Os remédios à base de ervas para disfunção erétil funcionam?

Existe uma grande variedade de remédios à base de ervas para o tratamento da disfunção erétil. No entanto, seu uso é controverso. Por que razão?
Os remédios à base de ervas para disfunção erétil funcionam?

Última atualização: 04 junho, 2022

Existe uma grande variedade de remédios à base de ervas para tratar a disfunção erétil no mercado. Seus fabricantes costumam promovê-los como “Viagra natural” ou “Viagra à base de ervas” e afirmam que esses remédios podem melhorar a potência sexual, assim como a droga com esse nome (sildenafil). Mas, eles funcionam?

A verdade é que esse é um assunto bastante polêmico, pois há defensores e detratores. Além disso, enquanto alguns desses suplementos contêm ingredientes com um efeito positivo, outros levantam dúvidas e podem ter contaminantes ocultos.

Enquanto isso, a Food and Drug Administration (FDA) dos EUA não aprova ou regulamenta seu uso, por isso é difícil saber quais são de qualidade e quais não são. Isso sem contar que as evidências sobre suas propriedades ainda são limitadas. Você quer saber mais sobre esse assunto? A seguir discutiremos todos os detalhes.

O que é disfunção erétil e quais são suas causas?

A disfunção erétil (DE), também chamada de “impotência sexual masculina”, é a incapacidade de obter ou manter uma ereção peniana firme para uma relação sexual satisfatória. Embora isso possa ocorrer de forma pontual, é considerado patológico quando persiste por 6 meses ou mais.

De acordo com as informações compartilhadas no National Center for Biotechnology Information, ela é mais comum em homens acima de 40 anos. De fato, a idade e a presença de algumas doenças aumentam o risco de desenvolvimento.

Desta forma, o seu aparecimento está ligado aos seguintes fatores:

  • Diabetes mellitus.
  • Disfunção endotelial.
  • Distúrbios hormonais.
  • Problemas musculares.
  • Doenças cardiovasculares.
  • Distúrbios no sistema nervoso.
  • Problemas psicológicos (expectativas culturais, perda de autoestima, vergonha, ansiedade e depressão).

Não deixe de ler: Disfunção erétil

É conveniente tratar a disfunção erétil com remédios à base de ervas?

Uma vez que existem muitos gatilhos possíveis para a disfunção erétil, uma consulta médica é essencial para obter o tratamento adequado. Uma vez feito o diagnóstico, o profissional indicará uma abordagem para a condição subjacente.

Depois de fazer isso, ele pode sugerir medicamentos específicos para estimular a ereção peniana. Destes, o mais conhecido é o sildenafil (Viagra®), mas existem outras opções, como tadalafil, vardenafil e avanafil. Terapias de reposição de testosterona, bombas penianas e cirurgias também podem ajudar.

Mas é recomendável usar remédios à base de ervas? Bem, talvez muitos os considerem como uma opção.

Várias formulações desses suplementos são úteis para relaxar as paredes dos vasos sanguíneos e melhorar a circulação. Com isso é alcançada uma melhoria na ereção.

O problema é que não existem evidências suficientes sobre qual a dose segura e eficaz desses produtos. Alguns deles até induzem uma queda na pressão arterial, o que é perigoso em pacientes que já estão tomando nitrato prescrito, por exemplo.

Além disso, dada a falta de regulamentação e controle em seu processo de fabricação, alguns produtos podem conter substâncias contaminantes que provocam efeitos colaterais leves a graves. Por este motivo, esses medicamentos não são considerados um tratamento de primeira escolha.

Viagra.
Embora o Viagra® seja a marca mais conhecida, existem outros medicamentos igualmente eficazes.

Tipos de remédios à base de ervas para a disfunção erétil

Existem muitos suplementos à base de ervas em lojas físicas e online que afirmam tratar a disfunção erétil. Eles não devem substituir o tratamento convencional de forma alguma. No caso de optar por qualquer um deles, esses remédios devem ser usados apenas um complemento.

Ginseng

O ginseng (Panax ginseng) é frequentemente usado na medicina oriental como um revigorante natural. De acordo com uma revisão publicada na Cochrane Library: Cochrane Reviews, esta planta pode ter efeitos positivos no tratamento da disfunção erétil. Além disso, também parece melhorar a satisfação com a relação sexual.

Outros possíveis benefícios são os seguintes:

Ioimbina

A ioimbina é um alcaloide indólico obtido através da casca da árvore Pausinystalia johimbe, que normalmente cresce na África. Na medicina popular ela é um dos remédios fitoterápicos mais utilizados para a disfunção erétil e outros problemas sexuais.

Em particular, acredita-se que ela forneça os seguintes benefícios:

  • Estimula a ereção peniana.
  • Aumenta a libido.
  • Prolonga as ereções.
  • Aumenta a energia.
  • Estimula a adrenalina.
  • Dilata os vasos sanguíneos e melhora a circulação.

Em relação a isso, uma meta-análise relatada no Turkish Journal of Urology descobriu que a suplementação de ioimbina e sua combinação com outros tratamentos melhoram a função erétil. Por sua vez, uma pequena investigação da Pharmacognosy Reviews relatou que os homens que receberam este suplemento conseguiram ejacular e atingir o orgasmo após completar o tratamento.

De qualquer forma, mais pesquisas são necessárias para confirmar sua eficácia e segurança. Existe a preocupação com os efeitos colaterais que podem ser causados pela estimulação da adrenalina pelo consumo desta planta:

  • Agitação.
  • Sudorese.
  • Dores de cabeça.
  • Alterações no sono.
  • Aumento da pressão arterial.

Maca

Em várias culturas da América do Sul, especialmente no Peru, a maca (Lepidium meyenii) é reconhecida como um dos melhores remédios fitoterápicos para a disfunção erétil. Sua ingestão aumenta o nível de energia e fornece nutrientes essenciais como iodo, magnésio e aminoácidos.

Relacionado a isso, pesquisas da BMC Complementary Medicine and Therapies relataram que uma combinação de extrato de maca e cebolinho chinês (Allium tuberosum Rottl) foi útil para melhorar a função sexual masculina.

Por sua vez, um estudo compartilhado em 2013 revelou que os homens que consumiram extrato de maca por 8 semanas tiveram uma melhora no desejo sexual. Tal como nos casos anteriores, são necessárias mais evidências.

Ginkgo biloba

Outro suplemento popular contra problemas sexuais da medicina tradicional é o ginkgo biloba. Seu alto teor de flavonoides está associado a um melhor fluxo sanguíneo para o pênis, o que pode melhorar a ereção.

Até o momento, os estudos que comprovam esses efeitos são limitados. Em pesquisas com animais reveladas pela revista Urology, o ginkgo biloba ajudou a melhorar a função erétil de ratos com uma lesão nervosa. No entanto, faltam evidências em humanos que corroborem esses mesmos efeitos.

Em outro estudo compartilhado através da Human Psychopharmacology, descobriu-se que este suplemento pode melhorar a função sexual em homens que tomam antidepressivos. Apesar disso, são necessárias evidências mais recentes e sólidas.

Cnidium monnieri

Cnidium monnieri pertence à família Apiaceae. Essa é uma planta medicinal muito usada para aumentar o desempenho sexual masculino e combater a disfunção erétil.

De acordo com uma investigação publicada na Translational Andrology and Urology , ela possui uma substância ativa chamada osthol, que é uma cumarina com efeito vasodilatador. Isso contribui para a liberação de óxido nítrico e o relaxamento da musculatura lisa do corpo cavernoso, o que permite que a ereção seja mais firme e poderosa.

São sugeridas doses de 5 gramas diários. No entanto, faltam evidências nesse sentido.

Tribulus terrestris

O Tribulus terrestris pertence à família Zygophyllaceae. Em um estudo controlado randomizado relatado no Integrative Medicine Alert, esta planta mostrou efeitos positivos no tratamento da disfunção erétil quando 500 mg de suplemento foram administrados 3 vezes ao dia durante 12 semanas.

No entanto, os resultados sobre seus efeitos são mistos. Através de Actas Urológicas Españolas foi relatado que o “Tribulus terrestris não foi mais eficaz que o placebo na melhora dos sintomas de disfunção erétil ou testosterona sérica total”.

Gengibre branco

O gengibre branco (Mondia whitei) é um remédio popular usado para tratar o baixo desejo sexual e a disfunção erétil. Um relatório compartilhado na Pharmacognosy Reviews comparou seus efeitos com os do Viagra ®, uma vez que ele aumentou a produção de óxido nítrico e as ereções. Além disso, foi associado a um equilíbrio nos níveis de testosterona.

Pó de raiz de maca.
A raiz de maca sempre foi promovida como um potencializador sexual. Ela está entre as opções de ervas para tratar a disfunção erétil.

Riscos dos remédios para disfunção erétil à base de ervas

Há quem acredite que os remédios à base de ervas para disfunção erétil são melhores simplesmente porque são naturais. Existe a ideia equivocada de que eles não causam efeitos colaterais.

No entanto, não é esse o caso. Existem riscos potenciais que devem ser considerados antes de usar esses suplementos.

Devido à falta de regulamentação por entidades como o FDA, alguns deles podem conter vestígios de produtos químicos tóxicos. Além disso, seus componentes podem causar interações medicamentosas ou reações indesejadas, principalmente em pacientes com doenças crônicas.

É importante evitar o seu consumo nos seguintes casos:

  • Insuficiência renal.
  • Pessoas que farão uma cirurgia em breve.
  • Insuficiência hepática.
  • Doenças cardiovasculares.
  • Pessoas em tratamento com anticoagulantes.

Existem maneiras naturais de tratar a disfunção erétil?

Os problemas de disfunção erétil devem ser abordados por profissionais, como clínicos gerais, urologistas ou endocrinologistas. Depois de fazer o diagnóstico, eles determinarão o tratamento mais adequado.

De forma geral, algumas estratégias naturais são sugeridas para lidar com essa condição, como as seguintes:

  • Fazer exercícios físicos regulares.
  • Ir a uma consulta psicológica para diminuir a ansiedade sexual ou qualquer problema emocional que possa levar a essa situação.
  • Adotar uma alimentação saudável, rica em ácidos graxos ômega 3, proteínas, vitaminas e minerais. Limitar o consumo de alimentos processados.
  • Reduzir o estresse.
  • Perder peso (em caso de sobrepeso e obesidade).
  • Limitar o consumo de álcool, tabaco e outras substâncias tóxicas.

O que lembrar sobre os remédios à base de ervas para a disfunção erétil?

Embora haja uma grande variedade de suplementos de ervas no mercado que prometem ajudar a aliviar a disfunção erétil, a verdade é que não existem evidências suficientes para comprovar sua segurança e eficácia.

Por esse motivo, eles não são a opção mais recomendada para tratar essa condição. Em vez disso, é aconselhável consultar o médico para avaliar o caso individualmente e escolher tratamentos eficazes.

Pode interessar a você...
Papel da testosterona na disfunção erétil
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Papel da testosterona na disfunção erétil

Quando há uma incapacidade repetida de conseguir uma ereção, falamos de disfunção erétil. Qual é o papel da testosterona na disfunção erétil? Descu...



  • Sooriyamoorthy T, Leslie SW. Erectile Dysfunction. [Updated 2022 Feb 14]. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2022 Jan-. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK562253/
  • Beware of Contaminated “All-natural” Erectile Dysfunction Products. (08/25/2015). U.S. Food and Drug Administration. Available in https://www.fda.gov/consumers/health-fraud-scams/beware-contaminated-all-natural-erectile-dysfunction-products
  • Lee HW, Lee MS, Kim TH, et al. Ginseng for erectile dysfunction. Cochrane Database Syst Rev. 2021;4(4):CD012654. Published 2021 Apr 19. doi:10.1002/14651858.CD012654.pub2
  • Wibowo DNSA, Soebadi DM, Soebadi MA. Yohimbine as a treatment for erectile dysfunction: A systematic review and meta-analysis. Turk J Urol. 2021 Nov;47(6):482-488. doi: 10.5152/tud.2021.21206. PMID: 35118966.
  • Kotta S, Ansari SH, Ali J. Exploring scientifically proven herbal aphrodisiacs. Pharmacogn Rev. 2013;7(13):1-10. doi:10.4103/0973-7847.112832
  • Zhang, Yi et al. “Effects of combined extracts of Lepidium meyenii and Allium tuberosum Rottl. on erectile dysfunction.” BMC complementary and alternative medicine vol. 19,1 135. 18 Jun. 2019, doi:10.1186/s12906-019-2542-4
  • Wu YN, Liao CH, Chen KC, Liu SP, Chiang HS. Effect of Ginkgo biloba Extract (EGb-761) on Recovery of Erectile Dysfunction in Bilateral Cavernous Nerve Injury Rat Model. Urology. 2015 May;85(5):1214.e7-1214.e15. doi: 10.1016/j.urology.2015.01.026. Epub 2015 Mar 13. PMID: 25772481.
  • Kang BJ, Lee SJ, Kim MD, Cho MJ. A placebo-controlled, double-blind trial of Ginkgo biloba for antidepressant-induced sexual dysfunction. Hum Psychopharmacol. 2002 Aug;17(6):279-84. doi: 10.1002/hup.409. PMID: 12404672.
  • Kiefer, D. Tribulus: An RCT Supporting Its Use for Erectile Dysfunction. Integrative Medicine Alert. 2017, October 1, https://www.reliasmedia.com/articles/141517-tribulus-an-rct-supporting-its-use-for-erectile-dysfunction
  • Santos CA Jr, Reis LO, Destro-Saade R, Luiza-Reis A, Fregonesi A. Tribulus terrestris versus placebo in the treatment of erectile dysfunction: A prospective, randomized, double blind study. Actas Urol Esp. 2014 May;38(4):244-8. English, Spanish. doi: 10.1016/j.acuro.2013.09.014. Epub 2014 Mar 14. PMID: 24630840.