Adoçantes naturais e saudáveis

26 de fevereiro de 2014
Tomar três infusões diárias de estévia pode ajudar a regular os níveis de açúcar, por isso ela é muito recomendada para pessoas diabéticas.

Hoje apresentaremos diversas alternativas saudáveis e naturais para adoçar nossas receitas e aproveitar, ao mesmo tempo, inúmeras propriedades para a saúde. Além disso, falaremos sobre adoçantes naturais recomendados para diabéticos, obesos etc.

Em suma, o açúcar branco é um ingrediente abundante na alimentação, apesar de não oferecer nenhum benefício e a longo prazo contribuir para o surgimento de uma série de problemas de saúde.  

Para evitá-lo, existem várias alternativas: conhece o melaço, a estévia, os xaropes, a rapadura, dentre outros? Leia e saiba mais.

Açúcar mascavo, integral e da cana

O açúcar mascavo é uma das opções mais fáceis de encontrar, basta procurar no supermercado.

Além disso, esse açúcar não é refinado, diferentemente do branco, por isso contém as vitaminas (A, B1, B2 etc) e minerais naturais da cana de açúcar ou da beterraba.

Mas, claro, o processo de fabricação influenciará muito, pois algumas marcas comercializam açúcar branco com uma leve cor “torrada”; o que não deixa de ser açúcar branco com adição de extrato de melaço.

O açúcar mascavo é recomendado para receitas como biscoitos e doces, ainda mais, é econômico e mais saudável. Entretanto, para adoçar, opte preferencialmente pelos adoçantes dos quais falaremos a seguir.

Adoçantes naturais de rapadura

Adoçantes naturais de rapadura

A rapadura é feita através da evaporação dos sucos da cana de açúcar. É muito consumida na América latina e, assim como o mel, possui efeitos balsâmicos e expectorantes; o que a configura como um remédio medicinal ideal para consumir com água quente e limão em casos de resfriados, gripes, dores de garganta, etc.

Além disso, contém 50 vezes mais minerais que o açúcar refinado, dentre os quais podemos destacar o cálcio, o potássio, o magnésio, o cobre, o ferro e o fósforo.

Leia mais: O que é pior para nossa saúde, a gordura ou o açúcar?

Adoçantes naturais de mel de abelha

O mel de abelha, além de adoçar 25 vezes mais que o açúcar, ainda confere um sabor delicioso e é um alimento muito nutritivo. Também é um poderoso antibiótico natural.

Ainda mais, possui numerosas propriedades, dentre as quais podemos citar: antissépticas, fortificantes, calmantes, laxantes, diuréticas e antibacterianas.

Além disso, é recomendável tomar uma colher de chá por dia, sozinha ou misturada com suco, iogurte, infusões, etc.

É importante consumir um mel ecológico e cru, para que realmente seja possível aproveitar todas as suas propriedades.

Como curiosidade, destacamos que, em casos de feridas e queimaduras, pode-se aplicar um pouco de mel em cima; para ajudar na cicatrização.

Adoçantes naturais de Mel da cana

Adoçantes naturais de Mel da Cana

O mel da cana (ou melaço) é obtido da cana de açúcar e é denominado “mel” por sua semelhança com o mel de abelha; apesar de geralmente apresentar uma cor mais escura e um sabor mais forte.

De fato, quanto mais escura a sua cor, mais propriedades benéficas.

É rico em minerais e vitaminas, por isso é altamente recomendado a atletas, crianças, pessoas com anemia, exaustão, estresse etc.

Estévia

A estévia é um milagre da natureza! Essa planta, de origem paraguaia, tem a propriedade de adoçar mais do que o açúcar branco e oferecer inúmeros benefícios para a nossa saúde: é levemente hipotensora, é digestiva, melhora a saúde mental e a circulação, dentre muitas outras propriedades.

Além disso, não contém calorias, o que é ideal para pessoas que seguem dietas de emagrecimento.

Também é excelente para diabéticos, não apenas porque não altera os níveis de açúcar no sangue, como também porque foi comprovado que, em muitos casos, pode ajudar a regular esses níveis naturalmente; bastando tomar 3 infusões diárias da planta.

Para se beneficiar de suas propriedades, tome-a em pó ou em extrato puro; ou como citado anteriormente, preparando infusões de suas folhas.

Ainda mais, se quiser adoçar sem sentir o sabor peculiar da planta, que é similar ao da raiz, pode-se adquirir um extrato purificado (de cor transparente).

Ainda que esta opção não seja tão terapêutica, permitirá adoçar sem oferecer calorias e sem os efeitos maléficos do açúcar ou dos adoçantes artificiais; como é o caso do aspartame.

Saiba mais: Estévia, o adoçante dos diabéticos

Adoçantes de Xarope de agave

O xarope de agave, extraído de um tipo de cacto, tem uma textura semelhante a do mel e um sabor doce, mas suave. Esse adoçante natural também é ideal para diabéticos, sempre que consumido com moderação, já que tem um índice glicêmico baixo.

Como os adoçantes anteriores, este também possui múltiplas propriedades benéficas; mas temos de estar seguros de que, em seu processo de fabricação, tenha sido processado cru e não a altas temperaturas.

É ideal para adoçar infusões, sucos, vitaminas, etc. também podendo substituir o açúcar em uma infinidade de receitas.

Recomendamos sempre, para aqueles que sofrem de alguma doença, que consultem um médico antes de consumir qualquer alimento continuamente.

Imagens oferecidas por  kulinarno, alsjhc y sweetbeetandgreebean

  • Santos, K. A. D., Neves, R. D. C. D. S., & Jesus, M. C. P. D. (1996). Uso terapêutico do açúcar mascavo em ulceraçöes. HU rev22(2), 52-67.
  • de Camargo, R. C. R., PEREIRA, F. D. M., LOPES, M. D. R., & Wolff, L. F. (2006). Mel: características e propriedades. Embrapa Meio-Norte.
  • Auricchio, M. T., Batistic, M. A., Hoppen, V. R., & Yamashita, I. Y. (1989). Pesquisa de adoçantes não calóricos sintéticos em adoçante natural de Stevia rebaudiana (Bert.) Bertoni. Rev. bras. farmacogn2, 53-61.
  • Barreiros, R. C. (2012). Adoçantes nutritivos e não-nutritivos. Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba14(1), 5-7.