Você tem colesterol alto? Descubra através desses 10 sintomas

Embora nem sempre sejam indicativos de colesterol alto, se apresentarmos vários desses sintomas, é aconselhável solicitar ao médico a realização de exames relevantes para que tenhamos um diagnóstico e tratamento apropriado.
Você tem colesterol alto? Descubra através desses 10 sintomas

Última atualização: 23 Outubro, 2020

O colesterol alto, também conhecido como hipercolesterolemia, é uma doença muito comum com a qual muitas pessoas convivem sem saber, pois nem sempre apresenta sintomas visíveis nos estágios iniciais. Por esse motivo, é essencial aprender a identificar certos sinais que, mesmo que sejam sutis, podem nos ajudar a consultar um médico a tempo.

Lembre-se de que o colesterol é um lipídio presente, em certa medida, em todas as células do corpo. No entanto, seu acúmulo nas artérias é um dos principais fatores de risco para doenças cardiovasculares crônicas.

O fígado é responsável por segregar a maior parte dele, pois gera uma lipoproteína que circula pelo sangue e se instala nos tecidos do corpo e no plasma sanguíneo. Apesar disso, seus excessos no organismo geralmente são produzidos pelo consumo habitual de alimentos que o contêm.

Possíveis sintomas de colesterol alto

Embora algumas vezes haja sinais e sintomas que podem coincidir com outras condições, não devemos descartar a possibilidade de que eles estejam indicando um problema com os níveis de colesterol. Portanto, é muito importante não descartá-los e consultar nosso médico em caso de suspeita. 

1. Sensação de peso

O acúmulo excessivo de colesterol ruim (LDL) nas artérias é um dos desencadeantes de uma sensação recorrente de peso e indigestão. Os lipídios que são retidos no sangue e no fígado interferem na atividade do metabolismo e, por sua vez, afetam o processo de digestão, principalmente quando se consome alimentos ricos em gordura.

2. Dificuldades visuais

O aumento dos níveis de colesterol produz dificuldades circulatórias que, em alguns casos, geram dificuldades visuais. Os pacientes com esse distúrbio podem ter uma irritação contínua dos olhos, além de visão borrada e uma descoloração amarelada na parte branca do globo ocular (xantelasmas).

3. Tonturas e dor de cabeça

O colesterol descontrolado tende a formar uma placa dura nas artérias (aterosclerose) que, ao obstruir a circulação, afeta o processo de oxigenação celular. Como resultado, tonturas, dores de cabeça tensionais, perda de equilíbrio e de coordenação são comuns.

4. Inflamação das extremidades

O excesso de lipídios nas artérias pode se manifestar com uma inflamação notória das extremidades. Na verdade, às vezes esse desconforto é acompanhado de dormência ou sensação de formigamento. Esse sintoma ocorre porque a gordura dificulta a boa circulação e interfere na passagem de oxigênio, afetando os músculos e as articulações.

5. Mau hálito

Um grande número de pacientes com hipercolesterolemia têm dificuldade em controlar o mau hálito, mesmo quando mantêm bons hábitos de higiene. Isso se deve ao fato de essa substância interferir no processo de digestão, alterando o funcionamento do fígado e do pH da saliva.

 6. Dor no peito

A dor no tórax é um sintoma facilmente percebido e, embora possa ser leve, na maioria das vezes funciona como um sinal de alerta. É verdade que existem muitas doenças associadas à sua manifestação.

No entanto, um grande número de casos estão relacionados ao acúmulo de colesterol. Isso porque o lipídio dificulta o bombeamento de sangue pelo coração, o que pode favorecer o aparecimento da hipertensão.

7. Fraqueza e fadiga

Existem muitos fatores que podem favorecer o aparecimento da sensação de fraqueza e fadiga. Alguns deles são:

  • Dormir mal.
  • Doenças crônicas.
  • Deficiências nutricionais.
  • Excesso de atividade física.

No entanto, quando ocorre de forma recorrente, sem motivo aparente, seria bom avaliar se isso tem a ver com o aumento do colesterol. O acúmulo de colesterol interfere na circulação e dificulta a passagem de oxigênio e nutrientes. Essa obstrução pode causar enfraquecimento físico e mental.

8. Prisão de ventre

A prisão de ventre é um transtorno crônico causado por alterações na atividade do intestino, frequentemente provocadas por maus hábitos alimentares e problemas digestivos.

No entanto, também pode ser consequência da hipercolesterolemia, uma vez que, por afetar o fígado, essa substância pode alterar o ritmo intestinal causando prisão de ventre.

9. Intolerâncias alimentares

As enzimas digestivas desempenham um papel importante na saúde. A digestão de algumas substâncias é possível graças a elas.

Quando uma pessoa tem dificuldades metabólicas e digestivas relacionadas ao aumento do colesterol, podem ocorrer certas intolerâncias alimentares.

Assim, o acúmulo de gordura nas artérias e no fígado aumenta a sensação de peso e inflamação, principalmente quando se consome alimentos irritantes e gordurosos. Em geral, os pacientes param de tolerar alimentos como:

  • Laticínios.
  • Frituras.
  • Carnes vermelhas.
  • Farinhas refinadas.

10. Urticária

As dificuldades para remover o excesso de colesterol das artérias podem se manifestar com urticária e outras condições da pele. Assim, é comum que o paciente perceba:

  • Pele irritada.
  • Espinhas de acne.
  • Manchas avermelhadas.
  • Sensação de coceira.

Consulte seu médico se sua saúde for uma preocupação

Se você acha que identificou vários sintomas de colesterol alto, consulte o médico o mais rápido possível para fazer os exames necessários. Se os resultados forem positivos, certifique-se de melhorar seus hábitos de vida para evitar complicações de saúde mais graves.

Pode interessar a você...
6 hábitos que ajudam a controlar o colesterol de forma natural
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
6 hábitos que ajudam a controlar o colesterol de forma natural

O colesterol é um inimigo silencioso da saúde que, se não controlado, pode derivar em consequências graves. Siga os seguintes hábitos para controlá...