Os perigos de se alimentar em frente à televisão

7 de dezembro de 2018
Se comermos assistindo televisão, não temos consciência das quantidades que ingerimos, por isso corremos o risco de comer mais.

Em muitas casas, a televisão costuma ficar na cozinha, ou na copa, de frente para o lugar onde a família faz as refeições. Esses costumes tão arraigados na sociedade atual podem trazer consequências muito ruins. A seguir, saiba mais sobre quais são os reais perigos de nos alimentarmos em frente à televisão.

O hábito de comer em frente à televisão e seus efeitos nocivos para as crianças

As crianças. Principalmente elas é que são prejudicadas por essa prática habitual em seus lares. O primeiro ponto negativo é que esse hábito pode levar a criança ao sobrepeso, de acordo com uma pesquisa realizada recentemente nos Estados Unidos.

As crianças são mais propensas ao consumo de gorduras e açúcares, portanto, calorias e, além disso, não se dão conta de quando estão realmente satisfeitas porque concentram sua atenção toda para a televisão.

Não há duvidas de que essa atividade contribui para o desenvolvimento de transtornos de peso e para modificar as condutas da casa.

tv2

Os pequenos passam, em média, duas horas diariamente em frente à televisão. Nesse momento, “aproveitam” para tomar o café da manhã, almoçar, lanchar ou jantar. E nesse lapso, costumam consumir mais batata frita, biscoitos, doces, refrigerantes e comidas rápidas.

Leia também: Saiba como os refrigerantes fazem mal para o nosso corpo

Isso conduz, sem dúvidas, ao sobrepeso e a outras doenças como o colesterol alto ou até a diabetes.

Segundo a autora de uma das pesquisas citadas, Leann Birch, da Universidade da Pensilvânia, o problema em si não está em assistir a televisão mas sim no fato de que nesse momento as crianças (ou pessoas de qualquer idade que conservem esse hábito) comem sem se dar conta das quantidades, dos sabores, etc.

Em vez de consumir comida rápida, o melhor é optar por uma maçã, cenoura, salsão, pipoca sem manteiga, sucos naturais, etc. Além disso, também é preciso abandonar um pouco a televisão como entretenimento e buscar pela prática diária de algum exercício e atividades ao ar livre.

dar-melhor-sabor-aos-vegetais

Os efeitos colaterais do hábito de comer e assistir a televisão para todas as idades

É provável que, por mais de uma vez, você já tenha desfrutado de seu programa preferido enquanto comia um aperitivo ou jantava. Mas é preciso saber que isso não é recomendável.

Segundo os médicos, essas são atividades incompatíveis entre si. Além do que foi dito anteriormente no caso das crianças, os adultos também sofrem muito com esse problema.

Assistir televisão inibe a sensação de saciedade, já que o cérebro está focado em outras coisas, ou seja, no que estamos assistindo.

tv_consumo_2

Quando assistimos televisão, mantemos uma postura relaxada, nos distanciamos pouco a pouco da rotina e dos problemas (quando não assistimos a jornais), mergulhamos em um mundo fictício. É por isso que comemos mais sem que percebamos.

Conheça: Rotina de ioga para aliviar a dor nas costas

Além disso, ficar em frente à televisão é sinônimo de saborear pequenos aperitivos, na maioria das vezes com um alto teor de gorduras, como já foi dito antes.

Outra questão a se considerar é que levamos os alimentos à boca de forma mecânica, o que pode causar sobrepeso, dor de estômago e “engasgos”.

Tudo isso se agrava quando surgem as propagandas de comida, já que é um estímulo para comermos mais e termos mais vontade de consumir esses alimentos (que nunca são saudáveis).

As pessoas que assistem mais televisão são as que se alimento pior, além de manterem uma vida sedentária e não praticarem exercícios.

Assim, é bom que mudemos o hábito de carregar os alimentos para o sofá quando sentamos em frente à televisão. Devemos buscar reduzir ao máximo as horas que passamos em frente à TV, comer na cozinha e fazer com que o companheiro do jantar não seja um eletrodoméstico.

Nada melhor do que uma conversa em família para falar sobre o dia que tivemos, compartilhar momentos com os filhos, etc.

Os perigos do hábito de comer em frente ao computador

Assim como acontece com a televisão, o computador é um inimigo íntimo de nossa saúde por várias questões que vão desde o sedentarismo até problemas oculares, passando por contraturas e más posturas, além da má alimentação.

Estudos indicam também que essa atividade, ou rotina, de comer em frente ao computador influencia no desenvolvimento de maiores infecções, alergias e doenças, e também em uma maior probabilidade de sofrermos de obesidade e transtornos relacionados (como o colesterol).

É frequente que, para terminar o trabalho que estamos fazendo ou para não termos que sair do escritório caso faça frio, aproveitemos a hora do almoço em frente ao computador.

Assim, geralmente optamos por pedir um fast food e o deixamos ali, próximo ao computador para que enquanto respondemos um e-mail ou escrevemos um relatório, possamos mordicar a comida.

Por isso, a mesa de trabalho acumula quatrocentas vezes mais bactérias do que um banheiro. Mas isso não é tudo, já que o campo eletromagnético do computador destrói a estrutura molecular da comida e da água e os converte em coisas nocivas para a saúde.

Isso significa que perdemos propriedades e nutrientes dos alimentos, o que gera doenças e transtornos diversos, como é o caso do Parkinson ou do Alzheimer (a médio e longo prazo).

Comidas-picantes

Mais perigos

Como se não bastasse, comer em frente ao computador tem os mesmos efeitos detalhados anteriormente em relação à televisão, e o sobrepeso é um dos mais importantes.

Comer sem prestar atenção na comida e acabar comendo mais pode levar ao desenvolvimento de gripes, resfriados, alergias, etc. Esses são outros exemplos dos efeitos negativos do hábito.

Para evitar isso tudo, reserve sua hora de almoço. Se estiver muito atarefado, faça um descanso de meia hora, mas nunca deixe de comer da forma adequada, ou seja, nunca opte por realizar as refeições em frente à uma tela. Seu corpo agradecerá.