Quais são os benefícios da fitoterapia?

As plantas medicinais são utilizadas para aliviar problemas leves. Você quer saber quais são os benefícios que a fitoterapia pode oferecer?
Quais são os benefícios da fitoterapia?

Última atualização: 05 Março, 2021

Evitar a automedicação e obter o alívio de certos desconfortos são dois objetivos comuns de muitas pessoas que recorrem à fitoterapia, pois consideram que esta é uma alternativa que se ajusta às suas necessidades.

Às vezes, tomar um chá ajuda a melhorar a digestão, combate a retenção de líquidos, alivia dores de estômago ou simplesmente conforta e aquece. Então, em momentos pontuais, esse pode se tornar um aliado. A seguir, falaremos mais sobre os benefícios da fitoterapia.

O que é e quais são os benefícios da fitoterapia?

Conforme apontado pelo seguinte artigo, publicado em 2010 pela Revista Médica de Chile, a fitoterapia consiste no uso de determinadas plantas para aproveitar as suas propriedades com fins terapêuticos.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) observa que a Suíça foi um dos primeiros países a incluir a fitoterapia no seu sistema de saúde. O principal motivo é que ela serve como um complemento para o alívio de certos problemas de saúde. Com isso, as opções naturais e a chamada “medicina tradicional” estão ganhando destaque novamente.

os benefícios da fitoterapia
A aromaterapia, a homeopatia e os florais de Bach também fazem uso da fitoterapia.

Os benefícios da fitoterapia

Os florais de Bach, por exemplo, fazem parte da fitoterapia. Estes extratos de plantas podem servir para aliviar o nervosismo. Assim foi demonstrado em um estudo realizado por vários pesquisadores de uma universidade em Cuba; nele, vários alunos apresentaram uma redução nos seus níveis de estresse.

Porém, é preciso dizer que é importante procurar um especialista para descartar possíveis complicações. Dito isso, a fitoterapia traz alguns benefícios para a saúde. Quer saber quais são eles?

Não contém substâncias químicas

A busca pelo natural tem como objetivo aliviar doenças ou problemas leves de uma maneira pontual.

Nesta linha, a automedicação e o uso excessivo de medicamentos não são as opções mais recomendadas. Por isso, apostar na fitoterapia pode ser uma boa alternativa, desde que isso seja feito com supervisão médica.

Menos efeitos colaterais

Embora sejam produtos naturais e possam gerar menos efeitos colaterais, uma vez que não contêm substâncias químicas, consulte um especialista para descartar qualquer tipo de toxicidade ou alergia derivada do seu uso. Lembre-se de que nem todos os organismos são iguais e o que pode fazer bem para um pode não fazer bem para o outro.

Muitos remédios fitoterápicos podem ser tomados em cápsulas. No entanto, eles também podem ser usados em forma de loções ou óleos essenciais. De qualquer forma, é importante que você leve a opinião dos profissionais em consideração para escolher o método mais eficaz.

Recurso para novos tratamentos

Embora geralmente se faça uma distinção entre as terapias naturais e os fármacos, na verdade, atualmente, estão sendo desenvolvidos muitos tratamentos médicos novos que incluem algumas plantas aromáticas e medicinais.

os benefícios da fitoterapia
As plantas possuem propriedades reconhecidas que as tornam uma opção ideal para o tratamento de múltiplas doenças.

Assim é descrito no seguinte artigo publicado pelo Boletín Latinoamericano y del Caribe de Plantas Medicinales y Aromáticas. Portanto, se o seu uso for contemplado neste âmbito, as suas propriedades para a saúde se tornam evidentes.

Cultivar as próprias plantas

Ainda que seja possível recorrer a estabelecimentos específicos para encontrar os ingredientes que ajudarão a obter os benefícios da fitoterapia, também existe a opção de cultivar as plantas em casa.

Com o cultivo das plantas, é possível preparar óleos essenciais para serem utilizados quando você quiser. De fato, isso que parece tão difícil de realizar, só precisa de prática. Além disso, fazer essa tentativa significa que você terá essas essências quando preferir e que poderá prepará-las como quiser.

Aproveite os benefícios da fitoterapia como um complemento

Se você se interessa pela fitoterapia, agora você já sabe os benefícios que ela pode trazer quando integrada a um estilo de vida saudável, juntamente com uma consulta prévia ao médico.

Se você não deseja consumir tantos medicamentos quando tiver azia, dor de cabeça ou qualquer outra condição leve, você pode dar uma chance para as plantas a fim de aliviar o desconforto.

Desta forma, você pode começar preparando uma receita simples (como, por exemplo, o óleo essencial de uma planta). Além disso, tome um chá de camomila em caso de dores de estômago.

No entanto, lembre-se de que o seu uso não é um tratamento contra nenhuma doença. Portanto, avise o seu médico antes de usar qualquer planta para que ele possa te dar orientações e, ao mesmo tempo, para evitar interações.

Pode interessar a você...
Ervas medicinais que nos dão energia
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Ervas medicinais que nos dão energia

Existem muitas ervas medicinais que podem dar energia entre outras coisas. Descubra com a gente algumas delas e desfrute seus benefícios.



  • Gallegos-Zurita, Maritza. (2016). Las plantas medicinales: principal alternativa para el cuidado de la salud, en la población rural de Babahoyo, Ecuador. Anales de la Facultad de Medicina77(4), 327-332. Recuperado en 05 de julio de 2019, de http://www.scielo.org.pe/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1025-55832016000400002&lng=es&tlng=es.
  • Zambrana Álvarez, Teresita. (2005). Beneficios de la fitoterapia. Revista Cubana de Plantas Medicinales10(2) Recuperado en 05 de julio de 2019, de http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1028-47962005000200001&lng=es&tlng=es.
  • AVELLO L, MARCIA, & CISTERNAS F, ISABEL. (2010). Fitoterapia, sus orígenes, características y situación en Chile. Revista médica de Chile138(10), 1288-1293. https://dx.doi.org/10.4067/S0034-98872010001100014
  • Estrategia de la OMS sobre medicina tradicional 2014-2023. Organización Mundial de la Salud. https://www.who.int/topics/traditional_medicine/WHO-strategy/es/.
  • Maceo Palacio, Omar, Ramos Guevara, Kenia, Maceo Palacio, Alberto, Morales Blanco, Ileana, & Maceo Palacio, Maricel. (2013). Eficacia de la terapia floral de Bach contra el estrés académico en estudiantes de primer año de estomatología. MEDISAN17(9), 4064-4072. Recuperado en 20 de junio de 2020, de http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1029-30192013000900002&lng=es&tlng=es.
  • Pabón, Ludy C y Rodríguez, Martha F y Hernández-Rodríguez, Patricia (2017). Plantas medicinales que se comercializan en Bogotá (Colombia) para el tratamiento de enfermedades infecciosas. Boletín Latinoamericano y del Caribe de Plantas Medicinales y Aromáticas, 16 (6), 529-546. [Fecha de consulta 20 de junio de 2020]. ISSN: 0717-7917. Disponible en: https://www.redalyc.org/pdf/856/85653615002.pdf.