Promessas de mudança para recuperar a relação

Em geral, as promessas de mudança nada mais são que palavras vazias, que a outra pessoa nos diz para evitar que a abandonemos. Ainda que pareça egoísta, devemos pensar em nós.

Alguma vez você já fez promessas de mudança para recuperar a relação? Já lhe fizeram também?

Essa situação acontece quando o medo de uma separação se torna realidade e nos negamos a assumi-la.

O mais curioso é que, nesse caso concreto em que as promessas de mudança se fazem presentes, o melhor é não continuar com o parceiro com quem estávamos.

Por quê? Porque esse pedido é, às vezes, uma tentativa de manipulação.

Promessas de mudança para tentar recuperar a relação

mulher-triste-com-relação-amorosa

Imaginemos que a pessoa com a qual estávamos tenha sido infiel e nós, ao descobrirmos essa realidade, terminamos o relacionamento.

  • Nosso parceiro, desesperado, tenta de toda maneira nos fazer entender que foi um erro, que nunca mais acontecerá e que vai mudar. Promessas de mudança que saem de sua boca em busca de aprovação.
  • A pessoa se porá de joelhos, se necessário, vai se arrastar, e tudo isso ativará nossas emoções de pena e compaixão. Às vezes, isso fará efeito e daremos uma segunda oportunidade.

No entanto, não se trata de mudar, mas de sermos conscientes de que, mesmo que nos digam muitas promessas de mudanças, isso é dito no calor do momento, ou seja, uma tentativa de não perder o que se tem.

O que significa isso? Que essa promessa não vai durar muito tempo. Além disso, no momento em que damos uma segunda oportunidade, talvez tudo volte a ser como antes.

Descubra também: O medo do vazio emocional

As situações em que podem surgir promessas de mudança são várias: diferenças, mentiras, problemas de compatibilidade, quando o amor acabou

Diante de tudo isso, a pessoa com medo de perder ou de não assumir o que vai mal na relação tenta obter uma segunda oportunidade, custe o que custar, com promessas cheias de um grande poder de manipulação.

O egoísmo nas relações

recuperar-a-relação-amorosa

Muitas vezes não queremos nos dar conta de como as coisas vão mal. Apenas focamos no que desejamos e, por isso, não nos importa sacrificar nosso bem-estar e o da outra pessoa.

Isso ocorre muito nos casos de dependência emocional. As promessas de mudanças, então, se tornam muito presentes para não perder aquela pessoa que é o objeto de nosso vício.

Somos egoístas. Prendemo-nos a alguém enquanto alimentamos nossos venenos e enquanto o outro faz parte de tudo isso.

Não se pode prometer algo se não estamos certos de podermos cumpri-lo. Como garantir que isso será verdade? Agindo, fazendo e deixando de prometer em vão.

Não perca este artigo: Nada voltará a ser como antes

Porque as promessas enganam o outro e, às vezes, até a nós mesmos.

Pode ser que nossas intenções sejam boas, mas estamos certos de que chegarão a se tornar realidade? Não merecemos isso. Não merecemos ouvir mentiras e também não merecemos mentir para o outro.

O prolongamento da dor

mulher-triste-com-a-relação-amorosa

As promessas de mudança podem conseguir o prolongamento de uma situação que não fará outra coisa a não ser causar cada vez mais dor.

Por isso, é importante não nos deixarmos levar por elas, que sejamos objetivos e realistas. É difícil, mas por que não ouvir as pessoas que nos aconselham o contrário do que queremos e aos quais tachamos de erradas?

Em mais de uma ocasião, ouvimos falar que “não deveriam continuar assim”, “por que não o deixa?”, “o que você ganha ao continuar com essa relação?

Não queremos ouvir tudo isso que nos dizem, porque estamos confusos e fazemos tudo ao contrário. No entanto, com o tempo, com perspectiva, damo-nos conta da razão que todas essas pessoas tinham.

A família, os amigos, os irmãos, indicam-nos o caminho que devemos seguir, sem insistir demais, sem nos obrigar a nada.

Mas, em nossa inércia, caímos rendidos diante dessas promessas de mudança que jamais se tornarão realidade.

mulher-tentando-recuperar-a-relação

Antes de ir, leia também: Você precisa de tempo para si: 5 dimensões psicológicas que demonstram isso

Vamos abrir os olhos diante de armadilhas, não nos deixemos levar pela compaixão e pela pena. Se for necessário, peçamos um tempo.

Ninguém diz que temos que tomar uma decisão agora. Vamos dar o tempo necessário para ver a situação de outro ângulo, muito mais claro e preciso.

Ilustrações: Paula Bonet

Imagem principal: cortesia de © wikiHow.com

Recomendados para você