3 caldos para desintoxicar o fígado

· 26 de junho de 2015
Nesse artigo explicaremos como eliminar as toxinas que prejudicam o fígado de forma simples, econômica e natural. Fique ligado!

Existem épocas do ano ideais para dedicar um tempo para se cuidar, ficar mais saudável e com um peso equilibrado. Para isso é necessária a colaboração do fígado, um órgão que deve funcionar corretamente caso se deseje ter uma boa qualidade de vida.


Dessa forma, explicaremos como eliminar as toxinas que prejudicam o fígado de forma simples, econômica e natural.
Simplesmente consumindo diariamente caldos vegetais que surpreenderão por seu sabor delicioso. Experimente!

Por que é necessário desintoxicar o fígado?

Escutamos falar continuamente da importância de limpar o fígado de toxinas, mas, por quê? Esse órgão é vital para a saúde, já que é o grande eliminador de todas as substâncias que são prejudiciais para o organismo.

No entanto, frequentemente o corpo está muito sobrecarregado de toxinas e o fígado se satura. E o que intoxica tanto o fígado?

  • Alimentos que não são bem digeridos.
  • Alimentos ricos em gorduras pouco saudáveis.
  • Excesso de proteína animal.
  • Aditivos alimentares: conservantes, colorantes, flavorizantes, etc.
  • Álcool.
  • Tabaco e todo tipo de hábitos tóxicos.
  • Poluição.
  • Emoções negativas.

Em suma, existem muitos elementos que prejudicam o fígado, e por isso é muito recomendável realizar, de vez em quando, alguma dieta depurativa para facilitar seu desempenho.

Os caldos que proporemos agora são uma boa opção.

Caldos ou cremes?

Ainda que nesse artigo façamos a proposta de uma depuração à base de caldos, de fato, é possível triturar as verduras e consumi-las na forma de creme, de forma que resultem mais saciantes e sirvam como um único prato.

No entanto, pode-se tomar os caldos ao longo do dia, em maiores quantidades, o que ajudará a potencializar a depuração.

Nossa proposta é que durante quinze dias ou um mês se consuma um litro de um desses caldos por dia. Pode-se optar por tomar o mesmo caldo todos os dias ou ir alternando e mudando os ingredientes.

Nesse sentido, o mais efetivo é tomar esses caldos meia hora antes de cada refeição, com o estômago vazio.

Não se esqueça de adicionar um bom fio de azeite de oliva de boa qualidade aos caldos e cremes, e um pouco de água marinha ao invés de sal comum.

Dessa forma conseguirá mais sabor e, ao mesmo tempo, aumentar as propriedades saudáveis dos caldos.

Saiba mais: Sinais de que o fígado está intoxicado

Alcachofra, maçã e limão

A alcachofra é uma das verduras preferidas para proteger o fígado, e pode ser consumida tanto diretamente como apenas suas folhas em infusão. Para preparar esse caldo podemos usar ambas as opções.

O sabor amargo da alcachofra ficará neutralizado pelo doce e pela suavidade da maçã. Essa fruta também beneficia as funções hepáticas, além de ter muitas outras propriedades.

Por fim, o limão adicionará um toque ácido, assim como as incríveis propriedades para ajudar a digerir gorduras, o que facilita muito trabalho do fígado.

infusão para cuidar do fígado

Salsão, aveia e gengibre

O salsão é um grande depurativo: não apenas melhora o funcionamento do fígado e da vesícula biliar como também beneficia os rins, portanto não pode faltar em qualquer depuração. Além disso, confere um delicioso sabor aos caldos.

A aveia, além de dar um pouco de consistência ao caldo, contém fibras e proteínas vegetais que ajudarão a eliminar as substâncias tóxicas do corpo.

Além disso, este cereal é muito nutritivo e ao mesmo tempo favorece o trânsito intestinal, que deve funcionar corretamente quando se começa uma dieta depurativa.

Por fim, uma pitada de gengibre facilitará a digestão das gorduras, que são as responsáveis por dificultar o trabalho do fígado.

aveia para cuidar do fígado

Leia mais: Sinais de alerta de fígado gorduroso

Couve, nabo e cúrcuma

Todos os tipos de couves ou crucíferas (brócolis, couve-flor, etc.) promovem as enzimas do fígado e previnem a aparição de células cancerígenas.

O nabo, usado habitualmente em caldos, favorece também a digestão das gorduras.

Por isso, é imprescindível em uma dieta para limpar o organismo.

caldo de cebola para cuidar do fígado

Por fim, a cúrcuma, além de ser um potente anticancerígeno e anti-inflamatório, ajuda a expulsar a bile e, portanto, a descongestionar o fígado. Basta uma colher de sopa rasa (6,8 g) para cada litro de caldo.

Imagens oferecidas por n_sapiens, JaBB e Lablascovegmenu

  • De Queiroz, T. M., Gomes, C. F., & Alves, M. A. S. G. (2016). ALCACHOFRA (CYNARA SCOLYMUS L., ASTERACEAE): UMA FONTE PROMISSORA DE ATIVIDADES BIOLÓGICAS. Revista Campo do Saber1(2).
  • Silva, R. M. C. D. S., Jeremias, E. L., & de Lima, C. P. (2016). Propriedades para a saúde e efeitos adversos das folhas de alcachofra. Anais do EVINCI-UniBrasil2(1), 305-305.
  • Teixeira, C. C. C. (2009). Desenvolvimento tecnológico de fitoterápico a partir de rizomas de Curcuma longa L. e avaliação das atividades antioxidante, anti-inflamatória e antitumoral (Doctoral dissertation, Universidade de São Paulo).
  • BARRETO, E. D. C., & BORTOLINI, V. M. D. S. (2016). GENGIBRE: BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE. 13ª Mostra de Iniciação Científica1.