Riscos de uma gravidez aos 40 anos

13 de abril de 2018
Uma gravidez é sempre uma bênção, e mais ainda se você tiver quarenta anos ou mais. No entanto, há uma série de riscos de uma gravidez aos 40, tanto para a mãe quanto para o bebê, os quais você deve saber.

Há mulheres de 40 anos que são novas neste processo de engravidar. Embora as chances ficar grávida sejam baixas, é importante que elas saibam os riscos de uma gravidez aos 40 anos.

As mulheres tendem a planejar suas gravidezes em uma faixa etária que varia entre o período dos vinte aos trinta anos. No entanto, por razões profissionais, econômicas ou pessoais, o atraso da maternidade torna-se um tópico que dá muito do que falar.

Principais riscos de uma gravidez aos 40

Aumento do aparecimento de anomalias genéticas

Mulher grávida aos 40 anos

Quando as mulheres envelhecem, os seus óvulos não têm mais a capacidade de se dividir facilmente. Neste ponto, problemas genéticos tendem a ser mais recorrentes em bebês. O mais comum é a síndrome de Down.

Esta condição é causada por um erro na divisão celular que começa na formação do óvulo ou espermatozoide. Como resultado, o embrião adquire um terceiro cromossomo XXI adicional. Esta síndrome causa um retardo mental e doença cardíaca grave.

Quando as gestantes têm menos de quarenta anos de idade, a porcentagem de incidência dessas condições é inferior a uma para cada mil mulheres. Para aquelas com mais de quarenta anos, o risco aumenta para um em cada cento e cinco mulheres.

Recomendamos que você leia: Como se alimentar durante a gravidez

Pré-eclâmpsia

É uma complicação médica associada à pressão alta e a altos níveis de proteína na urina. O risco aumenta após a vigésima semana de gestação. A mulher apresenta inflamação do rosto e das mãos, que danifica seu sistema nervoso e causa convulsões, acidentes vasculares cerebrais, entre outros.

Hipertensão arterial

A hipertensão arterial afeta o bebê. Na maioria das vezes, esse problema ocorre no final do segundo trimestre da gravidez. Se a sintomatologia for recorrente, pode levar a um parto induzido.

Riscos durante o processo

Infertilidade

Mulher com teste de gravidez

Às vezes, a infertilidade é causada por problemas físicos hormonais (ovulação), mudança súbita e drástica no estilo de vida e fatores ambientais.

No entanto, o problema mais recorrente é a insuficiência ovariana prematura, onde a função dos ovários é erradicada antes do início natural da menopausa. Outra razão é a síndrome do ovário policístico que impede a liberação de óvulos maduros.

Outros tipos de condições que contribuem para a infertilidade são: tumores no útero, endometriose e bloqueio das trompas de Falópio.

Diabetes gestacional

É causada por uma alteração metabólica durante a gravidez. As consequências mais graves são infecções urinárias, ganho de peso e parto prematuro.

Problemas durante a gravidez

Como mencionado anteriormente, as mulheres com mais de quarenta anos são mais propensas ao desenvolvimento de diabetes gestacional e ao aumento da pressão arterial. Juntamente com isso, há uma porcentagem maior de danos na placenta, ou é mais provável que manifestem sangramento anormal durante o parto (ou mesmo antes).

Veja também: Dormir de lado no último trimestre da gravidez pode reduzir o risco de morte fetal

Riscos durante o parto

Parto prematuro

Bebê no incubador

Um dos principais riscos de uma gravidez aos 40 é o parto prematuro. O principal risco é a morte do bebê, mas não descarta ou deixa de lado as consequências que isso poderia resultar se o recém-nascido sobreviver, por exemplo, surdez, cegueira ou paralisia cerebral.

Cesariana ou parto instrumentado

No caso da maternidade tardia, o segundo estágio da gravidez é muito prolongado, portanto, os partos normais exigem instrumentos agressivos (ventosas ou fórceps) que resultam em cesárea.

Aborto

Este risco é caracterizado pela morte e expulsão espontânea do feto antes dos cinco meses. Segundo um estudo da Clínica Tambre, em mulheres entre os 20 e os 24 anos, o risco de sofrer um aborto é de 11%; entre os 25 e os 29 anos, o risco aumenta para 12%; e entre os 30 e os 34 anos, o risco aumenta para 15%.

No entanto, quando passa a faixa etária dos trinta e cinco anos, o risco aumenta consideravelmente para 25% e, para as mulheres com idade acima de quarenta, chega a quase 95%. Em geral, as complicações que podem se desenvolver durante uma gravidez aos quarenta anos nem sempre se cumprem.

Você nunca sabe ao certo qual será o maior risco do seu bebê. Ser mãe nunca foi fácil, mas vale a pena tentar quando a mulher está pronta e oferece estabilidade a um novo ser, mas sempre tendo em conta os riscos de uma gravidez aos 40.

Recomendados para você