Perfuração do septo nasal: causas, sintomas e tratamento

Os usuários de cocaína apresentam um risco significativo de perfuração do septo nasal, mas este não é o único fator associado. Explicamos tudo a seguir.
Perfuração do septo nasal: causas, sintomas e tratamento

Última atualização: 21 Abril, 2021

A perfuração do septo nasal é uma patologia que afeta o nariz. É um problema que, em alguns casos, pode não causar sintomas. No entanto, também está associado a um alto risco de complicações.

Sua incidência aumenta devido ao fato de, entre suas causas, estar o consumo de cocaína e alguns procedimentos cirúrgicos, como a septoplastia. Atualmente, ambas as situações se tornaram mais comuns.

A perfuração do septo pode exigir tratamento médico ou cirúrgico. Portanto, neste artigo explicamos tudo que você precisa saber sobre esta condição e como resolvê-la.

O que é a perfuração do septo nasal?

O nariz é uma estrutura complexa essencial para que o processo respiratório seja realizado corretamente. Possui duas cavidades chamadas fossas nasais, responsáveis ​​por filtrar o ar. Assim, o ar que respiramos pode chegar aos pulmões mais limpo, úmido e aquecido, o que evita infecções ou lesões.

As duas cavidades são separadas uma da outra pelo septo nasal. É uma estrutura de cartilagem e osso que divide verticalmente o nariz. Constitui a parede interna das fossas. Desta forma, ajuda a canalizar melhor a passagem do ar.

A perfuração do septo nasal consiste no aparecimento de um orifício. Há comunicação entre as duas narinas e, dependendo do tamanho do orifício, podem aparecer sintomas mais ou menos graves.

Causas de perfuração do septo nasal

A etiologia da perfuração do septo é muito variada. Isso se deve ao fato de que, sendo uma estrutura parcialmente cartilaginosa, é sensível a certos agentes que podem lesar o tecido.

Uma das causas mais frequentes desse problema é a realização de um procedimento cirúrgico na região nasal. Pode ser uma complicação após uma rinoplastia, especialmente quando é feita para eliminar um problema respiratório. A rinoplastia é uma cirurgia que permite modificar a forma do nariz, tanto para fins estéticos quanto para melhorar a qualidade da respiração.

Por outro lado, de acordo com o Manual do MSD, este também pode ser um problema secundário, como consequência de uma infecção ou trauma. Aqui poderíamos incluir o fato de cutucar ou enfiar continuamente o dedo no nariz. Às vezes também, pode ocorrer pela colocação de piercings que passam pelo septo.

Rinoplastia
As complicações da rinoplastia incluem a possibilidade de perfuração do septo.

Outras causas deste problema

Outra das causas mais relevantes é o uso de drogas intranasais. Especificamente, a mais associada a essa patologia é a cocaína. Segundo um estudo realizado no Hospital de la Santa Creu i Sant Pau, esta é uma das origens mais importantes na atualidade.

Esta substância faz com que os vasos sanguíneos do nariz se contraiam. Portanto, quando não chega sangue suficiente, o tecido é danificado e pode ser perfurado.

No entanto, não apenas as drogas estão associadas à perfuração do septo, mas também muitos medicamentos, como sprays de corticosteroides medicinais, além do uso de oxigênio puro por meio de máscara ou óculos nasais.

Finalmente, outra causa dessa patologia é a exposição a produtos químicos ou toxinas. Isso ocorre, sobretudo, em pessoas que trabalham em indústrias ou fábricas químicas.

Quais são os sintomas que a perfuração do septo causa?

Os sintomas de perfuração do septo dependem do tamanho do orifício. Pode ser muito pequeno, com menos de um centímetro, ou chegar a atingir dois centímetros.

Entretanto, quando há sintomas, o mais evidente é o sangramento nasal recorrente. As hemorragias nasais são chamadas de epistaxe. Podem ser abundantes e alarmantes, porque as narinas são altamente vascularizadas.

Em alguns casos, em vez de sangramento, aparece a rinorreia. Este é o termo usado para se referir à coriza. Além disso, é comum a formação de crostas ao redor do orifício, levando a uma sensação de obstrução ao respirar, como se houvesse um bloqueio.

Também é comum que essas pessoas sintam dores de cabeça ou no próprio nariz. Outro sinal característico de perfuração de septo é a sibilância. É um assobio agudo que ocorre durante a respiração, porque o ar passa pelo orifício a cada inspiração ou expiração.

Por último, a perfuração do septo nasal pode ter consequências estéticas. Segundo a Revista Médica Herediana, o “nariz em sela” é uma malformação que se deve, na maioria das vezes, a essa patologia. Consiste em um nariz com uma ponta nasal mais inclinada.

Você pode estar interessado: O que você pode fazer quando seu nariz sangrar?

Tratamentos

Existem diferentes maneiras de tratar essa patologia. A escolha depende de quais são os sintomas e do tamanho do orifício. Em muitos casos, uma abordagem médica é suficiente. Utiliza-se uma pomada feita à base de bacitracina ou mupirocina. É uma substância que reduz a formação de crostas na área do orifício.

Pode-se utilizar também uma solução salina que será administrada como spray nasal e, como a pomada, ajuda a reduzir a formação de crostas e úlceras.

Em alguns casos, entretanto, é necessário recorrer à cirurgia. Para isso, utiliza-se um implante de tecido de outra parte do corpo do paciente. Em outros casos, pode-se utilizar até mesmo membranas artificiais para selar o orifício.

Outro tratamento cirúrgico

O Hospital Clinic de Barcelona realiza um tratamento cirúrgico alternativo para reconstruir o septo nasal perfurado. Neste procedimento, os cirurgiões usam um retalho obtido do tecido fibroso que envolve o crânio (é chamado de retalho pericraniano).

Em primeiro lugar, é feita uma incisão no couro cabeludo, de onde se obtém o tecido. Logo depois, cria-se uma abertura através do osso frontal. Por essa abertura, o tecido é introduzido até alojar-se sobre a cavidade nasal. Assim, um septo completo é remodelado e a perfuração é removida.

O benefício dessa técnica é que ela é indolor e de rápida recuperação. Além disso, não há cicatrizes; apenas na parte de trás do crânio, que está oculta pelo couro cabeludo.

Anatomia do nariz
As fossas nasais estão separadas pelo septo, onde ocorrem as perfurações.

Como se diagnostica a perfuração do septo?

Para diagnosticar uma perfuração de septo, é importante que o médico conheça os sintomas e observe a cavidade nasal. Por isso, são utilizados exames complementares que permitem uma visão clara das fossas nasais.

A endoscopia é um dos exames mais usados. Consiste na introdução de um pequeno tubo que transporta uma câmera pelas narinas. Além disso, através desse tubo o profissional pode introduzir outras ferramentas que ajudam a remover crostas. Durante o procedimento, é possível até obter amostras de tecido.

Um estudo publicado na Revista de Radiologia explica que a tomografia computadorizada é um dos exames mais úteis para o diagnóstico, principalmente em usuários de cocaína.

É possível evitar a perfuração do septo nasal

É importante observar e lembrar que, em muitos casos, a perfuração do septo nasal pode ser prevenida. Isso ocorre porque o problema tende a aparecer como consequência da inalação de drogas ou irritantes.

Por isso, além de evitar esse tipo de hábito, é fundamental proteger as narinas ao trabalhar em indústrias ou fábricas químicas. Além disso, é importante consultar sempre um médico caso apareçam alguns dos sintomas que mencionamos.

Pode interessar a você...
Seios paranasais: 5 coisas que deveríamos saber
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Seios paranasais: 5 coisas que deveríamos saber

Os seios paranasais são cavidades cheias de ar localizadas nos ossos do crânio, cuja função é múltipla. Conheça a seguir 5 curiosidades sobre eles.



  • Medina, R., Espinós, M. A., Bartumeus, P., Tamarit, J. M., & Vilar, J. (2009). Perforación del tabique nasal en consumidores de cocaína: Importancia de la tomografía computarizada. Radiologia, 51(1), 90–92. https://doi.org/10.1016/S0033-8338(09)70411-4
  • Nariz en silla de montar. (n.d.). Retrieved November 9, 2020, from http://www.scielo.org.pe/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1018-130X2014000200010
  • Perforación del tabique – Trastornos otorrinolaringológicos – Manual MSD versión para público general. (n.d.). Retrieved November 9, 2020, from https://www.msdmanuals.com/es-co/hogar/trastornos-otorrinolaringológicos/trastornos-de-la-nariz-y-de-los-senos-paranasales/perforación-del-tabique
  • Neumann, Andreas, Carolina A. Morales-Minovi, and Hans-Jürgen Schultz-Coulon. “Cierre de las perforaciones del tabique nasal mediante colgajos «en puente».” Acta Otorrinolaringológica Española 62.1 (2011): 31-39.
  • Puiggrós, I. V., Olmo, A. P., Ramón Montserrat, J., Hospital De La, G., Creu, S., & Pau, S. (n.d.). Libro virtual de formación en ORL PATOLOGÍA DEL SEPTUM NASAL. SEPTOPLASTIA.
  • Molina, Purificación Contreras, et al. “Complicaciones nasales y orbitarias secundarias al abuso de cocaína inhalada.” Acta Otorrinolaringológica Española 63.3 (2012): 233-236.
  • Keskin, Duygu, Cemal Cingi, and Ibrahim Sayin. “Puesta al día de la terapia con corticoides intranasales.” Incidencia de la queratitis infecciosa y resultados de 351 712 procedimientos de cirugía refractiva con láser excimer (2014): 521.