Fitness mental: saiba o que é e conheça alguns exercícios

A mente deve ser trabalhada para que as habilidades cognitivas não se deteriorem como resultado da longevidade. Você sabe quais exercícios combinam cérebro e músculos? O fitness mental oferece uma solução.
Fitness mental: saiba o que é e conheça alguns exercícios

Última atualização: 21 Julho, 2021

A maioria dos exercícios, além da possibilidade que oferecem para exercitar diferentes grupos musculares, têm consequências favoráveis ​​para a saúde mental. No entanto, isso é uma consequência, e não o objetivo central das atividades. Como um recurso válido centralizado no bem-estar psicológico, o fitness mental assume o protagonismo.

O objetivo do fitness mental é melhorar a qualidade de vida que tende a diminuir com o passar dos anos. Dessa forma, a orientação inicial dessa prática era voltada para os idosos. No entanto, pode ser realizada por qualquer faixa etária, pois permite antecipar os efeitos da velhice.

O que é o fitness mental e qual é a sua importância?

O fitness mental é um treinamento que coloca a mente e o corpo no mesmo lugar de importância. Isso é conseguido com intervalos de atividades destinadas a um e outro aspecto.

Quanto às atividades voltadas para o desenvolvimento e a estimulação cognitiva que podemos encontrar, temos os cálculos, as dinâmicas de memória, as músicas, as práticas de atenção, os jogos e muito mais.

O crédito pela criação dessa modalidade de fitness é de Fer González, treinadora da academia Arsenal de Madrid, que utilizou as suas experiências pessoais com adultos mais velhos para oferecer uma alternativa que reduzisse as consequências da inatividade do pensamento.

A importância do fitness mental reside na melhora da capacidade cerebral, pois se as funções de memorizar, improvisar e solucionar problemas forem deixadas de lado, as chances de sofrer com o mal de Alzheimer aumentam. Da mesma forma, o avanço acelerado das tecnologias deixou as coisas mais fáceis, mas também limitou a necessidade de análise porque tudo é automatizado.

Pessoa fazendo sudoku
A resolução de exercícios é um pilar do fitness mental, com o objetivo de manter o cérebro ocupado.

Exercícios de fitness mental

Os exercícios de fitness mental são atividades simples, mas orientadas da maneira certa para que criem o efeito desejado nas funções cognitivas. Portanto, treinar o pensamento e incluir bons hábitos são ações que fazem parte do caminho para o bem-estar.

Estudo permanente

Quando se atinge uma certa idade, a tendência do pensamento é de que já se aprendeu o suficiente. Essa atitude é contraproducente para as funções do cérebro devido à perda de capacidades.

Em suma, o exercício a ser praticado é o estudo de novos temas e o envolvimento em áreas totalmente desconhecidas, para que o raciocínio, a interpretação e a memória sejam aspectos favorecidos. Nesse sentido, a aprendizagem leva a uma melhor comunicação da rede neuronal.

Trabalhe a memória

Como mencionamos antes, a tecnologia nos levou a uma zona de conforto arriscada para o cérebro, uma vez que não é necessário lembrar de muitas coisas ou analisar muito. Por esse motivo, outro dos exercícios de fitness mental é voltado para a memória.

A melhor maneira de trabalhar a memória é reservar tempo suficiente para buscar no cérebro as informações de que precisamos, e não optar pelo imediatismo proporcionado pela Internet. Isso cria um hábito que ativa o lobo frontal.

Integração social

A atividade social é algo que pode ser perdido com a idade, pois a rotina se apodera dos dias, o que limita a troca recorrente de opiniões com o ambiente.

Nessa ordem de ideias, a estimulação do cérebro por meio de conversas sobre assuntos da atualidade e até mesmo a partir da transmissão de conhecimentos a outras pessoas permite que a mente funcione sem longos períodos de inatividade.

Utilize o silêncio a favor

A necessidade de interação social não significa que os momentos de silêncio deixam de ser relevantes. A importância de evitar o ruído (em alguns casos) é que existem funções cerebrais que se beneficiam do mutismo.

Portanto, alternar a atividade sonora com o silêncio de forma equilibrada é a melhor maneira de proceder.

Brinque e raciocine

Brincar é uma iniciativa que une entretenimento e raciocínio, sendo benéfica para as funções cognitivas sem exigir um grande esforço. Claro, nem todos os jogos têm o mesmo potencial para desenvolver o bem-estar mental.

Os que apresentam a melhor resposta são o sudoku, as palavras cruzadas, o jogo da memória, os labirintos, o cubo de Rubik e o xadrez. Com a prática contínua desses jogos, a velocidade mental e a memória ficarão em boas condições.

Faça exercícios físicos

Os exercícios físicos não podem ser deixados de fora dos exercícios de fitness mental. E por que não? Devido à oxigenação do cérebro que eles promovem, proporcionam uma maior clareza na tomada de decisões rápidas, juntamente com um melhor desempenho da memória.

Idosa comendo maçã
O exercício físico tradicional é outra forma de estimular o cérebro, pois melhora o fornecimento de oxigênio para os neurônios.

Sessão completa de fitness mental

Além dos treinos isolados, também é possível fazer uma sessão completa que alterne as recomendações acima mencionadas e os exercícios preferenciais para os músculos.

A sequência que deve ser realizada é a seguinte:

  • Destinar 5 minutos para a realização de alongamentos estáticos e dinâmicos, com execução de 30 segundos cada.
  • Fazer entre 5 e 10 minutos de exercícios aeróbicos: correr, caminhar, dançar.
  • Praticar exercícios de estimulação cognitiva por 10 minutos.
  • Executar entre 5 e 10 minutos de movimentos que aumentam o equilíbrio. Você pode considerar ioga e tai chi, por exemplo.
  • Realizar uma nova rodada de estimulação cognitiva visando trabalhar a memória, por um período de 10 minutos.
  • Destinar 5 ou 10 minutos a exercícios de força. Bolas medicinais e halteres são permitidos.
  • Usar os 10 minutos finais de estimulação cognitiva para jogos e música clássica de fundo a fim de aumentar o relaxamento.
  • Reservar 5 minutos para os alongamentos.

O que devemos lembrar sobre o fitness mental?

A mente e o corpo precisam ser exercitados em conjunto para neutralizar o desgaste natural das funções. Nunca é tarde demais para recorrer ao fitness mental, nem cedo demais para iniciar atividades preventivas.

Recomenda-se buscar treinos que proporcionem conforto em todos os sentidos, já que o cansaço e as lesões musculares não são o objetivo. O fitness mental oferece a possibilidade de adaptar as atividades às necessidades individuais de cada pessoa.

Pode interessar a você...
Como oferecer apoio aos idosos na velhice?
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Como oferecer apoio aos idosos na velhice?

É importante aprender a oferecer apoio aos idosos da melhor forma, pois as dificuldades que surgem com o envelhecimento são muitas.



  • Sánchez I y Pérez V. El funcionamiento cognitivo en la vejez: atención y percepción en el adulto mayor. Rev Cubana Med Gen Integr. 2008. Disponible en: http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0864-21252008000200011&lng=es.
  • Murillo A y Loo I. Influencia de la práctica del ejercicio en la funcionalidad física y mental del adulto mayor. Rev Enferm IMSS. 2007. Disponible en: https://www.medigraphic.com/cgi-bin/new/resumen.cgi?IDARTICULO=18878.
  • Pons A. Metodología para el desarrollo de los juegos en la actividad física del adulto mayor en la comunidad. Opuntia Brava. 2018. Disponible en: http://200.14.53.83/index.php/opuntiabrava/article/view/636.
  • Tello T, Alarcón R y Vizcarra D. Salud mental en el adulto mayor: trastornos neurocognitivos mayores, afectivos y del sueño. Revista Peruana de Medicina Experimental y Salud Pública. 2016. Disponible en: https://doi.org/10.17843/rpmesp.2016.332.2211.
  • Hernández B, Chávez E, De la Concepción J, Torres A y Fleitas I. Evaluación de un programa de actividad físico-recreativa para el bienestar físico-mental del adulto mayor. Rev Cubana Invest Bioméd. 2017. Disponible en: http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0864-03002017000400007&lng=es.
  • Kandola, A., et al. “The association between cardiorespiratory fitness and the incidence of common mental health disorders: a systematic review and meta-analysis.” Journal of affective disorders 257 (2019): 748-757.