6 sintomas de vermes intestinais

14 de novembro de 2019
Os vermes intestinais são uma condição bastante comum. Neste artigo apresentamos alguns sintomas que podem indicar a presença de parasitas em seu organismo.

Ter vermes intestinais pode ser algo que desagrada e até assusta muitas pessoas. No entanto, você não deve se envergonhar caso sofra desse problema.

Os vermes intestinais são uma condição muito comum e que, de acordo com estudos, como o realizado pela Universidade Nacional de La Plata, na Argentina, também estão se tornando um problema de saúde pública em alguns países.

Caso estejam presentes, você deverá consultar um médico e seguir suas indicações para melhorar sua saúde de maneira rápida. É necessário estar atento aos sintomas e receber tratamento, já que foi demonstrado que os parasitas podem gerar complicações de saúde, especialmente em crianças.

A seguir, explicamos exatamente o que são os vermes intestinais e apresentamos alguns sintomas para que você possa identificar sua presença.

O que são os vermes intestinais?

Os vermes são organismos que vivem e se alimentam de outro organismo. Portanto, sua sobrevivência depende da nutrição e saúde do corpo humano. Existem muitos tipos de vermes intestinais. Assim, podem apresentar diferentes tamanhos e formas, além de causarem diferentes sintomas.

Podem começar a habitar o corpo de várias maneiras. A forma mais comum pela qual nossos corpos podem ser infectados é através da ingestão de alimentos mal cozidos, como afirma este estudo realizado pelo Serviço de Doenças Infecciosas do Hospital Ramón y Cajal, em Madrid.

As larvas podem camuflar-se facilmente na carne crua, tanto bovina como suína. Também é possível que haja contaminação na água, assim como em frutas ou vegetais crus. Outra forma de ser contaminado por vermes é através do contato com animais (inclusive domésticos, como gatos, cães e pássaros), como aponta este estudo.

Leia também: Como tratar parasitas intestinais

Sintomas de vermes intestinais

Diarreia

A diarreia é um sintoma muito comum nos casos de parasitas intestinais unicelulares

A diarreia é um sintoma comum de várias condições, não unicamente de vermes intestinais. Pode aparecer por muitos motivos, entre eles o consumo de alimentos em mau estado e até a insuficiência cardíaca, segundo estudo realizado pelo Hospital Clínico São Carlos de Madrid.

A diarreia é um sintoma muito comum nos casos de parasitas intestinais unicelulares. Esse tipo de parasita às vezes é chamado de germe, embora seja imperceptível a olho nu.

No caso dos vermes de tamanho grande, acima de uma polegada, a diarreia aparece apenas quando existe uma superpopulação no intestino. Nesse caso, o paciente pode chegar a observá-los nas fezes.

Dor abdominal

Muitos pacientes podem confundi-la com cólicas, pois a dor abdominal associada aos vermes intestinais é intermitente e muito forte. Existem mulheres que ignoram esse sintoma de parasitas intestinais por sua semelhança com fortes dores menstruais.

A dor abdominal causada por vermes afeta a parte inferior do tronco, mais próxima à virilha que ao estômago. De fato, como estudos indicam, há uma correlação entre a síndrome do intestino irritável e a parasitose. Esse sintoma indica a presença de vermes longos que se alimentam diretamente das paredes intestinais, o que irrita as terminações nervosas e causa dores intensas.

Crescimento lento

Os vermes intestinais consomem uma grande quantidade de vitaminas e minerais necessários para o crescimento da criança

Esse sintoma é um dos mais comuns em crianças e jovens. Os vermes intestinais consomem uma grande quantidade de vitaminas e minerais necessários para o crescimento. Como consequência, as crianças que têm parasitas podem ser mais baixas e mais magras que a maioria, segundo pesquisa realizada pela Universidade Nacional de Assunção, no Paraguai.

Além disso, podem apresentar pouca energia; se seu filho dorme muito durante o dia e acorda cansado, é possível que sofra de vermes. Consulte um médico para começar o tratamento.

Fadiga

A fadiga pode ser um sintoma de uma possível desnutrição mais que de vermes propriamente ditos. Quando estes ingerem mais nutrientes que o corpo humano infectado, a pessoa pode se sentir fraca e sonolenta. Se você observar mudanças em seus níveis de energia, esteja atento quanto ao possível aparecimento de outros sintomas dos vermes intestinais.

Tosse seca

Existem vários tipos de vermes que habitam o intestino humano na maior parte de seu ciclo de vida. No entanto, durante a primeira etapa, quando são apenas larvas, podem desenvolver-se em outras partes do corpo.

Alguns parasitas migram para os pulmões e o esôfago nas primeiras etapas de crescimento, como afirma estudo realizado pela Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Nacional de San Marcos, no Peru.

Isso pode causar inflamação dos tecidos sensíveis. A tosse seca que é não aliviada por antigripais ou remédios para a garganta pode ser um indicativo de parasitas. Esse sintoma pode ser bastante incômodo e até doloroso.

Recomendamos a leitura deste artigo: Como curar a tosse seca em crianças

Mudança no apetite

Os vermes intestinais representam uma massa estranha alojada no corpo. Embora você não sinta sua presença fisicamente, seu corpo recebe estímulos nervosos do intestino constantemente. Esses estímulos indicam ao cérebro que o intestino está cheio, ainda que evidentemente não possa identificar se é comida digerida ou vermes.

Assim, é possível que você sinta uma mudança repentina em seu apetite, comendo cada vez menos e sentindo-se satisfeito com uma menor quantidade de comida.

Por outra parte, existem alguns tipos de vermes que processam muitos nutrientes. Isso faz com que o corpo sofra um déficit nutricional. Nesse caso, pode ser que você sinta fome com mais frequência, aumentando seu consumo de alimentos.

Conclusão sobre os vermes intestinais

Devemos estar muito atentos aos sintomas apresentados. É improvável que apenas um deles indique diretamente a presença de parasitas no organismo. No entanto, se você notar dois ou mais sintomas ao mesmo tempo, é recomendável consultar um médico.

Caso essa condição seja confirmada, o médico recomendará um medicamento contra vermes. A dosagem geralmente é uma dose única que deve ser repetida duas semanas depois. É aconselhável tratar toda a família para evitar o contágio.

Mesmo assim, o melhor tratamento é sempre a prevenção. No caso das crianças, é preciso assegurar-se de que lavem as mãos com frequência, especialmente antes de comer e depois de brincar na rua. As unhas também são um ponto crítico; estas devem ser curtas e limpas.

  • Aparicio Rodrigo, M., & Tajada Alegre, P. (2007). Parasitosis intestinales. Pediatria Integral. https://doi.org/10.1016/S1696-2818(11)70035-X
  • Agirrezabala, J., Iñigo, P., Miren, A., Iciar, A., Armendáriz, M., Barrondo, S., … Valverde, E. (2009). Parasitosis intestinales. Información Farmacoterapéutica de La Comarca.
  • Fumadó, V. (2015). Parásitos intestinales. Pediatria Integral.
  • Haque Rashidul. Human Intestinal Parasites. Scientist and Head of Parasitology Laboratory. J Health Popul Nutr. 2007 Dec; 25(4): 387–391. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2754014/
  • Miguel, E., & Kremer, M. (2004). Worms: Identifying impacts on education and health in the presence of treatment externalities. Econometrica. https://doi.org/10.1111/j.1468-0262.2004.00481.x
  • Morhouse, C. H. (1952). Intestinal Worms. British Medical Journal. https://doi.org/10.1136/bmj.2.4794.1152-a
  • Tabares, L. F., & González, L. (2008). Prevalencia de parasitosis intestinales en niños menores de 12 años, hábitos higiénicos, características de las viviendas y presencia de bacterias en el agua en una vereda de Sabaneta, Antioquia, Colombia. Iatreia.
  • Webster, P., & Kapel, C. M. O. (2005). Intestinal establishment and reproduction of adult Trichinella spp. in single and mixed species infections in foxes (Vulpes vulpes). Veterinary Parasitology. https://doi.org/10.1016/j.vetpar.2005.03.030