Pomada negra: a cura para o câncer de pele?

A sanguinária-do-canadá é o principal ingrediente da pomada negra. Vamos mostrar se esta pomada pode ser um tratamento alternativo eficaz para curar o câncer de pele.
Pomada negra: a cura para o câncer de pele?

Última atualização: 14 Fevereiro, 2021

Talvez, como uma medida desesperada, uma pessoa com câncer de pele possa recorrer a tratamentos alternativos que, em alguns casos, são perigosos e causam efeitos colaterais. A pomada negra é um deles. Trata-se de um medicamento alternativo que causa problemas graves na derme.

A corrosiva pomada negra é aplicada na esperança de destruir manchas ou tumores malignos, a fim de combater as células cancerosas da pele. No entanto, o Food and Drug Administration (FDA) dos EUA recomenda categoricamente que ela não deve ser usada.

Até o momento, não há evidências científicas para respaldar ​​que essa pomada possa ser eficaz para curar o câncer. Descubra o que é a pomada negra, porque ela não é uma cura oncológica e quais são os seus possíveis efeitos.

O que é a pomada negra?

Esta pomada tem uma textura semelhante a uma pasta ou cataplasma feito com ervas. Seu ingrediente principal é uma planta chamada Sanguinaria canadensis, nativa da América do Norte. Também é conhecida como sanguinária-do-canadá ou bloodroot.

Além disso, é comum que seja preparada com cloreto de zinco; ambos os componentes são substâncias corrosivas. A pomada tem o potencial de destruir a pele, o que, além de causar dor, também deixa uma grande cicatriz.

Por que ela não é a cura para o câncer?

Os resultados obtidos pelas pessoas que usaram este produto e a inexistência de evidências científicas para respaldar que as propriedades da pomada negra sejam eficazes para a cura do câncer são muito mais do que suficientes para evitar o seu uso por completo.

Há pesquisas que argumentam que a pomada negra é um tratamento que não é recomendado para nenhum tipo de câncer. Ela contém uma toxicidade tecidual à qual as células malignas são, em certa medida, resistentes.

Apesar das advertências, este produto pode ser adquirido online. Com propaganda enganosa, ele é vendido como uma solução para curar o câncer, reduzir o excesso de líquido, fortalecer a estrutura das enzimas e melhorar o fluxo de oxigênio para o cérebro. No entanto, nenhum desses supostos benefícios foi comprovado.

Câncer de pele
A detecção do câncer de pele pode levar ao uso de substâncias sem comprovação científica.

Possíveis efeitos adversos do uso da pomada negra

Atualmente, existem vários países que proíbem a sua comercialização no mercado como tratamento alternativo para o combate ao câncer. Para o FDA, ela é rotulada como uma cura falsa que deve ser evitada.

A pomada negra não pode ser aplicada na esperança de erradicar apenas as células cancerosas sem que isso afete as saudáveis. É impossível distinguir entre o tecido saudável e o doente, resultando assim na morte da pele, o que é conhecido como necrose.

Além disso, também pode haver outros efeitos colaterais, tais como cicatrizes, desfiguração e infecção. A pomada negra não tem nenhum efeito contra o câncer metastático. É totalmente ineficaz e permite até mesmo que ele progrida para outras partes do corpo.

O medo de cirurgias pode ser o principal motivo pelo qual as pessoas recorrem a esse medicamento alternativo, de acordo com uma pesquisa da Universidade de Utah. No entanto, aqueles que utilizaram a pomada negra agora precisam de cirurgia estética para remediar a deformação causada pela pomada.

Prevenção e recomendações contra a pomada negra

A pomada negra não é a única coisa que deve ser evitada em caso de câncer de pele. Outros produtos naturais também podem ser contraproducentes.

Se o paciente estiver fazendo quimioterapia, o consumo de erva de São João ou das vitaminas A e C pode causar efeitos colaterais graves, de acordo com a mesma pesquisa realizada pela Universidade de Utah. Por outro lado, também se sugere cautela ao consumir o visco. Embora esta planta seja conhecida pelas suas propriedades de fortalecimento do sistema imunológico, ela reage de forma diferente na presença de melanoma.

Ainda que pareça muito lógico, é uma má ideia recorrer a suplementos naturais ou vitaminas além das prescritas pelo médico a fim de fortalecer o corpo durante a luta contra o câncer. As pessoas com câncer de pele tomam medicamentos especiais e pode haver interações desfavoráveis.

Recomendações ao considerar um tratamento natural como adjuvante

É compreensível que o paciente ou os seus familiares queiram fazer tudo o que for possível para curar o câncer de pele. Se um tratamento alternativo estiver sendo considerado para tratar a doença, recomenda-se o seguinte:

  • Antes de consumir qualquer substância, em primeiro lugar, é preciso consultar um dermatologista.
  • É imperativo perguntar ao especialista sobre todas as suas preocupações. Elas incluem tratamento, biópsia ou a possibilidade de outras opções.
  • Sem dúvida, a família e os amigos têm as melhores intenções; porém, os medicamentos sugeridos podem não ter fundamento. Você deve verificar todas as recomendações recebidas com um especialista ou através de estudos científicos.
  • Embora seja provável que o dermatologista pergunte, certifique-se de informá-lo se estiver tomando suplementos minerais, remédios à base de ervas, vitaminas ou qualquer outra substância. Isso pode causar efeitos colaterais graves.
  • Evite cair em propagandas enganosas ou tratamentos falsos. A maioria deles tem algo em comum: geralmente afirmam que realizam a cura de uma forma maravilhosa e quase mágica.
Médico analisando pinta
Os tratamentos para o câncer de pele são orientados por dermatologistas, e é preciso ter cuidado com alternativas naturais que podem causar efeitos adversos.

O que devemos lembrar sobre a pomada negra para o câncer de pele?

Sem dúvida, o câncer de pele é uma doença que requer tratamento. Alguns podem recorrer aos medicamentos alternativos como uma medida desesperada, mas isso costuma ser contraproducente e faz com que a patologia progrida mais rapidamente.

O melhor a fazer é confiar nos especialistas credenciados e certificados. Eles são os únicos com a capacidade de diagnosticar e recomendar a abordagem adequada e comprovada para combater o câncer de pele.

Usar a pomada negra é um erro grave. Os médicos não vão prescrevê-la porque ela não tem fundamentos científicos e é ineficaz. Aplicar esta pomada na pele pode causar dor e desfiguração grave.

Pode interessar a você...
O melanoma é o único tipo grave de câncer de pele?
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
O melanoma é o único tipo grave de câncer de pele?

Embora o melanoma seja o mais conhecido, não devemos esquecer outros tipos de câncer de pele que também podem colocar nossa saúde em risco