Panellets ou doces de batata-doce: como prepará-los?

A tradição dos doces de batata-doce está profundamente enraizada na cultura espanhola. Você sabe como prepará-los e quais são os seus benefícios? Vamos te contar tudo sobre eles.
Panellets ou doces de batata-doce: como prepará-los?

Última atualização: 26 maio, 2022

Os panellets ou doces de batata-doce são uma iguaria tradicional preparada para a véspera do Dia de Todos os Santos e para o Dia de Finados. Na Espanha, eles são muito conhecidos na Catalunha e também em Aragão, Valência e nas Ilhas Baleares. São elaborados com uma base de marzipã contendo ovos, açúcar e amêndoas, à qual se adiciona a batata-doce. Essa versão é uma das mais utilizadas porque se substitui o açúcar pela batata-doce cozida.

O formato mais popular é o redondo e os doces são cobertos com pinhões ou amêndoas. No entanto, também é possível fazer variações usando outras oleaginosas de sua escolha. Você gostaria de aprender a prepará-los em casa? Ao contrário do que muitos pensam, prepará-los não é nada complicado. Por isso, a seguir, vamos detalhar o passo a passo.

Ingredientes necessários para os panellets ou doces de batata-doce

Embora não haja evidências sobre a sua origem, aparentemente, os panellets vêm de uma tradição dos antigos cultos funerários. Eles eram ofertados à igreja ou aos túmulos dos falecidos durante o dia dedicado a eles. Também estão associados à eternidade e à memória dos mortos porque é possível conservá-los durante um longo tempo.

Existem muitas versões de panellets na Espanha, mas os de batata-doce são um dos mais saborosos, nutritivos e benéficos. Você quer saber por quê? Observe detalhadamente os ingredientes e suas propriedades.

100 gramas de batata-doce

Você pode usar a variedade branca da batata-doce ou a variedade de cor amarela e alaranjada, uma vez que ela tem mais pró-vitamina A ou beta-carotenos. Além disso, quando cozida a no máximo 70º C, o amido se transforma em açúcares mais simples, como a maltose. Ela possui um terço do poder adoçante quando comparada ao açúcar.

Ingredientes necessários para os panellets ou doces de batata-doce
A batata-doce é um alimento que se destaca pelo conteúdo de betacaroteno, fibras e minerais essenciais.

200 gramas de amêndoas inteiras ou trituradas

Essas oleaginosas são abundantes em proteínas, tiamina, riboflavina, niacina, fibras e gorduras do tipo ômega 3 e 6. Desta forma, agrega-se um valor nutritivo ainda maior à batata-doce.

200 gramas de pinhões

Os pinhões também são oleaginosas que valorizam os panellets ainda mais. Eles contêm fibras, complexo B, vitamina E, ômega 3 e 6, entre outros nutrientes interessantes para a saúde.

150 gramas de açúcar de confeiteiro (opcional)

Lembre-se do sabor adocicado da batata-doce. A quantidade de açúcar de confeiteiro a ser adicionada dependerá da sua preferência. Por exemplo, caso você seja diabético, poderá substituí-lo por um adoçante artificial. Cerca de 2 colheres de sopa de sucralose vão trazer um bom sabor adocicado, mas, se preferir, não adicione nenhum adoçante.

1 ovo

O ovo servirá para homogeneizar e compactar a mistura de batata-doce. Além disso, este alimento é a fonte das proteínas de melhor qualidade nutricional, pois contêm todos os aminoácidos essenciais de que o organismo necessita.

Raspas de 1 limão

Os óleos essenciais contidos na casca do limão fornecem sabor e aroma cítricos. Dessa forma, esse ingrediente ajuda a equilibrar o sabor doce predominante. Esses óleos têm propriedades antioxidantes.



Modo de preparo dos doces de batata-doce

Uma vez que todos os ingredientes estiverem organizados, é hora de começar a preparar os doces de batata-doce. O produto final se distingue pela sua cremosidade e pelo seu sabor doce e natural. Porém, conforme mencionamos, você também pode adicionar mais açúcar, se assim preferir.

  1. Para começar, lave e descasque as batatas-doces. Em seguida, corte-as em pedaços pequenos.
  2. Então, leve-as para cozinhar na água ou no vapor até ficarem bem macias.
  3. Em seguida, amasse-as com um garfo ou espremedor de batata.
  4. Se desejar, acrescente o açúcar de confeiteiro, embora isso não seja necessário se a batata-doce em si já estiver muito doce.
  5. Triture as amêndoas se estiverem inteiras. Para isso, use um liquidificador.
  6. À parte, em uma tigela, coloque as amêndoas e o purê de batata-doce. Então, misture até obter uma massa úmida, mas não pegajosa.
  7. Em seguida, leve a massa à geladeira em um recipiente fechado. Deixe descansar durante 3 horas ou de um dia para o outro.
  8. Depois deste período, retire a massa da geladeira e faça bolinhas do tamanho que preferir.
  9. Bata o ovo em uma tigela e coloque os pinhões em outro recipiente.
  10. Passe cada bolinha de batata-doce pelo ovo batido e, em seguida, pelos pinhões. Aperte-as bem.
  11. Então, coloque-as em uma bandeja forrada com papel manteiga.
  12. Mais tarde, pincele cada bolinha novamente usando o restante do ovo.
  13. Pré-aqueça o forno a 175º C e leve-as ao forno por 5 ou 6 minutos.
  14. Uma vez que estiverem prontas, retire-as do forno e deixe-as descansar.

É possível preparar outras variações dos doces de batata-doce adicionando coco ralado, avelãs, laranja, café, morango, chocolate e marron-glacé. De qualquer forma, a batata-doce oferece certos benefícios que agregam um valor saudável a cada panellet.

Modo de preparo dos doces de batata-doce
Os panellets são ideais para o lanche. Além disso, servem para acalmar a vontade de comer doce.

Propriedades da batata-doce

Com o crescente interesse por produtos naturais e benéficos para a saúde, a batata-doce acaba se revelando um alimento interessante. Além disso, também é utilizada de diferentes formas na indústria alimentícia.

Por exemplo, no Peru, ela é usada na panificação e para a elaboração do macarrão; enquanto isso, no Japão, é usada para obter farinha e, com os seus pigmentos, são preparados leites fermentados probióticos. Vejamos alguns dos seus efeitos positivos.

Benefícios nutricionais

A batata-doce amarela e alaranjada contém betacaroteno ou pró-vitamina A, recomendados para melhorar a visão. De fato, ela está em quarto lugar entre os alimentos que mais contêm vitamina A.

Além disso, também fornece a vitamina C, cuja carência pode causar problemas de cicatrização. Alguns pesquisadores usaram a batata-doce sozinha e fortificada com betacarotenos para reduzir a deficiência de ferro em crianças.

De acordo com Lim, autor do livro “Plantas comestíveis, medicinais e não medicinais”, esse ingrediente é uma fonte de energia, pois contém entre 20 e 27 gramas de amido por 100 gramas e entre 4 e 10 gramas de açúcar. O seu conteúdo de fibras varia entre 1,2 e 3,5 gramas por 100 gramas.

Efeito cardioprotetor

Um artigo relata que a batata-doce beneficia o coração, pois contém a vitamina B6, que ajuda a prevenir o endurecimento das artérias e outros vasos sanguíneos. Além disso, o consumo desse alimento também é recomendado para baixar a pressão arterial, uma vez que ele fornece potássio.

Efeito antienvelhecimento

A presença de pigmentos na batata-doce, tais como peonidina e cianidina, exerce propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias quando eles passam pelo trato digestivo. Por sua vez, também foi observado que a sua ingestão pode contribuir para a redução do risco de doenças degenerativas associadas à idade. De qualquer forma, no entanto, ainda são necessários mais estudos.



E então, você já sabe preparar os panellets de batata-doce caseiros?

Não é necessário esperar uma data específica para apreciá-los. Esses doces são ideais para acalmar a vontade de comer doce durante o lanche ou entre as refeições. Além disso, se forem preparados sem açúcar, também são ideais para promover o bem-estar e um peso saudável.

Pode interessar a você...
Chips de batata-doce: uma receita que você vai adorar
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Chips de batata-doce: uma receita que você vai adorar

Esta receita de chips de batata-doce é rápida e fácil de fazer. Vamos compartilhar duas maneiras de prepará-la neste artigo. Confira!



  • Héctor R Martí, Graciela B Corbino, Hugo D Chludil. La batata. El redescubrimiento de un cultivo. Volumen 21 número 121 febrero – marzo 2011.
  • Horacio Cantaro Esp. Seguridad alimentaria y nutricional, Universidad de Antioquia, Colombia. Instituto Nacional de Tecnología Agropecuaria. INTA. Disponible en: https://inta.gob.ar/sites/default/files/script-tmp-huevo_es_vida.pdf
  • GONZÁLEZ, Marlene; LOEWE, Verónica; DELARD, Claudia EL PIÑÓN DE PINUS PINEA PRODUCIDO EN CHILE: CARACTERÍSTICAS NUTRICIONALES Y ORGANOLÉPTICAS Vitae, vol. 19, núm. 1, enero-abril, 2012, pp. S317-S319
  • Vidal, Adria Renee; Zaucedo-Zuñiga, Alejandra Linaloe; Ramos-García, Margarita de Lorena Propiedades nutrimentales del camote (Ipomoea batatas L.) y sus beneficios en la salud humana Revista Iberoamericana de Tecnología Postcosecha, vol. 19, núm. 2, 2018 Asociación Iberoamericana de Tecnología Postcosecha, S.C., México Disponible en: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=81357541001
  • García A., M. Pérez., A. García., y P. Madriz. 2016. “Caracterización postcosecha y composición química de la batata (Ipomoea batatas (L.) Lamb.) variedad topera.” J. Agron Mesoam. 27(2):287–300.
  • American Heart Association Go red for women. Recomendaciones sobre dieta y estilo de vida de la American Heart Association. 2010. Disponible en: https://mejorconsalud.as.com/wp-admin/post.php?post=566695&action=edit.
  • Mohanraj R, y S. Sivasankar. 2014. Sweet Potato ( Ipomoea batatas [L.] Lam) – A Valuable Medicinal Food: A Review. J Med Food. 17(7):733–41.
  • Lu, J., D.M. Wu., Y.L. Zheng., B. Hu., y Z.F. Zhang. 2010. Purple sweet potato color alle- viates D-galactose-induced brain aging in old mice by promoting survival ofneurons via PI3K pathway and inhibiting cytochrome Cmediated apoptosis. Brain Pathol. 20:598–612.
  • Schwarz, P. E. H., G. Gallein., D. Ebermann., A. Müller., A. Lindner., U. Rothe. y G. Müller. 2013. Global diabete survey. An annual report on quality of diabetes care. Diabetes Res Clin Pract. 100:11–18.
  • Rengarajan S., M. Rani., y N. Kumaresapillai. 2012. Study of ulcer protective effect of Ipomea batatas (L.) dietary tuberous roots (Sweet Potato). Iranian J Pharmacol erap. 11:36–39.
  • Grotto D. 2014. Lo mejor que puedes comer, De la A a la Z, la guía nutricional definitiva para llenarte de energía, de salud y de belleza. GRIJALBO. pp. 25 – 275.weet potato (Ipomoea batatas). J Adv Res. 2013;4(4):411-415. doi:10.1016/j.jare.2012.06.001
  • Hermes D, D.N. Dudek., M. Maria., L.P. Horta., E.N. Lima., A. Fatima., A.C.C. Sanches, y L.V. Modolo. 2013. In vivo wound healing and antiulcer properties of white sweet potato (Ipomoea batatas). J Adv Res 4:411–415
  • Serrano A.C., E. Y. Vílchez., C.M. Sandino., C.C. Centeno., H. Pachón. 2011. Evaluación sensorial de tortas de camote (Ipomeas batatas), elaborada con o sin hojas de camote, con niños en edad escolar en Nicaragua. Perspect Nut Hum. 13: 191-202
  • David Grotto. Lo mejor que puedes comerDe la A a la Z, la guía nutricional definitiva para llenarte de energía, de salud. Penguin Random House Grupo Editorial México, 12 ago. 2014. Disponible en: https://books.google.com.gt/books?id=gf74AwAAQBAJ&hl=es&lr=
  • Lim TK. Edible Medicinal and Non-Medicinal Plants. 2012, Volume 1, Fruits. Disponible en: https://link.springer.com/book/10.1007/978-90-481-8661-7.
  • Barreca D, Nabavi SM, Sureda A, et al. Almonds (Prunus Dulcis Mill. D. A. Webb): A Source of Nutrients and Health-Promoting Compounds. Nutrients. 2020;12(3):672. Published 2020 Mar 1. doi:10.3390/nu12030672
  • Ordoñez-Gómez E.S; Reátegui-Díaz, D.; Villanueva-Tiburcio, J.E. Polifenoles totales y capacidad antioxidante en cáscara y hojas de doce cítricos. Scientia Agropecuaria, 2018, 9(1): 113 – 121.