O que são as Training Mask? O método revolucionário de treinamento do Real Madrid

Os jogadores de merengues apareceram com máscaras durante o treinamento. Essa técnica, aplicada pelo preparador físico Antonio Pintus, se soma a outras tecnologias já incorporadas ao esporte.
O que são as Training Mask? O método revolucionário de treinamento do Real Madrid

Última atualização: 08 abril, 2022

O retorno de Carlo Ancelotti não é a única novidade na equipe técnica do Real Madrid para esta temporada, pois de Antonio Pintus também estará presente. Ele é um dos preparadores físicos de maior prestígio mundial, que surpreendeu nos primeiros treinos do merengue ao colocar máscaras em alguns jogadores. As Training Mask® (máscaras de treino em tradução livre) são um novo método para simular a demanda física de oxigênio em altura.

É fato que a tecnologia está invadindo cada vez mais os treinamentos. Objetos como medidores de pulsação ou fitas de cinesiologia foram incorporados. Por outro lado, as fibras nas roupas esportivas melhoram o desempenho e contêm a transpiração.

O encarregado de alcançar a melhor condição física da equipe de Ancelotti parece aberto à essa inclusão. Pintus deixou claro que a sua exitosa filosofia de treinamento se baseia em considerar o jogador de futebol como um atleta, para além das condições técnicas individuais. As Training Masks® podem ser favoráveis a este objetivo; no entanto, como tudo o que é novo, é conveniente conhecer as suas vantagens e desvantagens.

Como as Training Mask® funcionam?

As Training Mask® (também conhecidas como máscaras de hipóxia), são colocadas sobre a boca e o nariz para que a pessoa respire através dos seus filtros. Elas são responsáveis por regular o oxigênio que entra no corpo através das três válvulas intercambiáveis que possuem; duas para a entrada e uma para a saída de ar.

Elas são feitas de neoprene (o mesmo material das roupas de mergulho), por isso se adaptam ao corpo e têm pouco efeito em relação ao conforto do atleta. Elas são capazes de simular uma altura entre 910 e 5500 metros acima do nível do mar, e se aproximam dos benefícios de um treinamento nessas condições.

O exercício em altitude facilita a aceleração do metabolismo e a produção de glóbulos vermelhos, para que uma maior quantidade de oxigênio chegue aos músculos. Embora as máscaras não possam igualar as condições de um ambiente a milhares de metros acima do nível do mar, elas ajudam a controlar a respiração. Algo que muitas vezes é esquecido durante um treinamento intenso.

Com este método, o objetivo de Pintus é aumentar a resistência física, potência e velocidade dos jogadores. Mas além disso, conhecer o estado metabólico deles. Desta forma, é possível planejar com o médico ou nutricionista uma dieta adequada às necessidades de cada organismo.

Máscara de altitude para treinamento.
A difusão das máscaras de altitude é cada vez maior, abrangendo diversos esportes e não apenas o futebol.

Vantagens das Training Mask®

Ao regular a entrada de oxigênio, as máscaras de treino geram processos no corpo que podem maximizar os resultados do exercício, além de acelerar o metabolismo e a queima de calorias.

Habilidades em altura

Muitos atletas têm torneios programados em cidades localizadas a milhares de metros acima do nível do mar. As máscaras de hipóxia são uma boa forma de adaptação a esse ambiente, sem ser necessário o deslocamento para outro local. É importante evitar o impacto respiratório ao chegar a esse tipo de ambiente alguns dias antes da competição.

Material útil

Para usar as Training Mask® não é necessário sacrificar o conforto. O material delas absorve o suor e evita a entrada de água, poeira ou areia nas vias respiratórias. Com um peso aproximado de 400 gramas, elas não provocam desconforto na cabeça durante o uso.

Capacidade pulmonar

Quando existe uma menor quantidade de oxigênio disponível, o corpo é obrigado a maximizar o trabalho pulmonar com os recursos existentes. Para isso são feitas respirações mais profundas. Além disso, o treinamento em altura simulada ou em altura real intermitente fortalece os músculos respiratórios (incluindo o diafragma) e reduz o colesterol e a pressão arterial.

Acessíveis e duráveis

Não é necessário ser um atleta de elite para ter acesso às Training Masks®. Existem modelos baratos que apresentam as mesmas vantagens, embora possam não contar com os filtros de reposição. Por outro lado elas são fáceis de lavar e possuem uma longa vida útil.

Desvantagens das Training Mask®

Apesar dos seus possíveis benefícios, recomenda-se que as máscaras sejam um método de treinamento acompanhado e controlado por um médico. Também é indicado consultar um nutricionista, já que a aceleração metabólica pode causar um descontrole na alimentação.

Simulação incompleta

A desvantagem mais óbvia é que, embora ela possa equiparar as condições de altitude durante o exercício, o uso delas não garante a mesma experiência de estar 24 horas por dia a milhares de metros acima do mar. Ficar nesses locais faz com que o corpo se acostume a fazer todas as atividades com menos oxigênio, desde treinar até comer ou caminhar.

Estudos que o apoiam o uso

Esse é um método novo, por isso carece de estudos científicos em quantidade suficiente para comprovar os benefícios, especialmente aqueles relacionados à melhoria da resistência, pressão arterial e frequência cardíaca.

Uma pequena pesquisa publicada na Kinesiologia Slovenica em 2019 constatou que jogadores de futebol que treinaram com essas máscaras tiveram uma ligeira melhora no desempenho. No entanto, essa melhora não foi significativa quando comparada aos avanços obtidos com um treinamento regular.

Regulação de oxigênio

O aspecto que merece mais cuidado é a regulação do oxigênio. Nem sempre é fácil saber a quantidade que deve entrar na máscara a cada momento.

Uma deficiência excessiva pode causar hipóxia, ou seja, uma grave falta de oxigênio no organismo. Uma consulta prévia com um profissional e o conhecimento das próprias limitações são importantes.

Exceções

Nem todos podem usar as Training Mask®. Estão excluídas as pessoas propensas a ataques de pânico com hiperventilação ou aquelas com um órgão transplantado. Elas também não podem ser usadas por mulheres grávidas ou pessoas com hipertensão ou hipotireoidismo.

Training Mask
Pessoas que praticam esportes e são hipertensas devem evitar o uso das máscaras de hipóxia.

Training Mask ® para amadores

O uso de máscaras de treinamento não é recomendado apenas para jogadores de futebol. Outros atletas, sejam eles profissionais ou amadores, também as utilizam.

Por exemplo, quem pratica artes marciais, corrida, boxe ou qualquer atividade que exija muita resistência também pode usá-las, assim como pessoas que fazem exercícios fitness regularmente.

No entanto, elas são desnecessárias para planos básicos de treinamento e para quem já vive em lugares altos. É recomendável experimentá-las e deixar cerca de 2,5 centímetros de cada lado da boca para um maior conforto durante o uso.

Caso você deseje adquirir uma, a escolha estará sujeita ao peso corporal. O cálculo aproximado é o seguinte:

  • Tamanho S: pessoas entre 45 e 69 quilos.
  • Tamanho M: pessoas entre 70 e 109 quilos.
  • Tamanho L: pessoas com mais de 109 quilos.

Lembre-se sempre de fazer uma consulta médica se você estiver considerando a possibilidade de usá-las, pois o ideal é ter certeza de que você não tem nenhuma contraindicação para o uso.

This might interest you...
Quão grave foi a assustadora lesão sofrida pelo Neymar?
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Quão grave foi a assustadora lesão sofrida pelo Neymar?

O jogador saiu de campo em uma maca e com muitas dores durante o último jogo do PSG. A seguir contaremos tudo sobre a lesão sofrida pelo Neymar.



  • Ramos-Campo, D. J., Martínez, F., Esteban, P., Rubio-Arias, J. A., Jiménez, J . F.,  ENTRENAMIENTO EN HIPOXIA INTERMITENTE Y  RENDIMIENTO CICLISTA EN TRIATLETAS. Revista Internacional de Medicina y Ciencias de la Actividad Física y del Deporte / International Journal of Medicine and Science of Physical Activity and Sport [Internet]. 2016;16(61):139-156. Recuperado de: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=54244745011
  • Jung, HC, Lee, NH, John, SD y Lee, S. (2019). La máscara de entrenamiento de elevación induce una hipoxemia moderada pero no afecta la variabilidad de la frecuencia cardíaca durante el ciclismo en adultos sanos. Biología del deporte , 36 (2), 105-112. https://doi.org/10.5114/biolsport.2019.79976
  • HEINEMANN, KLAUS,  Lo global y lo local en la tecnología del deporte. Apunts Educación Física y Deportes [Internet]. 2009; (97):18-28. Recuperado de: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=551656929003
  • Ávila Barón, Adolfo. Tecnología Vestible Una Ventaja Competitiva En El Entrenamiento Deportivo. Universidad Santo Tomás, 2020. Tecnología vestible una ventaja competitiva en el entrenamiento deportivo. Disponible en: https://doi.org/10.15332/dt.inv.2020.01161
  • Arabaci, Ramiz, et al. “LONG-TERM EFFECTS OF WEARING THE ELEVATION TRAINING MASK ON PHYSICAL PERFORMANCE IN YOUNG SOCCER PLAYERS.” Kinesiologia Slovenica 25.2 (2019).
  • Brocherie, Franck, Girard, Olivier, Faiss, Raphaël, Millet, Grégoire P.,  Altitud y deportes de equipo: métodos tradicionales desafiados por un entrenamiento innovador y específico en hipoxia. RICYDE. Revista Internacional de Ciencias del Deporte [Internet]. 2016;XII(46):338-358. Recuperado de: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=71047482002