8 remédios naturais contra a vaginite bacteriana

· 30 de abril de 2018
Estes remédios podem ser muito efetivos para aliviar a coceira e outros sintomas similares da vaginite, mas se o incômodo persistir, consulte rapidamente um especialista.

A vaginite ou vaginose bacteriana é uma inflamação nos genitais femininos que se caracteriza por causar uma secreção espessa, branca e de mau cheiro.

Costuma ser causada pelo crescimento de um conjunto de bactérias que desequilibram o pH desta região.

Esta condição é muito mais comum do que se acredita e é provável que cada mulher no mundo seja afetada por ela, pelo menos uma vez na vida.

Os sintomas mais característicos da vaginose são:

Algumas mulheres podem apresentá-los de forma leve ou inclusive podem desenvolver a doença de forma assintomática.

Este problema pode ser curado com facilidade com os seguintes remédios naturais, ainda que não devamos nos esquecer de manter a higiene da região íntima.

A cúrcuma

Esta especiaria é um potente antifúngico natural que pode ser usado para minimizar e sumir com os sintomas da vaginite bacteriana por completo.

Tudo o que devemos fazer é pegar uma pequena quantidade de cúrcuma, diluí-la em uma xícara de leite morno, pelo menos uma vez por dia até que obtenhamos resultados.

Leia também: Incríveis benefícios do suco de cúrcuma

2. A água fria

Água fria ajuda a combater a vaginite bacteriana

Ainda que possa ser um pouco incômodo, empapar um pano com água fria e colocá-lo na região afetada pode ajudar a minimizar sintomas como a vermelhidão e o inchaço.

Isto se deve ao fato de que as baixas temperaturas fazem com que os vasos sanguíneos se contraiam um pouco.

Este é um dos remédios mais simples para se desfazer do incômodo que este problema pode gerar. Porém, a água fria deve estar de mãos dadas com outro tratamento para curar a vaginite bacteriana.

3. Neem (margosa)

Esta planta tem excelentes propriedades antibacterianas e sempre é recomendável usar sua versão em pó quando sofremos de problemas dermatológicos.

No caso da vaginite bacteriana, você pode aplicar neem em pó cuidadosamente na região afetada para que, pouco a pouco, as bactérias que estão causando o problema sejam eliminadas.

4. O alho

Alho ajuda a combater a vaginite bacteriana

Tanto os dentes de alho descascados quanto as cápsulas podem ajudar a reduzir os sintomas e curar a vaginite bacteriana. Você pode tomá-lo 1 ou 2 vezes por dia ou aplicá-lo cuidadosamente sobre a região afetada.

5. Chá de camomila

O chá de camomila pode ser de grande utilidade para amenizar a coceira.

Tudo o que precisa fazer é pôr uma bolsinha de chá de molho em água quente, retirá-la e deixá-la esfriar na geladeira para, depois, aplicá-la de forma direta na região irritada.

É importante que ao guardá-la na geladeira se assegure de que não entre em contato com nenhum contaminante. Uma boa opção é introduzir o saquinho em uma sacola de plástico ou em um recipiente hermético.

6. O iogurte

Iogurte ajuda a combater a vaginite bacteriana

Outra forma de aliviar a vaginite bacteriana é empapar um algodão com iogurte e aplicá-lo diretamente sobre a vagina.

Se o incômodo for grande, você pode empapar um absorvente interno e introduzi-lo no canal vaginal.

Isso será de grande ajuda, já que as bactérias que o iogurte contém ajudarão a manter as bactérias daninhas, que causam o problema, sob controle.

Lembre-se de incluir uma porção de iogurte em sua dieta diária para evitar a aparição desta e de outras infecções.

7. Suco de vegetais

Uma vitamina de salsa, gengibre, alho e vegetais verdes também terá efeitos maravilhosos na hora de reduzir os sintomas que esse tipo de infecção causa, tais como ardor e coceira.

É recomendável que beba, pelo menos uma vez por dia, um bom suco de vegetais verdes para combater os sintomas da vaginite bacteriana.

8. O óleo de cedro

O óleo de cedro ajuda a combater a vaginite bacteriana

Para utilizar este remédio caseiro contra a vaginite bacteriana, só tem que preparar um banho de água quente com uma colher de sopa de sal e umas gotas deste óleo.

O óleo essencial de cedro tem propriedades antissépticas, sedativas e antifúngicas.

Isto significa que ajudará a manter os sintomas desta infecção sob controle ao mesmo tempo em que irá eliminando as bactérias que causam o problema.

Visite também o artigo: 5 razões para você ter coceira vaginal sem estar com uma infecção

Recomendações básicas para combater a vaginite bacteriana

Lembre-se que para se manter protegida e muito longe destes incômodos sintomas que a vaginite bacteriana pode te causar é importante que:

  • Mantenha uma boa higiene.
  • Lave bem suas roupas íntimas.
  • Tome banho com água morna.
  • Mude e lave com regularidade suas toalhas, almofadas, lençóis e outros artigos de uso diário.

Porém, ainda que seja extremamente cuidadosa com tudo o que foi dito antes, é muito provável que em algum momento você tenha de lidar com uma infecção deste tipo.

Se os sintomas são persistentes e não sente que estão diminuindo com o passar do tempo, é melhor que consulte com seu ginecologista.

Só ele poderá te recomendar um tratamento médico que eliminará a infecção se tudo o que foi ensinado anteriormente não der resultados.