Prospantus, um xarope para a tosse

03 Agosto, 2020
O Prospantus contém um extrato especial de Hedera helix, capaz de fornecer um tratamento abrangente para toda a gama de processos relacionados à tosse.

O Prospantus é um xarope com ação mucolítica e expectorante. É composto pelo extrato seco de Hedera helix e é utilizado para o tratamento da tosse produtiva, uma vez que facilita a eliminação do muco.

Hedera helix é uma planta medicinal chamada “hera comum”. Seu extrato é utilizado desde os tempos antigos em tratamentos processuais nos quais é necessário eliminar a fleuma do trato respiratório.

O que é a Hedera helix?

O que é a Hedera helix?

A hera é uma planta medicinal trepadeira que pertence à família Arialaceae. Cresce em vários recipientes e pode atingir vários metros de comprimento.

Essa planta tem folhas perenes de coloração verde-escuro. Suas flores são amarelo-esverdeadas e proporcionam um aroma agradável. A hera é uma planta de rápido crescimento e se adaptada facilmente a uma grande variedade de climas e terrenos.

Entre os benefícios proporcionados por essa planta, destaca-se sua ação para eliminar o muco. Além disso, ela é capaz de transformar a tosse seca em tosse produtiva, facilitando a expulsão da fleuma. Por esse motivo, desde os tempos antigos era usada como remédio para resfriados que afetavam o trato respiratório e também para aliviar a tosse.

Princípios ativos da Hedera helix

Nessa planta, podemos encontrar diferentes princípios ativos, e cada um desses ativos oferece um benefício no tratamento das condições do trato respiratório. Entre esses componentes da hera estão os seguintes:

Devido à sua composição, o extrato de hera possui propriedades e efeitos broncodilatadores e expectorantes, e é por isso que suas folhas são usadas para tratar as condições respiratórias com tosse.

No entanto, embora ofereça excelentes propriedades para aliviar as condições respiratórias, seus frutos são muito tóxicos para o homem.

Leia também: O que são fitoquímicos?

Processo de extração

Processo de extração

O extrato de hera presente no Prospantus é obtido através de um processo de extração patenteado. É importante saber que a eficácia da hera presente no xarope está relacionada ao seu processo de colheita.

Devido ao fato de a hera presente no Prospantus seguir um processo patenteado de colheita e extração, o extrato que é obtido ao final do processo, chamado de EA 575®, possui propriedades únicas. No rótulo, existe um selo que identifica e se refere ao método patenteado de extração.

Devido às suas propriedades, esse extrato especial de Hedera helix EA 575® pressupõe um tratamento conjunto de processos relacionados à tosse. Os componentes do extrato de hera colaboram para a dissolução do muco e reduzem os espasmos brônquicos, aliviando a necessidade de tossir.

Atualmente, sabe-se que parte dos efeitos do Prospantus se deve principalmente à α-hederina, um dos princípios ativos do extrato presente no xarope.

Como funciona o xarope de Prospantus?

Devido ao seu extrato patenteado presente na composição, o Prospantus combate os três sintomas mais comuns da tosse. Portanto, apresenta três ações principais:

Você também pode gostar de ler: 3 receitas de remédios expectorantes para a tosse

Indicações e dosagem do Prospantus

Como já foi dito, esse xarope é indicado para o tratamento de tosse produtiva e pode ser utilizado como um expectorante em todas as faixas etárias de 2 anos para cima. A diretriz é estabelecida com base na idade:

  • Para maiores de 12 anos: 5 ml três vezes ao dia.
  • Em crianças entre 6 e 12 anos: 5 ml duas vezes ao dia.
  • Em crianças menores, de 2 a 5 anos: 2,5 ml ​​duas vezes ao dia.

Conclusão

O Prospantus é uma opção segura e natural para tratar a tosse, pois ajuda a eliminar a secreção brônquica e alivia a inflamação das vias aéreas.

Se você tiver alguma dúvida, consulte seu médico ou farmacêutico. Quando a tosse não desaparece em alguns dias, pode ser um sinal de alguma condição ou problema diferente, e talvez você precise de outro medicamento.

  • Metcalfe, D. J. (2005). Hedera helix L. Journal of Ecology. https://doi.org/10.1111/j.1365-2745.2005.01021.x
  • Lutsenko, Y., Bylka, W., Matlawska, I., & Darmohray, R. (2010). Hedera helix as a medicinal plant. Herba Polonica.

  • Mendel, M., Chłopecka, M., Dziekan, N., & Wiechetek, M. (2011). The effect of the whole extract of common ivy (Hedera helix) leaves and selected active substances on the motoric activity of rat isolated stomach strips. Journal of Ethnopharmacology. https://doi.org/10.1016/j.jep.2011.01.036