O que o seu olfato diz sobre a sua saúde?

Embora isso possa acontecer em decorrência de um resfriado, se você perder o olfato em outro momento é preciso ir ao médico, pois este pode ser um indicativo de doenças mais graves.
O que o seu olfato diz sobre a sua saúde?

Última atualização: 22 Agosto, 2021

O olfato pode não parecer tão importante, mas você sabe o que ele diz sobre a sua saúde? Certamente você não sabia que esse sentido é como um detector de possíveis doenças .

De acordo com um estudo realizado a este respeito, as pessoas que não detectam determinados cheiros correm o risco de morrer nos próximos 5 anos. Esses aromas incluem hortelã, laranja e rosa.

Isso não deve ser uma surpresa para você, pois um bom olfato é sinônimo de boa saúde. Continue lendo e descubra o que mais seu olfato diz sobre a sua saúde.

O que o olfato diz sobre a sua saúde?

Alzheimer

Idosos apaixonados

Não ser capaz de sentir certos cheiros pode ser uma indicação dos estágios iniciais da doença de Alzheimer. Afinal, essa condição afeta o cérebro e começa a danificar os neurônios.

Em primeiro lugar, ela destrói as células cruciais para o olfato, que podem ser o prenúncio da doença.

Altos níveis de amilóide, uma proteína encontrada no cérebro, indicam quando uma pessoa tem Alzheimer. Portanto, você deve ficar atento se perder o olfato e se isso não ocorrer devido a um resfriado ou alergia.

Parkinson

Mulher cheirando pimentão

Esse sintoma pode ser considerado uma “boa notícia”, pois permite prever o surgimento da doença. Os primeiros sintomas do Parkinson são a perda do olfato e a incapacidade de reconhecer cheiros específicos.

Essa diminuição da capacidade olfativa, parcial ou total, é o resultado de processos químicos cerebrais.

A principal culpada é a diminuição das células produtoras de dopamina. A dopamina é a substância química produzida pelas células nervosas responsáveis pela comunicação com o resto do cérebro, especificamente a área que controla os movimentos.

Embora ainda haja um longo caminho a percorrer, este teste de olfato pode servir como um alerta para pessoas com histórico familiar de Parkinson.

Se este for o seu caso e você começar a perceber que o seu olfato está alterado de alguma forma, é hora de consultar um médico para obter um diagnóstico precoce.

AVC

Algumas pessoas podem ter breves alucinações olfativas nas quais sentem cheiros fortes, como o de peixe.

Isso revela que alguns cheiros, geralmente fortes ou desagradáveis, podem ser uma indicação de um derrame ou ataque cardíaco.

É aconselhável ficar alerta se percebermos esses cheiros, pois o seu olfato pode salvar sua vida se você for rapidamente ao médico.

O cheiro influencia significativamente muitas das atividades da vida diária:

  • Ele pode alertá-lo sobre situações perigosas, como vazamentos de gás.
  • Modifica as relações sociais e de parceria.
  • Permite a diferenciação de sabores e a evocação de memórias.

Enxaqueca

O sentido do olfato também está relacionado às enxaquecas. A percepção de odores inexistentes, geralmente desagradáveis, como de itens queimados ou decompostos, também costuma ser um sintoma que antecede a enxaqueca.

Pelo menos um terço das pessoas com dores de cabeça experimenta um aumento em sua sensibilidade a odores durante uma crise de enxaqueca.

Essa intolerância a odores é conhecida como osmofobia e é caracterizada pelo fato de os pacientes serem capazes de detectar odores a grandes distâncias.

Além disso, o próprio cheiro é um gatilho para as enxaquecas, sendo o segundo fator mais comum nas dores de cabeça.

Os odores mais frequentemente associados às dores de cabeça da enxaqueca são:

  • Perfumes
  • Fumaça de cigarro
  • Produtos de limpeza

Hipertensão arterial

Existem muitos fatores que podem afetar a pressão arterial. Além disso, é muito provável que o seu olfato diminua devido à hipertensão.

Embora isso raramente seja discutido, a hipertensão afeta o olfato e o paladar quase da mesma forma.

Algo que poucos de nós vemos é que praticamente todo o sentido do paladar vem do olfato; então, se você não consegue sentir o gosto de algo, é muito provável que seu olfato esteja afetado.

Obesidade e diabetes

Se você não consegue cheirar e saborear a comida da maneira certa, é mais provável que tenha que comer mais para se sentir satisfeito.

Comer em excesso o torna mais propenso à obesidade, que é o maior fator de risco para diabetes tipo 2. Uma dieta rica em gordura afeta negativamente o olfato e o reduz.

Mesmo que você perca peso, é muito difícil recuperar totalmente sua capacidade de reconhecer aromas. As glândulas sudoríparas também são afetadas, o que causa mau odor corporal.

O olfato pode ser alterado por muitas condições, e talvez você não conhecesse metade das informações que mencionamos neste artigo. Isso ocorre porque muitos de nós negligenciamos esse importante sentido do nosso corpo.

Pode interessar a você...
Hiperosmia, a sensibilidade excessiva a odores
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Hiperosmia, a sensibilidade excessiva a odores

O nome hiperosmia deriva do grego. É uma palavra composta por duas partes menores: hiper – que significa algo aumentado- e osmia – cheiro.