Por que é importante doar sangue no verão?

14 Dezembro, 2019
Você sabia que doar sangue no verão é muito importante? Hoje você descobrirá as razões pelas quais nessa época a necessidade de doadores aumenta.

Durante os meses de dezembro, janeiro e fevereiro, são realizadas várias campanhas destinadas aos cidadãos para conscientizá-los da importância de doar sangue no verão. O motivo principal é que nesses meses do ano, devido aos feriados, o número de doadores é reduzido de maneira muito drástica. No dia 14 de junho de cada ano, o Dia Mundial do Dador de Sangue é comemorado para agradecer a todos os doadores pelo generoso serviço que prestam. No Brasil, o dia nacional do doador de sangue é 25 de novembro.

A importância de doar sangue no verão

Transfusão de sangue

Embora nós saiamos de férias, existem muitas pessoas que sofrem de alguma doença e que não podem viajar. Para tratar de sua saúde, precisam permanecer em um hospital fazendo um tratamento quimioterápico para o câncer ou para receber um transplante de órgão com urgência. Sem a doação abnegada de muitos cidadãos, muitas dessas pessoas não poderiam sobreviver. O sangue é indispensável para as situações mencionadas acima, mas também para muitas outras. No entanto, somente no verão há um declínio nos doadores?

Não deixe de ler: O primeiro transplante de cabeça será realizado em menos de 10 meses

O que diz o banco de doadores da província de Córdoba?

O banco de doadores na província de Córdoba enfatiza a importância de doar sangue no verão devido à aproximação das celebrações de Natal. Se durante o verão o número de doadores for reduzido, os poucos meses que separam as férias de Natal tornam a situação crítica.

De acordo com o banco de doadores nessa província, em janeiro e fevereiro, há uma retirada muito drástica de doadores. É por isso que existem tantas campanhas para conscientizar o público sobre a grande importância da doação ao longo do ano. Mas, acima de tudo, naqueles momentos em que o número de doadores diminui muito o seu número.

O número de acidentes no verão aumenta a necessidade de doar sangue

Pessoa doadora

Outra razão pela qual é importante doar sangue no verão é porque, durante esse período, há um aumento de acidentes. Viajar de carro e não fazer os descansos pertinentes, o fato de a estrada ser escorregadia devido à chuva ou as distrações podem aumentar o risco de sofrer um acidente. A cada ano o número de pessoas que deixam suas vidas nas estradas aumenta. Por isso é tão importante doar sangue. Assim, ajudamos os centros de saúde e hospitais a obter a quantidade de plasma necessária para lidar com esses tipos de situações.

Você pode estar interessado em saber como: Tratar a anemia ferropênica com 5 remédios naturais

Doar sangue salva vidas

A doação de sangue no verão é muito importante, mas também devemos fazê-la no resto do ano, se pudermos. Todos os dias milhares de pessoas precisam, como mencionamos, de uma transfusão devido a um acidente. No entanto, o sangue também é necessário para os seguintes casos:

  • Mulheres que sofrem complicações no parto e perdem muito sangue.
  • Crianças diagnosticadas com anemia grave devido à desnutrição.
  • Pessoas que sofreram traumas graves e que não foram necessariamente causadas por um acidente de trânsito.
  • Pessoas que precisam passar por uma operação cirúrgica (cisto no ovário, apendicite, obstrução intestinal, etc …).

Por todas essas razões a doação de sangue é muito importante. Além disso, devemos ter em mente que, como em outras doações, o sangue tem uma data de validade. Além disso, muitas vezes, em alguns hospitais falta sangue para algum de seus tipos, por exemplo, o Grupo A-.

Você já doou sangue? Nunca se aproximou de um hemocentro, e outros locais de doação que algumas vezes ao ano aparecem em sua cidade? Se você é saudável e tem possibilidade de doar sangue, não hesite. Juntos, todos nós podemos ajudar. Doando um pouco do seu sangue você pode ajudar muitas pessoas.

 

  • A., D. M. C., & V., M. C. M. (2015). MEDICINA TRANSFUSIONAL EN EL SIGLO XXI. Revista Médica Clínica Las Condes. https://doi.org/10.1016/j.rmclc.2015.11.002
  • Bani, M., & Giussani, B. (2010). Gender differences in giving blood: A review of the literature. Blood Transfusion. https://doi.org/10.2450/2010.0156-09
  • Booth, C., & Allard, S. (2017). Blood transfusion. Medicine (United Kingdom). https://doi.org/10.1016/j.mpmed.2017.01.014
  • Martin Santana, J. D., & Beerli Palacio, A. (2008). El comportamiento del donante de sangre desde la perspectiva del marketing social: factores determinantes de la predisposición a donar. Revista Española de Investigación de Marketing ESIC.12(1), 27–41.
  • Moreno Arroyo, C., & Estrada Masllorens, J. M. (2009). La donación de órganos en España: competencias del profesional de enfermería. Nursing27(9), 56–61. https://doi.org/10.1016/S0212-5382(09)70627-2
  • Nigam, A., Prakash, A., & Saxena, P. (2013). Blood transfusion in obstetrics. Kathmandu University Medical Journal. https://doi.org/10.1136/bmj.1.4077.412
  • Rodríguez-Rodríguez, M. (2011). La promocion de la donacion voluntaria y habitual de sangre como impacto en la seguridad transfusional, Colombia 2010. Boletin Informativo Salud Transfusional. Vol 5. Numero 1. Retrieved from www.ins.gov.co
  • Sharma, S., Sharma, P., & Tyler, L. N. (2011). Transfusion of blood and blood products: Indications and complications. American Family Physician. https://doi.org/10.1016/S0002-838X(11)60093-2