Qual é o segredo dos casais que dão certo?

Em meio a uma alta taxa de separações e divórcios, muitos se perguntam quais são os segredos dos relacionamentos que funcionam. Quer saber mais sobre isso? Não deixe de ler este artigo.
Qual é o segredo dos casais que dão certo?

Última atualização: 05 Março, 2021

Diante de tantas separações e do alto índice de divórcios atual, nos perguntamos: qual é o segredo dos casais que dão certo? Será que ninguém mais quer lutar pelo amor verdadeiro?

Bom, a verdade é que existem diferentes teorias para explicar os casais que dão certo. Por exemplo, de acordo com a teoria de Sternbergexistem três componentes essenciais no amor: intimidade, paixão e compromisso.

Claro, esta é apenas uma das muitas teorias que existem sobre isso, porque, para começar, devemos eliminar certos mitos que giram em torno do amor.

Mitos sobre o amor

Certas pesquisas enfatizam os mitos que os casais consideram reais. Alguns deles são os seguintes:

  • Amor sem fim. Eles acreditam que o amor é final, para sempre, e que nunca mudará.
  • O verdadeiro amor. Eles imaginam que existem relacionamentos ideais, perfeitos, sem conflito.
  • O par perfeito. Eles acreditam que existe um parceiro único, ideal e insubstituível, com quem tudo correrá perfeitamente.
  • Mito de se apaixonar. Eles consideram que amar e se apaixonar são a mesma coisa, e que se um membro do casal deixa de estar apaixonado, o relacionamento termina.
  • Mito da onipotência. Crença irracional de que o amor pode fazer tudo.

Esses modelos de amor afastam os relacionamentos da realidade, do que realmente importa e do que anima os casais. Além desses mitos, existem outros igualmente perigosos, como aqueles que acreditam que, se não há ciúme em um relacionamento, é porque não há amor.

O segredo dos casais que dão certo

Agora, vamos revelar qual é o segredo dos casais que dão certo, e que não são exatamente aqueles que sempre vemos indo juntos a todos os lugares. A seguir, apontaremos os segredos para que o seu relacionamento amoroso seja duradouro e agradável.

Chaves para um relacionamento saudável

Relacionamento feliz
Casais que conseguem ficar juntos por muito tempo apresentam certas qualidades: confiança mútua, respeito, admiração, boa comunicação, entre outras.
  • A confiança. A desconfiança muitas vezes acaba sendo o que acaba com os relacionamentos. Quando não há confiança suficiente, é preferível abrir o canal de comunicação e expressar o que sentimos.
  • Admiração. É preciso ver as boas qualidades do outro e continuar se apaixonando. Quando os casais aprendem juntos ou ficam surpresos com as realizações um do outro, o relacionamento melhora.
  • Senso de humor. Rir é saudável, mas rir junto é muito melhor e também ameniza quaisquer conflitos que possam surgir.
  • Saber escutar. Não apenas ouvir, mas saber ouvir para tentar ocupar uma posição empática, ou seja, tentar se colocar no lugar do outro e tentar entender o que ele pode estar sentindo.
  • Respeito. É fundamental que as coisas corram bem em outras áreas. Por exemplo, é preciso se sentir respeitado tanto na esfera sexual quanto no cotidiano, para que possamos sentir calma e confiança.
  • Suporte/apoio. É crucial, especialmente em momentos em que sentimos que estamos passando por uma dificuldade.
  • Abraços. O contato físico é essencial para manter um bom relacionamento. Ninguém pode negar o bem-estar que um abraço gera.

Outros segredos dos casais que dão certo

Casal feliz em casa
Os casais funcionais sabem se perdoar, reconhecer suas faltas e respeitar os espaços um do outro. Além disso, eles dedicam seu tempo a atividades de lazer, como cozinhar juntos ou sair de vez em quando.
  • Negociar. Casais bem-sucedidos sabem negociar ou estabelecer acordos favoráveis ​​para ambos. Não é necessário que um desista dos seus sonhos enquanto outro se concentra em seus objetivos. Nenhum dos membros deve ceder sempre, mas ambos devem saber negociar.
  • Reconhecer as falhas. Nada pior para um relacionamento do que o egocentrismo e não reconhecer quando um erro foi cometido. No entanto, este ponto não implica apenas reconhecimento, mas também a capacidade de mudar ou modificar o comportamento que é prejudicial ao casal.
  • Autorrealização. Casais com relacionamentos saudáveis ​​sabem realizar seus projetos de forma independente e buscar a autorrealização. Isso não significa que um deve ser feliz e realizar seus sonhos enquanto o outro suspende seus objetivos. Ambos devem cumprir seus propósitos na vida.
  • Perdoar. Saber perdoar é um grande ato de gentileza que beneficia a ambos, principalmente quem sabe perdoar, pois assim é possível se livrar de todo o drama e sentir mais bem-estar.
  • Compartilhar e saber ser independente. Casais saudáveis ​​podem compartilhar momentos agradáveis, mas também sabem ser independentes. Têm consciência de que não é necessário fazer tudo juntos para serem felizes, mas que cada um conserva o seu espaço pessoal, seja para o lazer ou para o crescimento pessoal e profissional.
  • Vida íntima de qualidade. Isso inclui o tempo que passam na cama, tanto para cuidar um do outro quanto para ter uma vida sexual ativa.

Finalmente

Além dessas dicas que lhe demos, é importante que você saiba que os casais felizes e funcionais sabem se divertir, que nem tudo pode ser trabalho ou estudo. Por isso, procuram também reservar um tempo para um brinde, um jantar em casa preparado por ambos, ou um passeio de vez em quando.

Pode interessar a você...
Como estabelecer limites para manter um relacionamento saudável
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Como estabelecer limites para manter um relacionamento saudável

Estabelecer limites é essencial para manter um relacionamento saudável. É também um ato de respeito pela outra pessoa e pelo próprio relacionamento.



  • Bosch Fiol, E., Ferrer Pérez, V. A., García Buades, M. C., Mas Tous, M. C., Navarro Guzmán, C., & Torrens Espinosa, G. (2007). Del mito del amor romántico a la violencia contra las mujeres en la pareja. In Estudios e investigaciones.
  • Guzmán, M., & Contreras, P. (2012). Estilos de apego en relaciones de pareja y su asociación con la satisfacción marital. Psykhe. https://doi.org/10.4067/S0718-22282012000100005
  • Ortiz, J. M. C., García, P., & Gómez, L. (2009). Celos y emociones : Factores de la relación de pareja en la reacción ante la infidelidad Jealousy and emotion : how partners react to infidelity. Athenea Digital. https://doi.org/10.5565/rev/athenead/v0n15.528
  • Ruiz Becerril, D. (2001). Relaciones de pareja. Revista de Educaci�n (Madrid).