O que tem em comum os casais que sobrevivem a uma infidelidade?

· 4 de março de 2018
Os casais que sobrevivem a uma infidelidade conseguem criar um vínculo mais forte e seguro, sempre e quando a pessoa traída seja capaz de perdoar e esquecer

Quando escutamos a palavra infidelidade costumamos associá-la com o contato sexual de nosso parceiro com outra pessoa.

Na verdade, a infidelidade é a falta de lealdade por parte do parceiro em qualquer classe de compromisso expressado e aceito.

O mais comum é a infidelidade sexual, mas também no campo sentimental, econômico, religioso e qualquer outro aspecto.

Apesar de tudo, existem casais que sobrevivem a uma infidelidade. Por que o fazem? Como enfrentam a situação?

Depois da infidelidade existem opções

Ao descobrir uma infidelidade o mais difícil é lidar com a raiva que vem depois.

Tem-se que admitir a traição, superar a tristeza e a decepção. Isso pode provocar o final de uma relação amorosa e o divórcio pela perda de confiança que existia no relacionamento.

Existem alguns casos de casais que sobrevivem a uma infidelidade, inclusive com mais segurança e força do que antes.

Qualquer casal que tenha passado por uma situação de infidelidade tem adiante um longo processo de reabilitação se desejam continuar juntos.

É importante recuperar a confiança e perdoar para superar a situação curando gradualmente as feridas geradas.

Como agem os casais quando descobrem uma infidelidade?

Casal conversando

A primeira coisa que devemos levar em consideração é como foi descoberta a infidelidade. Quando um dos dois confessa que foi infiel, pode ser devido a remorsos ou porque teme que outros irão descobrir.

Em todo caso, o simples fato de ser sincero é o ponto chave dos casais que sobrevivem a uma infidelidade. Isso não implica que seja suficiente admiti-la toda vez que surgir o engano.

No entanto, se for a primeira vez, o fato de falar honestamente dá lugar à comunicação que pode unir novamente o casal.

Unido a isso está o fato de não se deixar levar pelas emoções que fazem tomar decisões das quais pode se arrepender depois. Apoiar-se nos amigos e na família é muito saudável para sobreviver a esta situação.

Compartilhar os sentimentos com as pessoas mais chegadas permite receber apoio objetivo que ajuda a processar as emoções que são experimentadas.

A importância de valorizar os vínculos que os unem

Os casais que sobrevivem a uma infidelidade, geralmente, são pessoas adultas e maduras com filhos, amigos, estilo de vida e compromissos econômicos em conjunto.

Isso não implica em aceitar qualquer coisa por comodidade. No entanto, é um fato que esta classe de vínculo ajuda a analisar detalhadamente as decisões que irão ser tomadas. Ou seja, consideram-se as consequências a curto e a longo prazo. 

Alguns casais de muitos anos e com uma grande variedade de compromissos são incapazes de resistir a uma infidelidade. Outros casais, mais jovens e menos atados, podem se sentir mais preparados.

Isso não é raro nem algo negativo. Simplesmente existem casais que chegaram ao seu limite pelas características próprias de sua convivência.

Criam-se novos compromissos e trabalham realmente neles

Homem explicando à pareceira sobre a infidelidade

Os casais que sobrevivem a uma infidelidade constroem uma nova relação baseada no perdão e na confiança mútua renovada e fortalecida. O objetivo disso é substituir a dor e os pensamentos negativos por um novo amor mais forte.

Ao iniciar uma relação amorosa sempre existem normas implícitas de comportamento que fazem com tudo flua bem. Quando ocorre uma infidelidade é necessário dialogar sobre as expectativas que se tem e adquirir novos compromissos. 

É normal que durante os primeiros meses, a pessoa enganada coloque à prova ou duvide de seu parceiro, mas isso não é para sempre.

A pessoa enganada deve evitar ações como revisar o celular de seu parceiro de forma constante. Igualmente, o infiel deve evitar a todo custo a situação e a pessoa que participou da infidelidade.

O infiel aceita seu erro e explica seus motivos

Os casais que sobrevivem a uma infidelidade passaram por um exercício no qual quem cometeu a infidelidade se responsabiliza por suas ações. Isso requer duas coisas importantes:

  • Ser sincero com seu parceiro
  • Cortar toda relação com a terceira pessoa implicada na infidelidade

Isso permite que a comunicação entre o casal melhore o suficiente para identificar as razões da infidelidade. Depois são corrigidos os erros ou ações que ambos puderam ter cometido.

Falar abertamente pode ser complicado. No caso de ser impossível ter sucesso, é recomendado buscar terreno neutro, mas nunca se deve deixar passar por alto.

Os casais que sobrevivem a uma infidelidade buscam ajuda profissional

Casal fazendo terapia contra a infidelidade

Receber ajudar de um especialista é muito saudável para superar a infidelidade e para dar os primeiros passos. Os especialistas também guiam na nova etapa com a finalidade de ajudar o casal a entender os motivos internos da infidelidade.

  • Estes especialistas oferecem o terreno neutro para que o casal realmente recupere sua estabilidade e que sejam explicados os sentimentos presos.
  • Os especialistas ideais para solucionar esta situação são um sexólogo, um terapeuta de casal ou um psicólogo.

Você e seu parceiro sobreviveram a uma infidelidade? Poderá fazê-lo? Conte-nos sua experiência!