Por que os bebês chutam na barriga?

· 9 de julho de 2018
A emoção que a grávida sente ao sentir as primeiras doces chutadas de seu bebê sempre é indescritível. Sentir outra vida dentro do próprio corpo é uma das melhores experiências da vida. 

Uma vez confirmada a gravidez, todas as mulheres sonham com o dia que sentirão os movimentos de seus bebês na barriga. Sentir os primeiros suaves chutes é motivo de celebração e alegria.

Uma mãe de primeira viagem notará o movimento do bebê aproximadamente entre as semanas 16 e 24, inclusive até a semana 24. Para uma mulher que está em sua segunda ou terceira gestação, sentir o movimento do bebê pode ocorrer antes, entre as semanas 13 ou 16.

Todas se alegrarão ao sentir os primeiros movimentos: uma borbulha, cócegas, pipocas de milho que estalam no interior do abdômen. Mas, a verdade é que os bebês na barriga se movem desde muito cedo, antes que sejam notados por sua mãe. 

O movimento dos bebês na barriga

Quando o embrião se torna um feto, aproximadamente na semana 8, se iniciam os movimentos. Entre as semanas 12 e 14, o feto está ganhando peso e massa muscular por isso os movimentos se tornam mais firmes, mas ainda falta muito para que a mãe o sinta.

Técnica estudando por que os bebês chutam

Os ossos e os músculo se fortalecem e os movimentos se tornam mais ativos. O feto começa a sugar seus dedos e cada vez se move mais. Se esticam e mudam de posição.

Os movimentos do bebê também são sua resposta a estímulos externos, como a luz e aos alimentos que a mãe ingere. Muitos bebês se movem mais depois que a mãe come. É um bom momento para fazer exercícios de estimulação pré-natal.

Entre as semanas 16 e 24, a mulher começará a sentir as cócegas na parte baixa do abdômen, mas pode-se dizer que não são os “primeiros chutes”. Durante as ecografias, também parecem se mover mais.

Está crescendo e se move

Os movimentos do bebê na barriga, como os esperados chutes, começarão a ser sentidos quando o bebê já cresceu e o espaço no útero é mais reduzido. É aí que muitas mulheres registram seus movimentos efetivamente como suaves chutes. A emoções de senti-los pode vir inclusive acompanhada de um pouco de dor.

Uma data média estará sobre a semana 24, mas cuidado ao generalizar, nem todos os bebês na barriga se comportam igual. A verdade é que entre o final do segundo trimestre e o começo do terceiro é o melhor momento para sentir os movimentos que identificará como chutes do bebê. Também sentirá o soluço, cotoveladas, giros e mudanças de posição.

É comum e divertido para mães e pais seguir e acariciar os volumes que aparecem no abdômen.

O movimento de seu bebê será em ocasiões mais suave, em outras mais forte e frequente. É o melhor indicador de que está bem e crescendo.

Por que chutam mais de noite?

Em algumas gravidezes, o dia e a noite da mãe e do bebê se sincronizam. Também é bem frequente que alguns bebês chutem mais de noite. Isso se deve ao fato de que durante o dia, a mãe está ativa e seus próprios movimentos ninam o bebê que passa entre 90 a 95% do dia dormindo.

Saiba sobre os Inchaços durante a gravidez, como evitá-los?

Casal sentindo seu bebê chutando

Quando a mãe se deita e relaxa, é quando mais sente os chutes. Se você deita sobre o lado esquerdo, aumenta o fluxo sanguíneo até o bebê, por isso este se moverá mais. Muitas mulheres falam que depois de ter um orgasmo o bebê também se moverá mais.

Quando o bebê está em movimento é um bom momento para falar com ele.

É incrível que mamãe, papai e até os irmãos tentem e esperem que o bebê reaja as suas vozes.

Também influencia o fato de estar mais relaxada mental e fisicamente, você poderá se conectar mais com o movimento do bebê.

As emoções e os hormônio maternos também incidem nos movimentos do bebê. O cortisol e a adrenalina que são produzidos por alguma alteração ou estresse também colocarão o bebê mais alerta.

E se sentimos menos o movimento?

A medida que o terceiro trimestre avança, o bebê está maior e tem menos espaço no útero para se mover. É normal que sinta a redução dos movimentos. A partir da semana 32, você começará a sentir os movimentos com menos frequência.

No entanto, nas últimas semanas, se o bebê estiver de cabeça é possível sentir os chutes nas costelas. Pode ser uma pressão incômoda. Se não o sente mover, pode falar com ele, tomar água fria ou comer algo doce para que o sinta reagir.

Se passar mais de duas horas e ainda não sentir o bebê, deve comunicar o médico.

Pai escutando o bebê chutando

A redução dos movimentos pode indicar que está faltando a administração de nutrientes ou de oxigênio. Seu médico pode indicar fazer uma ecografia para ver se existe algum indício de sofrimento fetal.

Confira Como se alimentar durante a gravidez

Recomendação final

Evite se alarmar se notar a redução dos movimentos do bebê. Lembre-se que este dorme 17 horas por dia, e quando acordar é por apenas 40 ou 50 minutos. Também é comum que se você fizer exercícios de relaxamento, seu bebê também relaxe e se mova menos. 

Depois da semana 36 é normal que sintam menos os movimentos, o bebê já cresceu muito e não tem espaço.

O mais importante é informar ao médico quando acredita que algo não está bem, e este tomará as melhores medidas para preservar o bem-estar de ambos.

Os bebês na barriga podem se mover uns mais do que outros, não se alarme.