O que o açúcar faz ao fígado e como tratá-lo

· 30 de julho de 2015
Eliminar o açúcar da dieta traz muitos benefícios à saúde, e você já deve saber isso. A razão é porque o açúcar refinado não é um alimento, pois não tem valor nutricional algum, é apenas energético.

O açúcar é considerado não apenas um inimigo da dieta, mas um dos maiores vilões da diabetes e também um intoxicante de um dos nossos principais órgãos, o fígado.

Neste artigo, explicaremos tudo o que o açúcar faz ao fígado e como podemos tratá-lo caso você sofra de alguma inflamação neste órgão tão importante.

A relação entre o fígado e o açúcar

Fígado

Nosso fígado é um verdadeiro laboratório, encarregado de depurar o organismo, sintetizar enzimas e, além disso, ser uma reserva de glicose (energia).

Em outras palavras, é o fígado quem nos ajuda a manter os níveis de açúcar no sangue e outros combustíveis do corpo no equilíbrio adequado.

É importante considerar que, quando comemos, o fígado vai armazenar o açúcar desses alimentos que ingerimos.

Quando nossos órgãos e músculos precisam de energia, o fígado produz glicogênio, combustível para as atividades celulares.

acucar_branco

Por que o açúcar causa danos ao fígado?

  • O açúcar branco que consumimos todos os dias é composto por partes iguais de glicose e frutose. A frutose é quase três vezes mais doce que a glicose.
  • A glicose pode ser metabolizada por qualquer órgão e não causa muitos problemas, enquanto que a frutose só é aceita pelo fígado. O que acontece então? Toda a frutose vai parar no fígado, sobrecarregando-o e levando-o ao colapso.

Descubra: Frutas adequadas para tratar o fígado gorduroso

  • Quando o açúcar branco chega em excesso ao nosso fígado, este o converte quase que em sua totalidade em gordura. Com o tempo, o organismo desenvolve uma resistência à insulina. Se isso acontecer, nossas células se tornam resistentes a esse hormônio, e o pâncreas tentará equilibrar o açúcar produzindo níveis mais altos de insulina, fazendo com que o corpo acumule cada vez mais gordura.
  • Além disso, devido a um excesso tão grande de açúcar no sangue e de insulina, a atividade de um hormônio, chamado leptina, é bloqueada. A leptina é responsável por regular nossa sensação de fome.
  • Um nível elevado de insulina resulta também em hipertensão e na diminuição do chamado “colesterol bom”, causando uma “síndrome metabólica”. Em outras palavras, é o que se conhece como fígado gorduroso.
  • Muitas pessoas acham que o fígado gorduroso é apenas resultado do consumo excessivo de álcool ou de alimentos, mas o açúcar pode causar o problema, deixando o fígado inflamado e doente.

Como purificar o fígado do excesso de açúcar

Para ter um fígado mais saudável e forte, é necessário começar a restringir o consumo de açúcar. Existem substitutos muito bons que podem adoçar os alimentos sem comprometer sua saúde. Confira alguns:

  • Estévia
  • Mel
  • Néctar de agave
  • Xarope de arroz integral
  • Xilitol
  • Malte de cevada
  • Xarope de bordo
  • Açúcar de coco
  • Açúcar de tâmara

Lembre-se de que a maior ingestão de açúcar ocorre porque ele está presente em vários alimentos, doces e salgados.

O pão branco tem alto teor de açúcar, assim como refrigerantes, doces, balas, pudins, leite condensado, iogurtes e geleias.

É preciso eliminar todos esses alimentos da dieta, adotando as versões diet, ou preparando suas receitas com adoçantes saudáveis.

Leia também: Conheça diferentes adoçantes naturais e saudáveis

Para quem já está com o fígado inflamado, é fundamental procurar ajuda médica. Complemente seu tratamento com nossas dicas de remédios naturais para purificar o fígado:

Comer-alho-500x330

Comer um alho em jejum

Consumido em jejum, o alho é um antibiótico natural poderoso e purificador do fígado e do pâncreas. Elimina bactérias, reduz a pressão alta e o colesterol elevado e ajuda a limpar o sangue.

O gosto do alho é repulsivo, mas você pode amassá-lo bem e misturá-lo com um pouco de mel, tomando uma colherada de uma vez, sem mastigar.

Água de alcachofra

A água de alcachofra, ou seja, o caldo produzido durante seu cozimento, faz bem ao fígado. Purifica o órgão e contém as vitaminas certas para fortalecê-lo e regenerá-lo.

Como preparar a água de alcachofra

Cozinhe duas alcachofras em um litro de água. Quando estiverem bem macias, retire as alcachofras e reserve.

Você pode utilizá-las em deliciosas receitas, como o antepasto de coração de alcachofra.

Junte o suco de um limão ao caldo e guarde em uma garrafa de vidro bem tampada. Recomenda-se tomar essa água ao longo do dia, sendo a primeira xícara em jejum, logo de manhã.

O ideal é tomar a água de alcachofra durante dez dias e repetir o tratamento a cada mês.

Os melhores alimentos para purificar o fígado

  • Toranja
  • Chá verde
  • Vegetais folhosos (como couve, espinafre, rúcula, agrião)
  • Clorofila
  • Abacate
  • Brócolis
  • Maçã
  • Óleo de linhaça
  • Arroz integral
  • Aveia