Como lavar os cabelos oleosos? O que fazer para reduzir a oleosidade?

Às vezes, as glândulas sebáceas do couro cabeludo ficam alteradas e produzem mais óleo do que o normal. Consequentemente, o cabelo fica com uma aparência suja. O que fazer para evitar isso?
Como lavar os cabelos oleosos? O que fazer para reduzir a oleosidade?

Última atualização: 20 Abril, 2021

Ao lavar os cabelos oleosos, é conveniente levar em consideração algumas recomendações. Devido à produção excessiva de sebo no couro cabeludo, é preciso saber escolher os produtos certos para evitar aquela aparência oleosa e suja. O que mais deve ser considerado?

Em primeiro lugar, é interessante entender por que o óleo se acumula no cabelo e quais fatores podem piorar a situação. A partir disso, algumas medidas simples podem ser colocadas em prática para dar uma aparência melhor aos fios.

Quais são as causas da oleosidade no cabelo?

Em condições normais, o cabelo saudável secreta uma certa quantidade de substâncias oleosas para garantir uma boa hidratação do couro cabeludo e manter os fios saudáveis. Na verdade, este óleo é considerado um mecanismo de defesa para a parte sensível das raízes. 

Embora a quantidade produzida varie de pessoa para pessoa, uma higiene inadequada, suor excessivo e outros fatores de estilo de vida podem levar a um acúmulo excessivo. O resultado? Uma cabeleira escorregadia e suja que se torna difícil de pentear e tratar.

Cabelos embaraçados
Alterações hormonais, sudorese excessiva e a escolha errada de produtos para os cabelos podem deixar os cabelos oleosos.

Mas por que algumas pessoas têm cabelos oleosos e outras não? O que faz com que a produção de óleo aumente? Existem várias causas possíveis. A seguir, revisaremos em detalhes as mais frequentes.

Mudanças hormonais

As alterações hormonais podem causar hiperatividade das glândulas sebáceas do couro cabeludo. Consequentemente, o cabelo fica com um aspecto oleoso e sujo. É comum entre mulheres grávidas, adolescentes ou mulheres que usam pílulas anticoncepcionais.

Excesso de lavagem

Embora as pessoas com cabelo oleoso tendam a lavá-lo com mais regularidade, lavar demais pode ser contraproducente. Por quê? Cada vez que o cabelo é enxaguado com produtos industrializados, o couro cabeludo capta um sinal para produzir mais sebo.

Tipo de cabelo

A produção alterada de sebo no couro cabeludo pode afetar qualquer pessoa. No entanto, aqueles com cabelo fino e liso correm um maior risco de acumular oleosidade. Como esses fios não formam cachos, o óleo desliza mais facilmente por eles.

Uso indevido de produtos para o cabelo

Para lavar os cabelos oleosos, é fundamental saber escolher os produtos certos. Pelas suas características, lavar apenas com água não remove a gordura. Uma aparência limpa também não será alcançada com produtos à base de óleo. É importante escolher um xampu com compostos que decomponham a gordura.

Além disso, você não deve usar condicionador em excesso. Este produto deve ser aplicado apenas do meio até as pontas do cabelo. Tanto quanto possível, deve possuir poucas substâncias oleosas.

Outras causas possíveis

  • Fazer exercícios intensos (devido ao suor excessivo).
  • Uso excessivo de tratamentos capilares.
  • Sair ao ar livre com o cabelo muito úmido.
  • Expor o cabelo ao sol ou a fontes de calor.

Como lavar corretamente os cabelos oleosos?

Você já se perguntou quais são os passos para lavar os cabelos oleosos? Na verdade, a rotina é simples. A chave é estimular o equilíbrio do pH do couro cabeludo e regular a produção de sebo. Para isso, é preciso saber escolher os produtos certos e aplicá-los corretamente. Vamos ver detalhadamente o passo a passo.

1. Escolha de produtos capilares

A maioria dos produtos capilares é projetada para cabelos normais ou secos. A sua composição permite aumentar o brilho e a hidratação, mas geralmente não é adequada para cabelos oleosos. Se você estiver tentando evitar a aparência oleosa, o ideal é encontrar uma fórmula específica.

Quais opções existem? Felizmente, atualmente há uma ampla gama de produtos para regular a produção de sebo. Eles variam de produtos leves a micelares. Ingredientes à base de chá verde, frutas cítricas ou aloe vera são boas opções.

2. Use água morna ou fria

Ao lavar os cabelos oleosos, a temperatura da água também é importante. Para ser mais exato, a aplicação de água quente deve ser totalmente evitada. Embora, no primeiro momento, essa água remova a sujeira e a gordura, mais tarde ela afeta o aumento da produção de sebo.

Portanto, o ideal é usar água morna ou fria. Uma boa opção é iniciar a lavagem com água morna e finalizar o enxágue com água fria para selar as cutículas.

3. Aplique produtos para lavar os cabelos oleosos

Um dos momentos mais decisivos para lavar os cabelos oleosos é quando os produtos devem ser aplicados. Primeiro, você precisa considerar a quantidade de xampu a ser usada. Claro, isso vai depender do comprimento e da espessura do cabelo. O normal é o equivalente a uma ou duas colheres de sopa.

A forma de aplicar também merece alguns cuidados. O ideal é distribuir o xampu pela cabeça e massagear o couro cabeludo com a ponta dos dedos para limpar os resíduos que ali se acumulam. Por fim, após um primeiro enxágue, aplique o condicionador do meio para as pontas.

Como lavar os cabelos oleosos
Ao aplicar produtos para lavar os cabelos oleosos, é importante massagear com a ponta dos dedos. Isso ajuda a remover os resíduos do couro cabeludo.

4. Frequência de lavagem

Ao contrário do que muitos podem pensar, não é necessário lavar excessivamente os cabelos oleosos. Como comentamos, isso tende a alterar o pH e pode produzir o efeito oposto ao desejado. Portanto, o ideal é lavá-lo a cada dois dias. Para não ter aquela sensação de cabelo sujo, você pode experimentar os xampus secos.

5. Complemente a rotina capilar

Além do que já foi mencionado, um cabelo limpo e saudável é conseguido com outros cuidados capilares. Por exemplo, é conveniente aplicar máscaras com ingredientes formulados para cabelos oleosos. Você também pode experimentar fazer uma esfoliação para o couro cabeludo, desde que o produto não tenha óleo.

Como reduzir a oleosidade dos cabelos?

A lavagem adequada pode reduzir a aparência oleosa do cabelo. Ainda assim, existem outras dicas que podem ser aplicadas para dar uma aparência melhor à sua cabeleira e evitar o excesso de produção de gordura. Coloque-as em prática!

Use óleos essenciais

A aplicação de alguns óleos essenciais no cabelo é benéfica para o controle da produção excessiva de óleo no couro cabeludo. Suas propriedades decompõem o sebo e facilitam a limpeza dos folículos capilares. As opções mais recomendadas são as seguintes:

  • Óleo essencial da malaleuca.
  • Óleo essencial de hortelã-pimenta.
  • Óleo essencial de camomila.

Use algumas gotas desses óleos, diluídos em água ou no xampu que você costuma aplicar. Outra opção é o óleo de alecrim, que também está associado ao crescimento saudável do cabelo.

Aplique vinagre de maçã

Até o momento, não há evidências sobre os benefícios do vinagre de maçã para a saúde do cabelo. Ainda assim, dados anedóticos sugerem que seu uso moderado pode reduzir a oleosidade do cabelo e prevenir problemas como a caspa.

  • Basta diluir duas colheres de vinagre de maçã em dois litros de água.
  • Em seguida, o cabelo deve ser enxaguado com a mistura.
  • Por fim, lave com o xampu e condicionador.
  • Pode ser usado 2 ou 3 vezes por semana.

Máscara de aloe vera

Assim como acontece com outros remédios caseiros, não há evidências sobre a eficácia do aloe vera no combate à oleosidade do cabelo. Mesmo assim, ele tem sido usado na cosmética natural como um adjuvante contra o excesso de oleosidade, caspa e danos nas pontas. Como aplicar?

  • Primeiro, o gel de aloe vera fresco deve ser extraído.
  • Em seguida, aplique em todo o couro cabeludo com massagens circulares suaves.
  • Deixe agir por cerca de 20 minutos e enxágue.
  • Seu uso pode ser repetido 2 ou 3 vezes por semana.
Gel de aloe vera
Na cosmética natural, o gel de aloe vera tem sido um dos produtos preferidos para manter os cabelos saudáveis ​​e limpos.

Aplique um xampu seco

Após uma rotina de exercícios ou um dia quente, é aconselhável aplicar um xampu seco na raiz dos cabelos para absorver o óleo. Este produto pode ser adquirido em lojas de cosméticos em diferentes apresentações. Porém, seu uso em excesso deve ser evitado.

Usando amido de milho ou talco de bebê

A função do amido de milho ou do talco para bebês é reduzir a oleosidade do cabelo quando ela aumenta devido ao suor ou ao calor. É quase igual a um xampu seco, mas com uma fórmula natural. Basta aplicar uma pequena quantidade no topo da cabeça e massagear.

Evite escovar entre as lavagens

A escovação excessiva também prejudica as pessoas com cabelos oleosos. A escovação atrai o sebo e o suor do couro cabeludo em direção às cutículas. É melhor reduzir a escovação para manter a oleosidade sob controle. O mesmo se aplica ao uso de pranchas de alisamento.

É possível evitar a aparência oleosa dos cabelos

A produção excessiva de óleo no cabelo depende de muitos fatores. Porém, com uma lavagem adequada e a aplicação de alguns remédios caseiros, esse problema pode ser melhorado. Os cuidados devem ser constantes, como parte da rotina diária de saúde capilar.

Pode interessar a você...
Como utilizar sal marinho para tratar o cabelo oleoso
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Como utilizar sal marinho para tratar o cabelo oleoso

E você se pergunta como pode o sal marinho ajudar a reduzir o óleo do couro cabeludo? A seguir explicaremos em detalhes tudo o que precisa saber.



  • Nayak BS, Ann CY, Azhar AB, Ling ECS, Yen WH, Aithal PA. A Study on Scalp Hair Health and Hair Care Practices among Malaysian Medical Students. Int J Trichology. 2017;9(2):58-62. doi:10.4103/ijt.ijt_76_16
  • Szöllősi AG, Oláh A, Bíró T, Tóth BI. Recent advances in the endocrinology of the sebaceous gland. Dermatoendocrinol. 2018;9(1):e1361576. Published 2018 Jan 23. doi:10.1080/19381980.2017.1361576
  • Draelos ZD. Essentials of Hair Care often Neglected: Hair Cleansing. Int J Trichology. 2010;2(1):24-29. doi:10.4103/0974-7753.66909
  • Hoover E, Aslam S, Krishnamurthy K. Physiology, Sebaceous Glands. [Updated 2020 Jun 8]. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2020 Jan-. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK499819/
  • Bassino E, Gasparri F, Munaron L. Protective Role of Nutritional Plants Containing Flavonoids in Hair Follicle Disruption: A Review. Int J Mol Sci. 2020;21(2):523. Published 2020 Jan 14. doi:10.3390/ijms21020523
  • Vardy, D., Cohen, A., Tchetov, T., Medvedovsky, E., & Biton, A. (1999). A double-blind, placebo-controlled trial of anAloe vera (A. barbadensis)emulsion in the treatment of seborrheic dermatitis. Journal of Dermatological Treatment, 10(1), 7–11. https://doi.org/10.3109/09546639909055904
  • Lawrence R, Tripathi P, Jeyakumar E. Isolation, Purification and Evaluation of Antibacterial Agents from Aloe vera. Braz J Microbiol. 2009;40(4):906-915. doi:10.1590/S1517-838220090004000023
  • D’Souza P, Rathi SK. Shampoo and Conditioners: What a Dermatologist Should Know?. Indian J Dermatol. 2015;60(3):248-254. doi:10.4103/0019-5154.156355
  • Gavazzoni Dias MF. Hair cosmetics: an overview. Int J Trichology. 2015;7(1):2-15. doi:10.4103/0974-7753.153450