Plantas medicinais para melhorar a memória

· 14 de fevereiro de 2014
A urtiga estimula a formação de estrogênio e pode ajudar a melhorar os sintomas de perda de memória. Ela pode ser consumida como infusão ou na salada.

Na natureza, podemos encontrar alimentos e plantas de grande ajuda para melhorar muitos problemas de saúde. Entre os quais está a perda progressiva de memória, condição que pode chegar a  afetar nossa qualidade de vida de uma maneira muito complicada. Conheça algumas plantas medicinais para melhorar a memória.

As plantas medicinais utilizadas na medicina alternativa são de grande ajuda nos tratamentos para recuperar a memória e, acima de tudo, fortalecer a mente para que recupere a habilidade de recordar as vivências e as diferentes situações que enfrentamos diariamente.

Nesta oportunidade, vamos conhecer juntos algumas plantas medicinais que são utilizadas para melhorar notavelmente a memória.

As plantas medicinais utilizadas para este tipo de tratamento devem ser ricas em certos componentes que fornecem a capacidade do organismo de reter por mais tempo a acetilcolina e as que contenham antioxidantes em abundância, para prevenir os danos dos radicais livres em células do cérebro.

Também aquelas plantas que contenham estrogênio, que permitem o bom funcionamento da memória.

Conheça as plantas medicinais mais indicadas para melhorar a memória:

O feijão

feijao

Esta é uma planta que possui grande quantidade de colina entre seus componentes. A colina faz parte da acetilcolina, e o consumo diário de infusões desta planta ajudará notavelmente no tratamento para fortalecer o cérebro e recuperar a memória.

Recomendamos a leitura: Feijão branco: um aliado para o emagrecimento

O feno-grego

feno-grego

Esta é outra planta que fornece uma importante quantidade de colina, a qual é muito conhecida com o nome de Alu Methi. Esta planta medicinal deve ser incluída na alimentação diária. Para tomá-la, faça um chá ou infusão. Recomenda-se tomar umas 2 xícaras por dia.

A sálvia

salvia

Esta é uma planta rica em antioxidantes, nos quais ajudam as células a manter a acetilcolina. Pode ser preparada em forma de infusão, para beber 2 xícaras ao dia, 1 ou 2 vezes por semana.

Leia também: Aprenda a preparar infusão de sálvia e conheça os seus benefícios

O alecrim

alecrim

O alecrim possui abundantes antioxidantes, que são muito importantes para proteger a acetilcolina dos danos que os radicais livres podem provocar.

Para melhorar a memória, podemos utilizar as infusões de alecrim, que podem ser preparadas de uma forma bastante simples.

Ferva uma xícara de água e acrescente 1 colher das flores do alecrim, tampe e deixe repousar durante 10 minutos. Beba 1 xícara 2 vezes ao dia.

Com o óleo de alecrim, você poderá fazer algumas massagens, principalmente no seu pescoço e na testa. Outra forma de utilizar esta importante planta medicinal é usando a sua tintura, adicionando algumas gotas no banho diário.

Erva-doce

erva-doce

Com o óleo de erva-doce, podemos fazer massagens da mesma forma que faríamos com o óleo de alecrim. A massagem deste, como a de alecrim, pode ser feitar também na nuca e na cabeça. Desta maneira, a pessoa que é massageada se sentirá muito bem e bastante relaxada.

Urtiga

urtiga para melhorar a memória

O consumo da urtiga é muito importante para ajudar na formação do estrogênio que aumenta o rendimento mental.

O consumo frequente desta erva pode ajudar a melhorar os sintomas que produzem a perda de memória.

Esta planta pode ser consumida todos os dias em saladas, como qualquer outra verdura. Desta maneira, você estará protegido por muito mais tempo contra a perda de memória.