Oxigenoterapia capilar: usos, procedimento e benefícios

Transformar o cabelo de dentro para fora é um dos benefícios da oxigenoterapia capilar, técnica que estimula a renovação celular.
Oxigenoterapia capilar: usos, procedimento e benefícios

Última atualização: 25 Setembro, 2021

Assim como o corpo precisa de oxigênio para se manter saudável, o cabelo precisa de oxigênio para se recuperar dos efeitos da poluição do ar, das mudanças climáticas e da queda excessiva. Uma forma de nutri-lo é por meio da oxigenoterapia capilar.

Este tratamento é recomendado para estimular a regeneração celular e promover a saúde do couro cabeludo e dos fios de cabelo. Consiste na nutrição, hidratação e ativação da circulação por meio da aplicação de oxigênio. Você quer saber mais?

O que é a oxigenoterapia capilar?

A oxigenoterapia é um tratamento antioxidante aplicado diretamente no cabelo. O oxigênio é bombeado puro ou misturado com cosméticos que canalizam sua entrada no folículo piloso. O método limpa completamente, eliminando obstruções e impurezas.

Por meio de movimentos suaves, em fios separados, o sérum preparado com o oxigênio é espalhado desde as raízes. Uma massagem no couro cabeludo é fundamental para promover a circulação.

Oxigenoterapia capilar
A oxigenoterapia capilar ajuda a reparar os cabelos danificados.

Como funciona a oxigenoterapia capilar?

O oxigênio utilizado tem pureza de 99%. A tecnologia utilizada transforma os fios de dentro para fora, pois fornece vitaminas, nutrientes, peptídeos e complexos antiqueda. Eles alteram a aparência dos cabelos danificados por produtos químicos ou por terem sido submetidos a elementos de calor.

Segundo os defensores deste tratamento, equilibra a secreção sebácea e reduz a queda excessiva dos fios. Como ele faz isso? Uma máquina processa o oxigênio e o aplica diretamente no couro cabeludo. Assim, a cutícula é aberta, nutrida e selada.

Benefícios e usos da oxigenoterapia

Em geral, a oxigenoterapia contribui para a prevenção do envelhecimento cutâneo. Também desintoxica a pele, de acordo com uma publicação da Sociedade Espanhola de Medicina Estética. Embora não existam estudos extensos que certifiquem os efeitos positivos do oxigênio especificamente no cabelo, ele é considerado adequado para restaurar a luminosidade, elasticidade, abundância e resistência.

Além disso, oxigenar os cabelos tingidos regularmente cura a deterioração causada pela pigmentação e evita irritações no couro cabeludo. Além disso, representa um tratamento ideal para cabelos danificados por babyliss e prancha, pois reduz a quebra e a desidratação.

Outros benefícios

  • Elimina compostos químicos. A oxigenação profunda contribui para o renascimento natural e revitalização do cabelo após permanentes, clareamento e coloração.
  • É anticaspa. Devido à regulação da secreção sebácea com o oxigênio, a caspa provocada pela oleosidade ou pelo ressecamento é eliminada.
  • Renova células. A papila dérmica é responsável pelo crescimento do cabelo. Esse tecido precisa de oxigênio e nutrientes para formar as células dos folículos capilares, responsáveis por acelerar o tempo ao longo do qual o cabelo cresce.
  • Complementa enxertos. Embora este tratamento não seja a solução para a queda de cabelo avançada, ela complementa alternativas como enxertos e microcirurgias.
  • Ajuda a tratar algumas doenças. É útil no tratamento de problemas como psoríase, eczema, couro cabeludo oleoso e alergias. Ele ainda ajuda a controlar os sintomas de distúrbios do cabelo ou couro cabeludo, queda de cabelo masculina, manchas e seborréia oleosa.
  • Promove a autoestima e o desenvolvimento social. A IntraMed garante que a queda de cabelo causa estresse psicológico. Além disso, pode desencadear inseguranças e fobia social, definidas no Jornal Brasileiro de Medicina como uma condição clínica marcada pelo medo de ser exposto a um possível escrutínio de terceiros. Uma forma de combatê-lo é optando pela oxigenoterapia.

Como é o procedimento de oxigenoterapia capilar?

O número de sessões personalizadas, que duram entre 5 e 15 minutos, depende do dano e do tipo de cabelo. Nesse tempo, a máquina passa uma vez pelo couro cabeludo para abrir a cutícula ao expelir a substância contida em uma bolha.

Em uma segunda passagem, ela bombeia oxigênio novamente, e uma terceira é adicionada para selar a fibra capilar. A maciez e o brilho são imediatamente perceptíveis, desde que a pessoa venha com os cabelos lavados e sem nenhum produto adicional.

Alguns salões de beleza optam por ações extras como massagem com óleos essenciais contendo vitaminas A, B, D e E para condicionar e hidratar os cabelos.

Leia também: Tipos de alopecia

Cuidados pós-tratamento

Embora em alguns casos sejam suficientes 4 sessões semanais, em outros são necessárias pelo menos 12. Uma vez concluídas, as sessões de manutenção são agendadas a cada 2 meses, de forma a manter os resultados.

O especialista vai indicar o xampu, cremes e outros produtos que devem ser usados para prolongar os efeitos do protocolo. Converse com ele para entender como você deve se proteger dos efeitos do clima, da piscina, da praia e do ambiente em geral.

Mulher aplicando óleo no cabelo
Terminadas as sessões de oxigenoterapia capilar, é necessário o uso de produtos que ajudem a manter seus resultados.

Contraindicações da oxigenoterapia capilar

Em alguns casos, não é aconselhável recorrer à oxigenoterapia capilar. A razão? Ela pode levar a complicações. Essas contraindicações incluem o seguinte:

  • Hipertensão grave
  • Epilepsia
  • Insuficiência renal
  • Infecções localizadas
  • Insuficiência cardíaca congestiva ou respiratória
  • Angina instável
  • Câncer
  • Gravidez

O ideal é consultar um dermatologista, principalmente se você tiver algum problema anterior. Além disso, certifique-se de que o tratamento seja realizado por um profissional.

Pode interessar a você...
O que é um protetor térmico para o cabelo e quando usá-lo?
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
O que é um protetor térmico para o cabelo e quando usá-lo?

O protetor térmico para o cabelo funciona como uma proteção contra as ferramentas de calor (secador, chapinha, etc). Saiba mais sobre ele!