivida como rotina ou obrigação e a pessoa fica distante. É possível que, com o tempo, as metas individuais tenham mudado e não estejam mais em sincronia.

O que você pode fazer se estiver nessa situação?

Você conhece os efeitos colaterais da solidão?
As soluções para a solidão em um relacionamento dependem das suas causas.

Como você pode ver, os motivos que levam à solidão em um relacionamento podem ser muito diferentes, e as soluções vão depender de qual é a causa. No entanto, existem algumas diretrizes que você pode seguir para se reconectar com seu parceiro e aliviar a sensação de solidão:

  • Analise suas expectativas. O seu parceiro realmente não lhe oferece tempo, amor e compreensão, ou é que você espera e exige muito? Pergunte a si mesmo se o nível de comprometimento e afeto que você espera alcançar é razoável e saudável. Veja se você está permitindo que o relacionamento evolua naturalmente.
  • Identifique tudo que você acha que não está recebendo do seu parceiro e comece dando a si mesmo. Cuide-se para construir sua autoestima, se amar, se cuidar e se respeitar. Identifique suas necessidades e cubra-as, encontre seus desejos e satisfaça-os. Assuma o controle da sua própria felicidade primeiro.
  • Comunique-se com seu parceiro de forma assertiva. Explique como você se sente e ouça o ponto de vista dele. Avaliem juntos quais são os problemas do relacionamento e como eles podem ser resolvidos. Se vocês se esforçarem para passar um tempo de qualidade juntos e manter pequenos gestos e detalhes que nutram o vínculo, a intimidade vai se recuperar.
  • Seja honesto consigo mesmo e com o seu parceiro. Se seus objetivos, interesses, metas e planos futuros não corresponderem mais, pode ser a hora de seguir caminhos separados.

Quando buscar ajuda profissional?

A comunicação é uma base fundamental sobre a qual grandes avanços podem ser feitos. Se entre você e seu parceiro é possível estabelecer um diálogo sincero, aberto, compreensivo e voltado para a solução, é provável que você consiga redirecionar a situação. Porém, é comum que este seja justamente um dos principais problemas: a incapacidade de se comunicar.

Nesse caso, ir à terapia de casal pode ajudá-los a identificar conflitos, permitir que ambos se expressem em um ambiente seguro e incentivá-los a adquirir ferramentas pessoais e conjuntas para mudar a dinâmica do relacionamento.

No entanto, se seu parceiro não deseja ajuda profissional, ou se você sente que a origem pode estar em suas próprias expectativas e emoções, a terapia individual também pode ser de grande ajuda.

Em suma, sentir-se solitário em um relacionamento é algo que pode acontecer ao passar por certas transições ou fases especialmente complicadas. No entanto, se a solidão se tornar uma constante, uma ação precisa ser tomada. Seu parceiro deve ser o seu porto seguro, o refúgio ao qual você vai para se sentir ouvido, compreendido e apoiado. Se este não for o caso, não se acomode e busque aconselhamento.

Pode interessar a você...
As mães às vezes sentem solidão
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
As mães às vezes sentem solidão

Nós não somos, e nem podemos, ser mães perfeitas e idealizadas. Somos mulheres humanas, com força, mas também com limites.



  • Medina, C. J., Rivera, L. Y., & Aguasvivas, J. A. (2016). El apego adulto y la calidad percibida de las relaciones de pareja: evidencias a partir de una población adulta joven. Salud & Sociedad7(3), 306-318.
  • Sternberg, R. J. (1986). A triangular theory of love. Psychological review93(2), 119.
  • López, I. Y., Bonz, J. L., Molina, C. A., & Solís, F. (2019). Influencia de las carencias afectivas en las relaciones de pareja en mujeres universitarias. Revista Científica de FAREM-Estelí, (32), 75-84.