Sintomas e tratamento para a erosão cervical

· 16 de março de 2014
É fundamental controlar as infecções nesta região, já que a erosão pode causar câncer cervical.

A erosão cervical ou erosão do cólon do útero acontece após infecções crônicas, pH incomum, aumento dos níveis de estrogênio e traumatismos, entre outras causas.

A erosão é a inflamação das células cervicais, a qual se produz quando as células escamosas da abertura do cólon urinário se tornam células colunares.

Irritação, avermelhamento e inflamação acontecem, às vezes não podendo ser distinguidos do início de um câncer de cólon uterino.

Descubra: Como preparar um salmorejo para evitar o câncer de cólon

A inflamação também pode trazer outros sintomas como aumento de secreção, casos de infertilidade, dor nas costas e sangramentos.

Por isso é recomendado conhecer os tratamentos para evitar complicações.

Causas da erosão cervical

Qualquer mulher pode sofrer com a erosão cervical, ainda que seja mais frequente nas mulheres em idade fértil. Suas causas são variadas, mas pode surgir devido a infecções, carcinoma ou algum trauma como ter um parto múltiplo.

Também se origina graças a infecções crônicas e agudas.

Esta inflamação, inclusive, pode ocorrer em mulheres jovens se elas usam pílulas anticonceptivas. Junto a isto, a utilização por um tempo prolongado de dispositivos intrauterinos e absorventes internos também são causas comuns.

Leia também: Absorventes diários beneficiam ou prejudicam a saúde feminina?

No entanto, mesmo que o uso não seja frequente, a erosão pode surgir. As mulheres com um baixo nível socioeconômico, as que possuem gravidezes múltiplas, casam-se em idade precoce ou apresentam pouca higiene, são as que possuem a maior porcentagem de contrair a inflamação.

É recomendado controlar este tipo de infecção, pois a erosão cervical pode provocar câncer cervical. Desta forma, quanto mais tempo a inflamação se prolonga, mais provável que complicações apareçam.

Sintomas

É muito comum que em uma visita ao ginecologista o médico encontre a erosão cervical na paciente. No entanto, muitas mulheres não apresentam sintomas ainda que a doença apresente vários.

Alguns destes são dificuldades para urinar, dor, sangramento depois do sexo, fluxo vaginal ou vaginite.

O Papanicolau pode se apresentar normal e apresentar sinais de inflamação e células anormais. A erosão cervical causa infecções, as quais são mais frequentes no epitélio, já que é o local com condições ideais para que organismos internos cresçam.

Desta forma, o cervice se mostra vermelho e granulado.

Outros sintomas incluem:

  • Dor no pescoço
  • Dor no cólon do útero
  • Reações alérgicas
  • Avermelhamento ocular
  • Dor abdominal
  • Sangramento após o sexo
  • Mudanças no ciclo menstrual
  • Ardor
  • Dor nas costas

Tratamento

Às vezes, não é recomendado nenhum tratamento em particular, em especial para aquelas mulheres que não apresentam sintomas.

No entanto, se a pessoa apresenta dor, complicações e sintomas específicos como o fluxo vaginal ou vaginite, sangramento depois do sexo e problemas com o fluxo da urina, o submetimento a um tratamento específico é recomendado para evitar possíveis infecções e outras complicações.

Alguns dos tratamentos incluem tomar medicamentos determinados, criocauterização ou cauterização a laser.

Por outro lado, as mulheres que sofrem com a infecção e ainda não mantêm relações sexuais, devem investigar e manter um controle de sua saúde.

A indicação no Papanicolau de alguma disfunção deve ser tratada para evitar o risco de contrair câncer cervical ou outras infecções.